Arquivo da Categoria ‘São Paulo’

+ aumentar e diminuir fonte -
Fogo consome mata em Ribeirão Preto (SP)
segunda-feira, 1 de setembro de 2014

A presença do ar seco predominante em grande parte do período de inverno deixa a vegetação mais seca. Desta forma, fica muito fácil do fogo se espalhar sobre diversas áreas. É exatamente o que acontece com o município de Ribeirão Preto, no norte do Estado de São Paulo.

Segundo informações das agências de notícias, o fogo começou na noite do domingo (31) e se espalhou por uma área de 30 hectares da Mata de Santa Tereza, que é a principal área verde da cidade.

Novas áreas de instabilidade vão se espalhar sobre o Estado de São Paulo ao longo da terça-feira (02). Há previsão de chuva pelo menos até a próxima quinta-feira (04) o que pode amenizar os efeitos das queimadas e auxiliar o Corpo de Bombeiros no combate ao fogo.

Fim de semana com sol em São Paulo
quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Atualizado em 29/08/2014 às 13h40

O fim de semana promete ser de sol forte e calor depois de uma semana de grandes mudanças.

Esta semana foi marcada pelas grandes mudanças nos céus de São Paulo. A segunda-feira (25) foi marcada pelo sol forte e bastante calor, tanto que tivemos a tarde mais quente do inverno com 30,9°C registrada na estação convencional do Mirante de Santana. O ar seco também persistiu e a qualidade do ar ficou ruim em diversos pontos da capital.

Na terça-feira (26) uma frente fria chegou à faixa leste paulista e organizou nuvens carregadas sobre o centro-leste do Estado de São Paulo. Na Região Metropolitana houve granizo de forma mais pontual. Nuvens carregadas com grande profundidade vertical (topo da nuvem de aproximadamente 12 km) também provocaram granizo sobre a região de Campinas e de Capivari.

A quarta-feira (27) foi marcada por temperaturas mais agradáveis em São Paulo. O dia começou com pancadas de chuva com intensidade de moderada a forte em algumas áreas da Zona Norte, Sul e Centro. No entanto, o sol apareceu mesmo que acompanhado de muitas nuvens e incentivou a temperatura a subir.

A partir da noite de quarta-feira os ventos passaram a soprar de sul e trazer um ar mais frio. As temperaturas caíram e seguiram mais baixas também pela quinta-feira (28). De forma mais pontual houve chuva na cidade de São Paulo. O predomínio nos céus paulistanos foi de muita nebulosidade.

A sexta-feira (29) também será de muitas nuvens e curtos períodos de sol ainda por conta da circulação de umidade proveniente do mar. Os ventos ainda sopram de sul e as temperaturas ficam mais baixas.

No sábado (30) o sol volta a aparecer com o predomínio do ar seco. Os ventos mudam de direção e passam a transportar um ar de origem mais quente. A tarde já fica mais agradável e não há previsão de chuva.

O domingo (31) também terá muito sol e um pouco de calor à tarde. Entretanto, áreas de instabilidade avançam pelo Sul e chegam aos Sudeste. Como o ar mais úmido vindo de sul encontra um ar mais quente sobre São Paulo, há o risco de pancadas de chuva a partir da tarde e de forma mais localizada pode ocorrer temporais.

Imagem de satélite do canal do infravermelho realçado

Estiagem atrasa florada da noz – SP
quinta-feira, 28 de agosto de 2014

O desenvolvimento das árvores de noz no estado de SP ficou comprometido por conta da estiagem. O processo de adubação está sendo reforçado. Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos dias em todo o Brasil.

São Paulo úmida e fria
quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Após as temperaturas caírem no anoitecer da última quarta-feira, nesta quinta-feira os ventos marítimos de uma massa polar – que se intensifica entre a costa do Sul e do Sudeste – favorecem a chegada de mais umidade na Grande São Paulo. Com este aumento da umidade, mais nuvens se formam no decorrer do dia e a temperatura fica baixa. Há formação de névoa e pode chuviscar no período da noite. A temperatura máxima não sobe muito e deve ficar abaixo dos 20ºC.

Na sexta-feira já ocorrem boas aberturas de sol, porém, o dia ainda começa frio e com muita névoa em toda a Grande São Paulo. Para o fim de semana a expectativa é de que o sol volte com força e a temperatura sobe novamente.

A Previsão do Tempo em Suas Mãos
quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Você já conhece o novo aplicativo da Climatempo? Ele está com um layout muito mais atraente e funcionalidades novas. Tenha a nossa previsão do tempo em suas mãos, em qualquer lugar. Você também pode ver a previsão do tempo de outras cidades, tirar foto com o #fotografeotempo e compartilhar com seus amigos!

Não perca mais tempo e faça o download do novo app da Climatempo!

Chuva em SP não aumentou o nível do Cantareira
quarta-feira, 27 de agosto de 2014

por Maria Clara Machado

A frente fria que passou por São Paulo nesta terça-feira conseguiu provocar pancadas de chuva na região metropolitana e em áreas do centro, leste e sul paulista. A chuva veio com raios e até granizo registrado em Campinas e na zona norte da capital paulista. Apesar da instabilidade, o volume de chuva foi pequeno e o Instituto Nacional de Meteorologia registrou apenas 5,2 milímetros de chuva na estação do Mirante de Santana entre esta terça (26) e a manhã desta quarta-feira (27). Segundo dados da SABESP, o acumulado de chuva no Sistema Cantareira foi ainda menor com 3,2 milímetros de chuva registrado. O nível do reservatório está em 11,6%. Ontem o nível era de 11,7%.

