Destaques

+ aumentar e diminuir fonte -
Chuva em Anápolis (GO)
2 de setembro de 2014

Nuvens carregadas avançam sobre a região de Anápolis e provocam chuva fraca. A temperatura está em 18 graus.

Noite agradável em Curitiba (PR)
1 de setembro de 2014

A noite desta segunda-feira segue com temperatura agradável. Faz 14 graus na região do aeroporto Afonso Pena e o tempo está firme.

Tempo firme em Fortaleza (CE)
1 de setembro de 2014

Ar seco que cobre o Ceará deixa o céu praticamente sem nuvens em todo o Estado. Em Fortaleza a noite desta segunda-feira segue com tempo firme e faz 25 graus.

Trovoadas em Cuiabá (MT)
1 de setembro de 2014

Nuvens carregadas crescem sobre a capital de Mato Grosso nesta noite de segunda-feira. Na região do aeroporto há registro de trovoadas e faz 28 graus.

Chuva e trovoadas em Goiânia (GO)
1 de setembro de 2014

Nuvens carregadas associadas ao tempo abafado e úmido provocam chuva fraca a moderada e trovoadas em Goiânia, onde faz 21 graus.

Temperatura amena em Florianópolis (SC)
1 de setembro de 2014

Ventos marítimos constantes proporcionam uma noite de temperatura amena e com formação de muitas nuvens em Florianópolis nesta segunda-feira. No momento os termômetros registram 18 graus no aeroporto Hercílio Luz.

Volta a chover no Sul
1 de setembro de 2014

Novas áreas de instabilidade crescem entre o Paraguai, a Argentina e a Bolívia e avançam para o Sul do Brasil nesta terça-feira. As nuvens carregadas voltam a se formar devido a queda da pressão do ar que está ocorrendo entre estes três países. Além disso, ventos marítimos de uma massa polar vão levar muita umidade para o interior da Região Sul do Brasil, o que facilita o crescimento das nuvens e aumenta o potencial para chuva. Os ventos nos níveis elevados da atmosfera vão ajudar a aumentar e a espalhar as nuvens carregadas sobre o Sul do Brasil.

 

 

A população do Sul deve ficar atenta nesta terça-feira, pois há risco de chuva forte, com raios e rajadas de vento.

A primeira quinzena de setembro será marcada por muita instabilidade e a concentração da chuva sobre o Sul do Brasil, mas especialmente sobre o Rio Grande do Sul e sobre Santa Catarina, que devem receber a chuva mais volumosa.

Confira a análise da meteorologista Josélia Pegorim.

 

Radar RJ
1 de setembro de 2014

A noite desta segunda-feira segue com tempo aberto em todo o estado. O radar meteorológico Alerta Rio – Prefeitura do Rio de Janeiro mostra que não há chuva em sua área de cobertura.

Frio ou calor em São Paulo?
1 de setembro de 2014

O calor diminuiu em São Paulo nesta segunda-feira. A temperatura chegou aos 26°C em vários locais da cidade. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 25,9°C, sendo que no domingo fez 31°C. A queda da temperatura foi principalmente efeito do excesso de nuvens que predominou de manhã, que impediu que o sol aparecesse forte.

Quem já estava ficando com saudade do friozinho vai gostar do tempo nos próximos dias. A tendência é de queda da temperatura, com a volta da sensação de frio já na quarta-feira. Não há expectativa de recordes, mas os termômetros na Grande São Paulo vão passar vários dias longe da marca dos 30°C.

Ar polar marítimo

Uma grande e forte massa de polar avança pelo litoral da Argentina e do Uruguai e a partir desta terça-feira começa a influenciar o litoral da Região Sul do Brasil. No decorrer desta primeira semana de setembro, os ventos provocados por esta massa polar vão injetar o ar frio e carregado de umidade do mar sobre a Grande São Paulo. Este ar úmido e frio vai gerar muita nebulosidade que vai esconder o sol por muitas horas. Sem sol e com ar polar, a temperatura vai ficar amena.

Confira a tendência da temperatura para a cidade de São Paulo.

 

Agosto com temperatura acima da média

Agosto deu a São Paulo a menor temperatura de 2014, até agora, e também a tarde mais fria do ano. Pelos registros do Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura mais baixa na capital paulista até agora foi de 9,0°C em 14 de agosto. A tarde mais fria até agora também foi a de 14 de agosto, com temperatura máxima de apenas 12,6°C.

Apesar dos eventos de frio, a média das temperaturas de agosto ficou acima do normal. A média da temperatura mínima ficou 1,2°C acima do valor histórico e a média da temperatura máxima ficou 1,5°C acima da média histórica. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia e podem ser observados no gráfico.

 

Chuva para aliviar o calor do Centro-Oeste
1 de setembro de 2014

Setembro começou com mudanças no tempo no Centro-Oeste. Nuvens carregadas voltaram a crescer sobre a Região devido ao calor e ao aumento dos níveis de umidade provocando pancadas de chuva, que aliviaram por alguns momentos o calorão e o ar muito seco que predominaram em agosto. Algumas áreas de Mato Grosso e do Goiás tiveram fortes pancadas de chuva na tarde desta segunda-feira. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 25 mm em Juara, Mato Grosso, e 21 mm em Mineiros , Goiás, e 17 mm em Santo Antonio do Leste, Mato Grosso. Em Goiânia, a chuva veio com raios e rajadas de vento que alcançaram até 48 km/h no aeroporto local.

 

Imagem de satélite colorizada mostra grande quantidade de nuvens carregadas sobre o Centro-Oeste. As manchas com vermelho indicam as nuvens com alto potencial para chuva com raios e rajadas de vento. Estas nuvens devem se formar sobre a Região também nesta terça-feira.

 

Mais chuva nos próximos dias

A umidade vai aumentar no decorrer da semana sobre o Centro-Oeste e se espalha sobre a Região. Mais nuvens carregadas devem se formar em muitas áreas provocando várias pancadas de chuva voltam a ocorrer nesta terça-feira especialmente à tarde e à noite. A chuva não deve ser generalizada, mas vai deixar o ar mais respirável e diminuir a secura do solo e da vegetação, o que reduz o risco de incêndio. Na região do Distrito Federal e no norte de Goiás, a umidade também aumenta, mas a chance de chove é maior a partir da tarde de quarta-feira.

Recorde de calor

Cuiabá, capital de Mato Grosso, começou setembro estabelecendo um novo recorde de calor. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 39,3°C às 15h desta segunda-feira, 1 de setembro. O recorde anterior era de 38,6°C em 22 de agosto. No ano passado, a maior temperatura em Cuiabá foi de 40,1°C em 31 de agosto e em 27 de setembro.

 

Chuva por pouco tempo

A população da Região Centro-Oeste não deve se animar muito com as pancadas de chuva desta semana. A tendência é de que o ar volte e secar a semana que vem. Confira a análise da meteorologista Josélia Pegorim.