Arquivo da Categoria ‘Ar Seco’

+ aumentar e diminuir fonte -
Fornalha de setembro
terça-feira, 16 de setembro de 2014

Secura e calor no Brasil

A primeira quinzena de setembro teve vários eventos de ar muito seco e calor recorde no Brasil. Nesta terça-feira, 16, Brasília voltou a registrar a temperatura máxima de 31,6°C, igualando o recorde de calor para 2014 registrado em 15 de setembro. As medições são do Instituto Nacional de Meteorologia. Níveis de umidade do ar abaixo de 15% foram observados em áreas do Nordeste, do Norte, Centro—Oeste e Sudeste. Os menores valores desta terça-feira registrados pelo Instituto Nacional de Meteorologia foram de 11% no interior do Piauí, nas cidades de Bom Jesus do Piauí e de Caracol, e em Montalvânia, no norte de Minas Gerais.

Confira as capitais que registraram recorde de calor para 2014 em setembro

Brasília (DF): 31,6°C – dias 15 e 16

Cuiabá (MT): 40,1°C – dia 14

Campo Grande (MS): 36,3°C – dias 12 e 14

Palmas (TO): 40,4°C – dia 13

Teresina (PI): 38,3°C – dia 11

Rio Branco (AC): 37,0°C – dia 7

Manaus (AM): 37,0°C – dia 5

 

Mas o calor de setembro está só começando. A segunda quinzena promete ser, ou pelo menos começar, com uma verdadeira fornalha.

As simulações atmosféricas indicam que o ar polar vai ficar retido por vários dias no centro-sul da Argentina. A circulação dos ventos em diversos níveis da atmosfera vai bloquear a passagem do ar polar para o Brasil. Os ventos frios vão ter dificuldade para entrar até sobre a Região Sul.

 

 

 

Sem ar polar e com a falta de umidade para formar grandes nuvens e um barrar um pouco o sol forte, um forte aquecimento pode ser esperado para os próximos dias por quase todo o país. Temperaturas extremamente elevadas, em torno dos 40°C, poderão ocorrer no Norte, Centro-Oeste e  no Nordeste. Mas calor próximo dos 40°C também poderá ser observado em alguns locais do Sudeste como norte de  Minas Gerais e de São Paulo.

Enquanto o calor e a secura do ar prometem incomodar a população em grande parte do Brasil, na Região Sul, a segunda quinzena de setembro promete tempestades.

Tendência para a primavera – Brasil

 

Você também quer chuva?
segunda-feira, 15 de setembro de 2014

por Patrícia Pinheiro

Nosso 23º desafio está lançado!!

O tempo seco vem afligindo grande parte do país, mas isso pode mudar nessa semana. Diversos estados, entre eles, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, já sofrem com a secura do ar e com o racionamento de água. Então, se você, assim como muitas pessoas, também quer chuva em sua cidade participe da nossa nova edição.

Queremos que você retrate sua expectativa pela chuva (que já está chegando em alguns lugares do Brasil), a ansiedade (para que chegue onde ainda não chegou) e até mesmo a alegria de finalmente ter chovido em sua cidade, após dias muito secos.

A hashtag da vez é #querochuva e participar continua fácil:

1º Fotografe sua expectativa pela chuva ou a chegada dela

2º Publique no seu Instagram

3º Coloque as hashtag’s #querochuva e #fotografeotempo

4º Marque @climatempo na sua foto

E pronto, você já está participando!

 Se você não tiver Instagram, não se preocupe. É só seguir todos os passos e publicar sua foto em uma de nossas redes sociais ou em nosso portal, na área “Participe”. Você pode nos enviar várias fotos!

Fique ligado! O resultado sai nesta quinta-feira, dia 18!

Sol e calor no Rio de Janeiro
segunda-feira, 15 de setembro de 2014

O ar seco ainda predomina sobre o centro-norte do Sudeste e garante tempo firme e calor sobre o Estado do Rio de Janeiro na segunda-feira (15). A temperatura sobe rápido com o predomínio do sol e a umidade relativa do ar tende a cair por conta do ar mais seco que tende a descer das camadas superiores da atmosfera em direção à superfície (fenômeno conhecido em meteorologia por subsidência de ar).

