Destaques

+ aumentar e diminuir fonte -
Temperatura sobe no RJ
23 de outubro de 2014

Por causa do excesso de umidade e do vento que trazia ar frio do oceano, a temperatura ficou baixa no Rio de Janeiro nos últimos dois dias. A máxima nesta quarta-feira não passou de 24,7 na capital fluminense. Nesta quinta-feira, o dia ainda vai amanhecer com bastante nebulosidade e com temperatura mais baixa, mas ao longo do dia gradativamente volta a esquentar. A nebulosidade se dissipa ainda pela manhã e durante a tarde o sol já brilha bem mais forte. Na sexta-feira e também no final de semana esquenta ainda mais e o sol brilha forte ao longo dos dias. Tanto no sábado como também no domingo, as nuvens voltam a se formar por causa do aquecimento e provocam pancadas de chuva a partir da tarde em todo o estado, inclusive no Grande Rio.

Tempo firme em Fortaleza (CE)
23 de outubro de 2014

Uma forte massa de ar seco domina  as condições do tempo no Ceará e dificulta a formação de nuvens de chuva. Em Fortaleza a madrugada segue com tempo aberto e faz 26 graus na região do aeroporto local.

Trovoadas em Uberlândia (MG)
23 de outubro de 2014

Nuvens carregadas avançam sobre o Triângulo Mineiro e  provocam trovoadas na região de Uberlândia. A temperatura está em 23 graus.

Chuva e trovoadas em Imperatriz (MA)
23 de outubro de 2014

O tempo abafado e úmido forma nuvens tropicais que provocam chuva moderada a forte e trovadas em Imperatriz, onde faz 25 graus.

Chuva em Goiânia (GO)
23 de outubro de 2014

A capital goiana começa a madrugada desta quinta-feira com tempo instável. Chove fraco e faz 23 graus.

Chuviscos em Vitória da Conquista (BA)
22 de outubro de 2014

Muita nebulosidade cobre a região de Vitória da Conquista nesta noite de quarta-feira. Há registro de chuviscos e faz 18 graus.

Chuva e trovoadas em Anápolis (GO)
22 de outubro de 2014

Nuvens carregadas avançam sobre Anápolis nesta noite de quarta-feira. Chove moderado a forte e há registro de trovoadas. A temperatura está em 20 graus.

Chuva forte no Centro-Oeste
22 de outubro de 2014

Com o fim do bloqueio atmosférico, o ar úmido e quente permanece sobre o Centro-Oeste e facilita a formação de muitos núcleos de nuvens carregadas, que provocam pancadas de chuva até de forte intensidade.

A imagem de satélite mostra a presença de muitas nuvens carregadas (manchas em vermelho e em tons de azul claro, mas especialmente sobre o Mato Grosso e Goiás, o que indica que estes dois estados estão com maior disponibilidade de umidade. A partir desta quinta-feira, parte desta umidade vai em direção do Mato Grosso do Sul que volta a ter pancadas de chuva.

 

No fim de semana, a circulação de ventos em diversos níveis da atmosfera deve favorecer a intensificação das áreas de instabilidade sobre o Centro-Oeste. A expectativa é de que ocorram muitas pancadas de chuva no fim de semana e também na próxima semana, com risco de temporais.

 

Frente fria para no sul da Bahia
22 de outubro de 2014

Uma frente fria chegou ao sul da Bahia, mas não tem força para avançar mais sobre a Região. A presença desta frente fria provocou chuvas de fraca a moderada intensidade em áreas do sul da Bahia. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou entre 19h do dia 21 e 19h do dia 22 de outubro, 24 mm de chuva acumulados em Porto Seguro e 10 mm em Uma. Outras áreas no sul baiano acumularam de 1 a menos de 10 mm.

Esta frente fria tende a se afastar para alto-mar nas próximas 24 horas.

Uma massa de ar seco vai predominar sobre o Nordeste nos próximos dia fazendo com que grande parte da Região fique com pouca nebulosidade e sem condições para chuva.

 

Calor, sol forte e tempo seco predominam também em Caicó, no interior do Rio Grande do Norte. Foto de Avaron, em 20 de outubro de 2014

 

Pancadas de chuva com raios, com moderada a forte intensidade, poderão ocorrer nesta quinta-feira no interior do Maranhão, do Piauí e no oeste da Bahia.

 

O mapa mostra a estimativa de chuva para o Nordeste até o dia 27 de outubro. Os tons em vermelho-terra indicam baixos volumes de chuva.

Brasil não verá eclipse parcial do sol
22 de outubro de 2014

Um eclipse parcial do sol acontece nesta quinta-feira, 23 de outubro de 2014, mas não será visível no Brasil e nem em nenhum outro local da América do Sul. Este eclipse poderá ser apreciado em parte do Canadá, dos Estados Unidos e do México e sobre o norte do oceano Pacífico.

O mapa mostra a porção de visibilidade (desenho em forma de elipse) deste eclipse.

 

Crédito da imagem: F. Espenak, NASA’s GSFC eclipse.gsfc.nasa.gov/eclipse.html

 

A animação feita pela NASA mostra como será visibilidade do eclipse com o passar do tempo.

 

 

Brasil não viu eclipse de 29 de abril de 2014

Um eclipse solar anular ocorreu em 29 de abril de 2014, mas também não pode ser apreciado no Brasil. A melhor visibilidade foi na Austrália.

O último eclipse que foi visível parcialmente no Brasil ocorreu em 3 de novembro de 2013. A melhor visibilidade do fenômeno foi no Nordeste e no Norte do Brasil.

A foto mostra um momento deste eclipse visto de Juazeiro do Norte, no interior do Ceará

 

Eclipse solar parcial de 3 de novembro de 2013 fotografado em Juazeiro do Norte (CE), por Valmir Martins de Morais

Como acontece um eclipse solar?

O eclipse solar acontece quando a Lua passa entre o Sol e a Terra. O que vemos num eclipse solar é a projeção total ou parcial da sombra da Lua no disco solar. O eclipse do sol acontece apenas na lua nova.

 

Tipos e eclipse solar 

Um eclipse solar pode ser total, parcial e anular. No auge de um eclipse total, o disco solar fica todo escurecido e vemos apenas a coroa solar. No eclipse parcial, apenas uma porção do disco solar fica escurecida, como se tivéssemos tirado um pedaço do sol, uma mordida numa maçã. No eclipse solar anular, quase todo o disco solar fica escurecido, mas vemos um anel iluminado ao redor do sombreamento.

 

Crédito da imagem: Marcos Calil - Momento Astronômico

Quando vão ocorrer os próximos eclipses?

O próximo eclipse será em 20 de março de 2015, um eclipse solar total, mas que será visível na Europa. O fenômeno deve ocorrer exatamente no equinócio de primavera para o Hemisfério Norte.  A animação mostra as áreas de visibilidade deste eclipse.

O mapa mostra asa datas e locais de outros eclipses até 2020.

Você curte astronomia? Então não deixe de explorar o Momento Astronômico, o canal de astronomia da Climatempo, coordenado pelo professor e astrônomo Marcos Calil.  Todas às quintas-feiras, às 12h30, Marcos Calil dá dicas de eventos astronômicos no Climatempo News, jornal meteorológico ao vivo que você pode assistir pelo site da Climatempo .

Chuva de estrelas da primavera 2014