São Paulo tem maior chuva/24h em janeiro em 68 anos

16/01/2017 às 07:57
por Maira Di Giaimo

Atualizado 16/01/2017 às 11:20

Oferecimento
Nível do Tietê baixou, mas preocupa

Chuvas fortes e volumosas atingiram áreas do estado de São Paulo neste domingo. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) emitiu um alerta para alagamentos na Zona Leste, Marginal Tietê e para algumas áreas da Zona Norte (Jaçanã e Tremembé).

 

Nível do rio Tietê é preocupante

Às 10h40, pelo SAISP - Sistema de Alerta e Inundações de São Paulo -, o nível do rio Tietê em Mogi das Cruzes (Estaleiro) havia baixado para atenção. Em Guarulhos (barragem Penha Montante), o nível do Tietê mantinha a cota de atenção, mas em São Paulo, na região da ponte Dutra, o nível baixou e estava numa cota um pouco abaixo do nível de atenção.

A situação inspira muita atenção ainda, pois espera-se mais chuva para tarde e noite de hoje e o nível do Tietê tende a subir novamente.

 

Emergência no rio Tietê

O rio Tietê, na altura da ponte Dutra, chegou no nível de emergência no começo da madrugada desta segunda. O SAISP- Sistema de Alerta e Inundações de São Paulo- registrou cota de 721,40 m, sendo que a cota de transbordamento é de 721,84m. Com a diminuição da chuva, o nível baixou, mas às 9h ainda estava na cota de atenção. No mesmo horário, o nível do Tietê também era de atenção na altura da barragem Penha (montante), em Guarulhos, e estava no nível de alerta em Mogi das Cruzes (Estaleiro).

 

São Paulo registra maior chuva/24h em em 68 anos

O volume de chuva que caiu sobre a cidade de São Paulo, especialmente sobre a zona norte, foi excepcional. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 115,0mm no Mirante de Santana, na zona norte da capital, entre 10h do dia 15 e 10h do dia 16 de janeiro de 2017. o Mirante de Santana é o local onde o INMET mantém medições meteorológicas regulares desde 1943.

Este volume de chuva foi não apenas o maior em 24h para este ano, mas também o maior registrado em 24h no Mirante para janeiro em 68 anos, desde 1949.

A medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia no Mirante de Santana, na zona norte da cidade de São Paulo, mostrava um acumulado de 113,4 mm de chuva entre 8h do dia 15 e 8h do dia 16 de janeiro. Mas quase toda a chuva caiu entre 22h do domingo, 15, e 1h da madrugada desta segunda-feira quando foram acumulados quase 91 mm de chuva. Em apenas 1 hora, entre a meia-noite e 1h da madrugada da segunda-feira, 16, choveu 64,6 mm.

Em Barueri, o acumulado entre 8h do dia 15 e 8h do dia 16 de janeiro foi de 71,0mm.

O CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura- registrou 6 pontos de alagamento no domingo, 15, todos na zona norte.
No início da manhã desta segunda-feira havia registro de 8 alagamentos principalmente nas zonas norte e centro-leste, mas ocorreram 2 na região de Santo Amaro (zona sul).

 

Chuva volumosa causou enchente em Francisco Morato no domingo, 15//2017

 

 

Risco de transbordamento dos rios

Com o grande volume de chuva que já foi acumulado e a previsão de mais chuva a partir da tarde, não se pode descartar o risco de transbordamento de trechos do rio Tietê e de outros rios e córregos na Grande São Paulo.

 

Confira os rios e córregos que transbordaram com a chuva muito volumosa entre o domingo, 15, e esta segunda-feira, 16 de janeiro, de acordo com o SAISP e o CGE:

 Córrego Franquinho - Av. Dom Hélder Câmara - das 00h30 às 00h50

Córrego Tremembé - Altura da R. Francisco Inglês - das 00h40 às 00h50

Córrego Tremembé - Altura da R. Garabed Gananian - das 00h00 às 00h50

Córrego Paciência - Av. Sanatório com Av. Edu Chaves, nº 500 - das 23h23 às 00h40

 

 

Acumulado

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), entre às 7h do domingo (15) e às 7h desta segunda-feira, o acumulado de chuva foi extremamente elevado em muitas áreas da cidade de São Paulo. Para se ter uma ideia, a média histórica para o mês de janeiro na capital paulista é de aproximadamente 240 mm, mas só nessas últimas 24 horas, algumas áreas da cidade acumularam metade desse volume. Veja abaixo os maiores acumulados da capital:

CAPITAL

Jardim Guapira    120,22 mm
Centro                    102,19 mm
Mooca                    94,28 mm

 

Veja mais detalhes da chuva na capital. 


Outras áreas do estado também registraram muita chuva nas últimas 24 horas:

Francisco Morato (Parque Cento e Vinte)    103,2 mm
Franco da Rocha (Parque Industrial)             98,4 mm

Itapevi                                                                  92 mm

Sistema de Baixa Pressão

O motivo de toda essa chuva é a presença de um sistema de baixa pressão no oeste do estado. No decorrer desta segunda-feira o sistema vai espalhar mais nuvens carregadas e a chuva continua constante. No entanto, ainda ocorrem algumas aberturas de sol e o tempo fica abafado. 

Veja como ficam as temperaturas na capital.

Semana
A instabilidade deve aumentar na terça-feira. O céu fica cheio de nuvens e o potencial para chuvas fortes e volumosas aumenta. Em geral, toda a semana deve ser de tempo instável e chuva frequente pelo estado de São Paulo. 

Você pode acompanhar a chuva pelo nosso radar!

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

13°
min

28°
max

0mm / 0%

FASES DA LUA

  • Crescente
    19/07
  • Cheia
    27/07
  • Minguante
    06/07
  • Nova
    12/07

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03