Na imagem do satélite meteorológico, os tons de marrom significa que não há a presença de nebulosidade. Em condições como esta a concentração de vapor d’ água no ar é muito pequena.

Imagem de satélite do canal do infravermelho realçado

O tempo muda na terça-feira (16)

No entanto, o calorão e ar mais seco já tem data para se afastar do Rio de Janeiro. Na terça-feira começam as instabilidades pré-frontais, que já indicam a chegada de uma frente fria. O dia vai começar ainda com predomínio de sol e um ar abafado, isso vai favorecer a formação de nuvens carregadas que vão provocar pancadas de chuva principalmente entre o final da tarde e a noite. Como há um forte contraste entre a massa de ar mais quente que está na região e o ar mais frio e úmido que virá com a frente fria, há o risco de grandes nuvens se desenvolverem e provocarem temporais.

Previsão de mar agitado

A presença do ciclone extratropical irá organizar o vento que por sua vez vai perturbar o mar de uma forma bastante efetiva sobre a costa do Rio de Janeiro. Há previsão de agitação do mar e de forma mais localizada pode ocorrer ressaca com on das que alcançam os 2,5 metros de altura.

Ar seco predomina no centro do Brasil
sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O ar seco predomina na região central do Brasil. Diversas cidades do Centro-Oeste e do interior do Sudeste registraram umidade relativa do ar abaixo dos 20%. Em algumas a condição é crítica com valores abaixo dos 12%, o que já indica estado de emergência segundo estudos feitos pela UNICAMP.

 

Imagem de satélite do canal do infravermelho realçado

Em Barretos e em Valparaíso no interior de São Paulo, a umidade relativa chegou aos 11%, o aeroporto de Presidente Prudente também registrou 11%. Água Clara em Mato Grosso do Sul também chegou a este valor, assim como os registros do aeroporto do Goiânia.

O ar seco ainda persiste ao longo dos próximos dias no centro do Brasil. Áreas do centro-oeste de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul terão um pouco mais de umidade no domingo (14) e até mesmo algumas pancadas de chuva de forma bem localizada. Na segunda-feira (15) o tempo muda em Mato Grosso do Sul, as áreas de instabilidade ganham força com a passagem de uma frente fria que vai organizar nuvens carregadas. O céu ficará com muitas nuvens e pode chover a qualquer momento.

10% de umidade no ar em SP e MG
quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Secura diminui no Sudeste (por pouco tempo…)

A passagem de uma frente fria pelo litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro muda os ventos sobre o Sudeste. Apesar de fraca no interior da Região, sem força para provocar chuva, os ventos marítimos gerados por esta frente fria entram no interior e elevam a umidade. O aumento da umidade será suficiente para formar algumas nuvens pequenas, sem chuva.

Passagem de frente fria pelo oceano faz com que ventos úmidos marítimos cheguem fracos ao interior do Sudeste

 

A sexta-feira não será úmida, apenas menos seca e um pouco menos quente. Mas no fim de semana, a umidade volta a diminuir e o calor aumenta. Porém, uma frente fria está sendo esperada para semana que vem, com força para provocar um pouco de chuva em parte da Região Sudeste. Confira a previsão!

 

10% de umidade em SP e MG

Esta penúltima semana do inverno está sendo marcada por ar muito seco na maioria das áreas da Região Sudeste. Na tarde desta quinta-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 10% de umidade no ar Barra Bonita (SP), 12% em Ariranha (SP), Pradópolis (SP), Itapira (SP) e em Passos (MG). O aeroporto de Varginha registrou 10% de umidade no ar e em Ribeirão Preto, o aeroporto local chegou aos 12% também. Na zona oeste do Rio de Janeiro, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou apenas 14% em um momento.

