Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Viradas do fim de semana e o que vem por aí

09/08/2009 às 23:54
por Josélia Pegorim

Uma
nova frente fria avança sobre o Sudeste e  o Centro-Oeste do Brasil, trazendo outra massa polar que já mostrou serviço bem feito no fim semana. Por onde passou, a temperatura despencou. A chuva da frente fria foi quase toda descarregada no Rio Grande do Sul, como vinha sendo esperado há vários dias. A passagem desta frente fria pelo Sudeste e Centro-Oeste será com grande aumento de nuvens em algumas áreas, mas pouca chuva. Porém, os termômetros vão sentir o tombo, grande.  A nova onda de frio não é intensa como outras que passaram pelo centro-sul do Brasil em junho e julho, mas deve provocar um novo de evento de friagem em áreas de Rondônia e do Acre.  A semana começa com queda de temperatura, mas vai terminar com a subida rápida dos termômetros.  A seguir, algumas viradas e efeitos deste novo sistema.

Em 3 dias de chuvosos,  Porto Alegre atinge a média de chuva de agosto

A chuvarada e o frio do fim de semana foram previstos.  Em Porto Alegre, a chuva cai sem parar desde sexta-feira. Até o começo da noite do domingo já tinham sido acumulados cerca de 143 milímetros em algumas áreas da cidade, segundo Instituto Nacional de Meteorologia. Este total equivale a média de chuva para agosto que é de 140 milímetros. A chuva caiu com mais força na tarde e no início da noite do domingo, quando foram acumulados 50 milímetros em 6 horas.  A temperatura no fim de semana não passou dos 16°C. Em Cruz Alta, no planalto gaúcho, o total de chuva acumulado apenas 9 dias agosto já soma 200 milímetros, dos quais 150 caíram entre a sexta-feira e o domingo, segundo o Inmet. Em Iraí, com os quase 100 milímetros acumulados entre a quinta-feira e este domingo, a média de 150 milímetros de agosto já foi superada.

Frio entra forte no oeste do Paraná

   
O fim da tarde do domingo foi muito gelado em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A temperatura real do ar estava em 10C, às 5 horas da tarde. Mas com o vento em torno de 22 km/h, a sensação térmica era de apenas 3C. E para completar, garoava. A temperatura caiu muito neste domingo no oeste do Paraná, por conta da nova massa de ar polar que avança sobre o Sul do Brasil

Frente fria vira o tempo em Mato Grosso do Sul

    A nova frente fria que entrou em Mato Grosso do Sul causou uma completa reviravolta no tempo no fim de semana. Em Campo Grande, o domingo foi nublado mas quase não choveu. Porém esfriou muito com a entrada do ar polar. De acordo com o Inmet, a temperatura máxima ficou em torno de 21C. Às 9 horas da noite, a temperatura já tinha baixado para apenas 13 graus. No sábado o calor chegou a 33C. Em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, o forte nevoeiro deixou a visibilidade bastante reduzida e o frio foi intenso durante todo o domingo. A temperatura ficou em 11C quase o dia todo e no fim da tarde baixou para 9C. O frio será intenso nesta segunda-feira, não só pela presença do ar polar, mas com a ausência do sol. Depois de alguns dias muito secos e quentes, a população de Mato Grosso do Sul passa um dia nublado. A partir de terça-feira, o sol reaparece. O dia amanhece frio mas às tarde a temperatura fica agradável.

Menos calor e mais umidade na região de Cuiabá

   
Na região pantaneira de Mato Grosso, a nova frente fria também causou grandes mudanças no tempo no fim de semana. Em Cuiabá,  a temperatura caiu bastante e a umidade aumentou, com a entrada da frente fria. No sábado fez um calor de 36C e neste domingo os termômetros pararam pouco abaixo dos 29C. O vento polar entrou forte na região. Por volta das 16 horas, o aeroporto de Várzea Grande registrou rajadas de 48 km/h. Neste horário, a umidade do ar no sábado era de apenas 17% e neste domingo subiu para 47%.
 

Ar seco

   
A forte massa de ar seco que ainda atuou forte neste domingo no Sudeste garantiu um dia ensolarado em quase todo o Estado de São Paulo e também muito seco. Na capital paulista a temperatura chegou aos 28°C. No noroeste do Estado, a umidade do ar voltou a baixar para valores críticos. Em São José do Rio Preto, a temperatura chegou aos 31°C e a umidade caiu para apenas 16% durante a tarde.
A umidade relativa também baixou para 16% em Barra do Garças, na divisa de Mato Grosso com o sul de Goiás. Em Goiânia e em Brasília, o domingo foi mais um dia com sol forte, muito calor e ar seco. A umidade neste domingo baixou até 18%
 

Chuva de agosto supera a média em Rio Branco, Acre

   
 Desde o início de agosto só choveu duas vezes em Rio Branco, capital do Acre. Mas no sábado, depois de bater o recorde de calor do ano, a chuva veio forte e foram acumulados cerca de 39 milímetros, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorolgia. Com os quase 7 milímetros registrados na quinta-feira passada, a média de chuva de agosto foi ligeiramente superada. Em dois dias choveu cerca de 46 milímetros. Junto com os meses de junho e julho, agosto compõe o trimestre de seca na região de Rio Branco. Dos três meses, o menor volume médio de chuva é justamente o de agosto e fica em torno de 40 milímetros.