A frente fria já se afastou do Estado de São Paulo e o sol predomina em praticamente todas as áreas e hoje só há possibilidade de chuva em áreas do litoral norte e da Baixada Santista.  As temperaturas já começaram a cair e a máxima prevista hoje é de 24°C na capital. Com o avanço do ar polar, o frio será sentido no Estado principalmente nesta quinta (28) e sexta-feira (29). Volta a fazer calor no fim de semana e não há previsão de chuva nos próximos dias.

Veja mais:

Tirar 2ª cota do volume morto do Cantareira é inevitável?


 

 

Frente fria se afasta de SP nesta 4ªf
terça-feira, 26 de agosto de 2014

Atualizado em 26/08/2014 às 22h45

A frente fria que está sobre São Paulo favoreceu a formação de novas instabilidades no leste do Estado durante a noite desta terça-feira.  A imagem em destaque (de 22h26, do radar meteorológico de São Roque, operado pelo Comando da Aeronáutica) mostra núcleos de chuva forte avançando para a região do Vale do Paraíba e litoral norte de São Paulo.

No período da tarde, o grande desenvolvimento de nebulosidade favoreceu a ocorrência de granizo nas proximidades de Campinas e Capivari. Apesar da sensação de abafamento, a temperatura diminuiu bem em relação aos últimos dias. Segundo o INMET a máxima não passou de 22,8°C na capital.

Nessa quarta-feira, a temperatura cai mais. As áreas de instabilidade perdem força e a tendência é de mais nebulosidade do que chuva. Na quinta-feira (28) a circulação de umidade proveniente do mar vai favorecer a formação de mais nebulosidade e chuva fraca em toda a faixa leste do Estado. O sol volta a predominar no sábado e a temperatura volta a subir.

Tirar 2ª cota do volume morto do Cantareira é inevitável?
terça-feira, 26 de agosto de 2014

por Maira Di Giamo

O nível das represas que abastecem Grande São Paulo está muito baixo. A situação do Sistema Cantareira, principal reservatório da região, é a mais crítica. Nesta terça-feira, 26 de agosto, o nível registrado é de apenas 11,7% de sua capacidade. O Sistema já recorreu ao uso do chamado volume morto, que é a reserva de água que fica abaixo do alcance das bombas.  Esse recurso permitiu a retirada de mais 182 bilhões de litros do Sistema. Porém, a estimativa é que essa reserva se esgote até outubro.

A Sabesp já anunciou a retirada da segunda cota do volume morto, que equivale a 106 bilhões de litros de água. As nossas reservas estão acabando, será que existe outra alternativa para preservar a água que resta no reservatório? Confira a opinião da professora da escola politécnica da USP, Monica Porto.

 

Confira também a opinião do Prof. Antônio Zuffo, Chefe do departamento de recursos hídricos da Unicamp.

 

Mudanças no tempo em SP
terça-feira, 26 de agosto de 2014

Depois de vários dias extremamente secos e de calor acima da média, o tempo já começou a mudar em parte do Estado de São Paulo, devido a chegada de uma frente fria.

Este sistema já provocou chuva com raios hoje cedo no Vale do Ribeira e no litoral sul paulista.

Abaixo segue a  imagem do radar meteorológico operado pela Aeronáutica, um pouco antes das 8 horas da manhã. Podemos observar até chuva forte na região representada pela cor vermelha.

Figura 1: Imagem do radar meteorológico de São Roque, das 7h56 no horário de Brasília (10h56 no horário TMG).

Na capital paulista as nuvens aumentaram e já pingou em alguns pontos da cidade. Ao longo desta terça-feira há condições para pancadas de chuva na Grande São Paulo e também na Baixada Santista.

Com a mudança na direção do vento e a volta da chuva, a temperatura diminui em relação aos últimos dias.

Infelizmente a frente fria não vai conseguir provocar chuva em todas as regiões paulistas. A mudança mais significativa no tempo acontece mesmo no litoral e em áreas próximas, que ficam no sul e no leste paulistas.

 

Segunda-feira mais seca e poluída em São Paulo
segunda-feira, 25 de agosto de 2014

por Maria Clara Machado

Os problemas decorrentes do ar seco e poluído estão redobrados na região metropolitana de São Paulo na manhã desta segunda-feira. Depois um fim de semana ensolarado, quente e muito seco, ainda não há previsão de chuva para hoje prejudicando diretamente a qualidade do ar e mantendo baixo os índices de umidade relativa do ar. O dia é de atenção especialmente para quem já sofre com problemas respiratórios decorrentes do tempo seco.

A CETESB registrou às 10 horas qualidade do ar ruim em quatro estações medidoras da região metropolitana de São Paulo. A maioria estava com qualidade do ar moderada  e apenas duas com qualidade do ar boa.

Qualidade do ar na Grande São Paulo medida às 10 horas pela CETESB.

 

 Os índices de umidade relativa do ar também estão mais críticos do que ontem (24). Às 9 horas a umidade do ar já estava em 31% no aeroporto de Congonhas. Neste domingo, a umidade estava em 41% no mesmo horário. Ontem à tarde o menor valor de umidade registrado na capital paulista foi de 13% e hoje a situação pode se repetir. Nas horas mais quentes da tarde, a umidade novamente pode se aproximar de valores de emergência, perto de 12%.

 

O tempo começa a mudar em São Paulo a partir desta terça-feira (26) com a chegada de uma nova frente fria. Esta frente fria não será forte, mas vai conseguir elevar os índices de umidade na maior parte do estado e trazer um pouco de chuva para a Grande São Paulo, litoral e algumas cidades do leste paulista. O frio também vai voltar especialmente na quinta e na sexta-feira.

Veja mais: