Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Tempo mudou em grande parte do Sudeste

09/05/2010 às 10:04
por Fabiana Weykamp

O fi
m de semana está sendo marcado por mudanças muito radicais no tempo em grande parte do Sudeste do país. Esta mudança já havia sido prevista e anunciada com bastante antecedência e só veio a se confirmar. Na última sexta-feira, a capital paulista teve um dia ensolarado e muito seco. No Mirante de Santana, estação oficial da cidade, a temperatura chegou a 31 graus. Na tarde deste dia, a umidade caiu até 23% na região do Campo de Marte, o que, segundo a Organização Mundial de Saúde, determina estado de atenção. Ontem (08), com a chegada da frente fria ocorreram muitas pancadas de chuva que, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências, provocaram 7 pontos de alagamento na cidade e a temperatura máxima caiu para 24,4 graus. Segundo a estação automática do Mirante de Santana, o acumulado de chuva entre às 18 horas de sábado e às 05 horas da manhã deste domingo, foi de 36 mm.  Hoje o ar polar entra mais forte em São Paulo e a temperatura cai ainda mais na capital e em todas as outras áreas do Estado. Na cidade do Rio, a grande mudança começou durante a madrugada deste domingo. Ontem a cidade teve sol e muito calor. A temperatura máxima registrada na Praça Mauá, segundo os dados do INMET foi de 35 graus. Hoje a temperatura máxima no Rio terá uma queda de quase 10 graus e a chuva será bem persistente. Entre a madrugada e às 7h30 da manhã deste domingo, alguns bairros do Rio de Janeiro já haviam acumulado cerca de 30 mm, segundo dados da GEORIO. Entre hoje e amanhã a frente fria também vai provocar mudanças no tempo nas capitais Belo Horizonte e Vitória e nas demais áreas da Região. A mudança no tempo causa uma grande divergência de opiniões. Muitas pessoas que sofrem com o calor e o ar seco estão agradecidas pela chegada da frente fria. As noites quentes  dificultam o sono, o forte calor à tarde causa indisposição e a baixa umidade e poluição causam grande mal estar e potencializam as doenças respiratórias. Já outros gostam dos dias ensolarados, com calor e sem chuva. Sentem-se mal no frio, não gostam de usar muitas roupas. Sair da cama pela manhã torna-se um tormento e alguns ficam facilmente resfriados. A moral desta estória é que não existe tempo bom ou ruim, tudo é muito relativo. Fique sempre atento a previsão do tempo para se adequar a essas mudanças.