 

 

Em muitas outras áreas do Sudeste, e também do Centro-Oeste, estados como o Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará e o oeste da Bahia, os níveis de umidade do ar esta semana ficaram entre 20% e 30% ou até abaixo dos 20% por muitas horas seguidas. Pelos padrões da Organização Mundial da Saúde, o nível de umidade deve ser manter em torno dos 60% para o conforto humano

O ar extremamente seco que vem predominando esta semana em grande parte do Brasil é prejudicial à saúde fazendo com o nosso corpo entre até no início de uma desidratação.

A meteorologista Josélia Pegorim conversou com Sergio Vaisman, médico clínico e cardiologista, dedicado à medicina preventiva, que alerta para os problemas da falta de água no nosso corpo. A chuva faz a faxina no céu. A água faz a limpeza do nosso corpo. Sua boa sede é um alerta amarelo!

 

 

Os horizontes poluídos do Brasil
quinta-feira, 11 de setembro de 2014

por Patrícia Pinheiro

O 22º desafio #fotografeotempo chegou ao fim.

Em grande parte do país a semana ficou muito seca, por isso a nova edição do desafio foi para você retratar a poluição causada justamente pela falta de chuva. Podiam ser fotos da poluição ocasionada pelos carros de grandes centros urbanos, da poeira que fica em suspensão – principalmente nas cidades interioranas – e até mesmo de fumaça das queimada que aumentam com esse tempo muito seco.

Entre inúmeras fotos, selecionamos as 5 vencedoras, retratando o #horizontepoluído em várias cidades do país.

Confira:

Gostou?

Agora, se a sua foto não está aqui, não desanima! Fique ligado que logo mais teremos outro desafio #fotografeotempo para você!

E lembre-se, você pode nos enviar fotos o tempo todo pelas redes sociais com a hashtag #fotografeotempo ou em nosso portal, na área “Participe”.

Quando São Paulo e Rio de Janeiro vão refrescar?
quinta-feira, 11 de setembro de 2014

São Paulo e Rio de Janeiro estão muito quentes e tudo indica que a tarde desta quinta-feira está sendo a mais quente do inverno. Mas em São Paulo, com os termômetros na casa dos 32°C às 14 horas, o calor é o mais intenso desde meados de março. No Rio de Janeiro, a temperatura às 14 horas estava em torno dos 36°C em muitas áreas da cidade. A mais alta temperatura do inverno de 2014 foi de 35,6°C e ocorreu em 4 de agosto.

As temperaturas máximas oficiais registradas pelo Instituto Nacional de Meteorologia devem ser conhecidas por volta das 16 horas.

A secura do ar  está incomodando muita gente. A umidade do ar às 14 horas estava em 17% no Campo de Marte, na zona norte da cidade de São Paulo e chegava a 16% na Vila Militar, na zona oeste do Rio de Janeiro.

 

 

Vento fresco à vista

Uma frente fria está avançando pelo mar e seus ventos frescos, de origem polar, já começaram a ser sentidos no litoral paulista no começo da tarde desta quinta-feira. No Guarujá, a temperatura caiu de 28°C, às 9 horas, para 22°C às 14 horas.

Veja como esta frente fria vai influenciar o Rio de Janeiro e São Paulo nos próximos dias, nos comentários da meteorologista Josélia Pegorim.

 

 

Secura do ar e desidratação. Sua boca seca é o sinal amarelo

Calor aumenta e bate recorde no Rio de Janeiro
quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O calor aumenta nesta quinta no Rio de Janeiro e pode bater recorde. A tarde desta quinta-feira deve ser a mais quente do inverno e uma das mais quentes do ano, até agora. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, a maior temperatura do inverno de 2014  no Rio de Janeiro foi de 35,6°C, em 4 de agosto. A maior temperatura deste ano até agora é de 41,4°C, em 10 de fevereiro.

Ar seco

Cariocas e fluminenses que tentaram achar alguma nuvem nos céus do Estado do Rio de Janeiro nesta quarta-feira terminaram o dia frustrados. Com a secura do ar, as nuvens não se formaram, apesar do calorão.

A sequência de imagens de satélite mostra o predomínio da cor escura sobre todo o Estado do Rio de Janeiro indicando pouca ou nenhuma nebulosidade.  Para os meteorologistas, a maior provoca de que o ar está muito seco é a falta das nuvens, um dia todo com céu azul.

