Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Tempo bom é relativo

09/11/2009 às 11:58
por Alexandre Nascimento

le style="height: 190px;" border="0" cellspacing="0" cellpadding="0" width="742"> Na semana passada, São Paulo teve muito calor e a maior parte da população reclamou dos 31-33 graus que a capital registrou, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. No Rio de Janeiro, a situação foi semelhante, porém em uma outra escala bem mais quente. De terça-feira até domingo passados, a máxima foi superior aos 35ºC. No sábado e na quinta-feira, fez 40,2ºC. Imagina se isso ocorresse em São Paulo? Os engravatados iriam surtar! Por outro lado, mesmo no Rio de Janeiro, houve muita gente reclamando e pedindo por uma frente fria e por uma chuvinha. Uma das primeiras lições que os meteorologistas aprendem quando começam a trabalhar é não usar a expressão TEMPO BOM. Bom para quem? Geralmente, as pessoas reclamam da chuva. Os agricultores, necessitam e muito dela. Não dá para generalizar. Para nós, meteorologistas, tempo bom é aquele que foi previsto corretamente. Para mim, Alexandre Nascimento, tempo bom é dormir e acordar com 15ºC e almoçar com no máximo 22ºC. Acima desta marca, com calça e camisa, só com ar condicionado. Além disso, a barreira dos 30ºC só deveria ser ultrapassada ao cruzar a segunda rua perto da praia, ou na beirada da piscina. Por outro lado, a maior parte da população tem opinião contrária a minha. Certa vez, uma massa de ar polar conseguiu chegar com facilidade à Bahia e o pessoal do Instituto Nacional de Meteorologia local estava reclamando da absurda mínima de 17 graus. Quer dizer, não dá para utilizar a expressão tempo bom.