 

Na região da Vila Militar, zona oeste carioca, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou umidade no ar entre 19% e 21% entre 13h e 17h. A Organização Mundial da Saúde recomenda que os níveis de umidade fiquem em torno dos 60%, para o conforto humano.

A secura do ar foi registrada em todo o Estado e ainda vai incomodar os cariocas e fluminenses nesta quinta-feira.  Níveis de umidade abaixo dos 20% podem voltar a ocorrer na tarde desta quinta-feira em vários locais do Estado do Rio de Janeiro. A salvação, pelo menos parcial, virá só na sexta-feira com a chegada de uma frente fria. Mas não dá para esperara a chuva. A umidade aumenta e o ar ficará menos desconfortável. As nuvens voltam a se formar, mas não vão esconder o sol por completo.

Ainda vai dar praia no fim de semana.

 

Saiba como a o ar seco interfere no seu corpo. Sua boca está seca? É o sinal amarelo da desidratação.

Quem será o grande vilão da primavera?

 

 

Mais calor e mais ar seco para São Paulo
quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Atualizada em 11/09/2014 às 9h20

Mais um dia que começa quente e seco na cidade de São Paulo. É assim que o tempo se estabelece na quinta-feira (11). Uma alta pressão em níveis médios (500hPa – cerca de 6km com relação a superfície) favorece a entrada de ar bastante seco e muito sol, os ventos de norte garantem ainda mais calor. Devemos ter a tarde mais quente do inverno de 2014.

As previsões indicam que a temperatura máxima na capital paulista pode chegar aos 33°C. Se as estações de medição confirmarem este valor, devemos ter a tarde mais quente desde 16 de março de 2014 quando a máxima chegou aos 33,4°C.

Imagem de satélite no canal do infravermelho realçada

 

A semana foi marcada pelo sol forte e pelo ar seco na cidade de São Paulo. A qualidade do ar caiu em diversos pontos, segundo informações das estações de medição da CETESB.

Qualidade do ar às 9h da manhã do dia 09/09/2014 na cidade de São Paulo, segundo a CETESB

 

O predomínio do tempo firme também incentiva a elevação da temperatura. Segundo a estação convencional do INMET no Mirante de Santana, recordes sucessivos de maior temperatura máxima do inverno foram batidos. Atualmente, o recorde é de 31,2°C registrado na quarta-feira (10), mesmo dia em que foi registrado o menor índice de umidade relativa do ar do ano na mesma estação, com 19%.

Sexta-feira de mudanças no tempo na faixa leste paulista

Após diversos dias de secura e muito calor, as condições do tempo mudam um pouco na sexta-feira (12). Os ventos mudam de direção e passam a soprar um ar mais úmido que vai deixar o céu de São Paulo com muito mais nuvens. A nebulosidade não vai causar tanta chuva, se ocorrerem as pancadas serão localizadas e com baixo volume acumulado.

 

Crise da água em SP: Cantareira com menos de 10% de armazenamento

A secura do ar é ruim para os seus olhos

Muito sol e mais calor para o Rio de Janeiro
quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O forte ar seco permanece sobre o Sudeste e garante muito sol ao longo da semana. As temperaturas sobem bastante com o maior período de sol. Na terça-feira (09) a máxima já foi de 32,4°C na estação convencional do Instituto Nacional de Meteorologia.

A quarta-feira (10) já começou com temperatura de 16°C no aeroporto de Afonsos, 3°C a mais do que a mínima registrada na terça-feira (09).

Mais calor e mais ar seco nesta semana

Até a sexta-feira (12), o sol persiste e faz bastante calor no Rio de Janeiro. A massa de ar seco ainda impede a formação de nebulosidade e a umidade relativa do ar tende a cair. No entanto, com o aumento na nebulosidade a temperatura máxima cai entre a sexta-feira e o sábado (13). O ar também fica um pouco mais úmido, mas não há previsão de chuva.

No domingo (14) o ar seco já volta a ganhar força e a temperatura volta a subir.