Arquivo da Categoria ‘São Paulo’

+ aumentar e diminuir fonte -
São Paulo esquentando (e secando…)
quinta-feira, 31 de julho de 2014

A semana que começou fria e chuvosa em São Paulo e vai terminando ensolarada e com temperaturas em elevação. Nesta quinta-feira, os termômetros chegaram aos 24°C em diversas áreas da capital paulista. Foi a tarde mais quente desde a quinta-feira da semana passada quando a temperatura máxima também ficou em torno dos 24°C. No fim de semana passado, São Paulo teve recorde de tarde mais fria de 2014

Mas enquanto esquenta, São Paulo também fica mais seca. No aeroporto Campo de Marte, na zona norte, o nível de umidade baixou para 36% e no aeroporto de Congonhas, para 33%. Foi a tarde mais seca desde o dia 17 de julho, quando o nível de umidade baixou para 32% no Campo de Marte.

Vem aí outro fim de semana. A repórter Maira Digiaimo foi conversar com a meteorologista Bianca Lobo para saber tudo do tempo no fim da semana. Confira!

 

 

SP: vida sem água

Vai para o litoral? Confira a altura e a direção das ondas. 

 

Seca prejudica agricultores durante irrigação – SP
quinta-feira, 31 de julho de 2014

A seca no estado de São Paulo está prejudicando os agricultores na hora de irrigar a lavoura, porém no município de Suzano, os agricultores estão conseguindo produzir utilizando pouca água. Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos dias em todo o Brasil.

 

Grande SP ensolarada depois da névoa
quinta-feira, 31 de julho de 2014

por Ângela Ruiz

A Grande São Paulo amanheceu debaixo de uma densa névoa nesta manhã fria de quinta-feira. Nas primeiras horas da manhã, no Campo de Marte, na zona norte da capital paulista, os helicópteros tiveram dificuldade em levantar voo. Por volta das 9h00 a visibilidade no aeroporto de Guarulhos estava restrita a 1500 metros com temperatura 12°C. No aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista a visibilidade neste mesmo horário era de 3700 metros sem nenhum registro de atraso de vôos por motivos meteorológicos. 


De acordo com os meteorologistas da Climatempo, a névoa se dissipa ainda no período da manhã e dá lugar ao sol ao longo de todo o dia. A temperatura fica mais alta nesta tarde em relação aos últimos dias. Máxima prevista de 24°C.

O fim de semana será quente e seco em toda a Grande São Paulo. Não há previsão de passagem de nova frente fria sobre a cidade pelo menos até a segunda-feira.

Queda nos níveis de umidade

Uma massa de ar seco que predomina sobre o estado de São Paulo inibe a ocorrência de chuva, mas por outro lado, provoca a queda dos níveis de umidade relativa do ar que pode ser percebida também na região da capital paulista.

O gráfico mostra como a temperatura subiu e a umidade baixou na região do Campo de Marte, na zona norte da cidade de São Paulo.

Temperatura em elevação

A temperatura mínima hoje em São Paulo, segundo o Inmet, foi de 11,2°C , no Mirante de Santana, na zona norte da capital, mas não foi recorde. O recorde atual de menor temperatura de 2014 é de 9,6°C registrado em 4 de junho.

Nos próximos dias, a Grande São Paulo terá tardes cada vez mais quentes e as madrugadas vão ficar menos frias. O fim de semana promete muito sol e até calor à tarde.

 

Nevoeiro se dissipa em São Paulo
quinta-feira, 31 de julho de 2014

Na presença de camadas mais secas na atmosfera, é bastante comum a formação de nevoeiro principalmente sobre as cidades mais próximas de regiões costeiras. Popularmente conhecido como neblina, este fenômeno é capaz de reduzir muito a visibilidade horizontal a ponto de prejudicar pousos e decolagens nos aeroportos.

Segundo informações do aeroporto do Campo de Marte, os helicópteros tiveram problemas para levantar voo durante a manhã da quinta-feira (31).

Em diversos pontos da cidade foi possível observar a presença de nevoeiro.

Nevoeiro na Avenida Paulista

 

Nevoeiro na Zona Norte

O sol já aparece em diversos pontos da capital paulista. Com a maior presença dos raios solares, a temperatura sobe e as tardes ficam agradáveis. O ar seco é bastante forte e impede a formação de nebulosidade e pancadas de chuva. As madrugadas ainda ficam mais frias.

Você pode também mandar as suas fotos pelas redes sociais! É só publicar com #fotografeotempo

Quer saber mais sobre nevoeiro? Então clique aqui e assista o Explicando o Tempo

Grande SP: sol, seca e mais poluição
quarta-feira, 30 de julho de 2014

A forte massa polar que gelou o centro-sul o Brasil no fim de semana passado se afasta cada vez mais do pais facilitando a elevação da temperatura também na Grande São Paulo.

Uma massa de ar seco está se intensificando sobre o interior do Brasil e a queda dos níveis de umidade relativa do ar já pode ser percebida também na região da capital paulista.

O gráfico mostra como a temperatura subiu e a umidade baixou na região do Campo de Marte, na zona norte da cidade de São Paulo.

 

 

Nos próximos dias, a Grande São Paulo fica ainda mais seca e quente. Não há previsão de passagem de nova frente fria sobre a cidade pelo menos até a segunda-feira.

 

Recorde de frio e mais poluição

A diminuição da umidade reduz também a quantidade de nuvens. As noites com menos nuvens ficam mais frias e São Paulo poderá ter novo recorde de madrugada mais fria do ano até o fim da semana. Até o dia 30 de julho, a menor temperatura registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia foi de 9,6°C, em 4 de junho.

Os ventos estão enfraquecendo  sobre a Grande São Paulo, o que vai ajudar a aumentar a concentração de poluentes.

 

Você sabe o que tem no ar que você respira? 

 

Entenda o que é subsidência e inversão térmica e como estes fenômenos interferem na qualidade do ar

 

 

SP: vida sem água
quarta-feira, 30 de julho de 2014

Que o Sistema Cantareira não tem mais água todo mundo sabe.
Que o Alto Tietê também está secando, já sabemos.
Mas o que muitos talvez não saibam é que já tem muita gente no Estado de São Paulo vivendo dias de seca, fazendo um racionando não-declarado, extra-oficial. Todos os dias aparecem na imprensa problemas com a falta d’água em algum bairro da capital paulista ou em outros lugares da Grande SP e do Estado.
As torneiras do céu continuam fechadas por enquanto. O Cantareira, o Alto Tietê e outros reservatórios de abastecimento de água tendem a secar. E vem aí o calor da primavera. Ele é implacável e vai roubar ainda mais a pouca água que resta em SP. Tudo vai piorar.

A Climatempo quer saber: Você já vive o racionamento? Já está ficando sem água por algumas horas? Já sente as consequências da escassez?

Este espaço é para você contar a sua história, que vai ficar em destaque no portal Climatempo. PARTICIPE!

É simples, veja o passo-a-passo:

Pelas redes sociais
1º Nome (opcional)
2º Localização (cidade e bairro)
3º Depoimento + #spvidasemagua

Pelo site
Deixe seu depoimento no espaço para comentários, ao final desta matéria.

Por email
Envie um email com o seu depoimento + cidade e bairro para: redacaogeral@climatempo.com.br

 

Veja alguns depoimentos e PARTICIPE você também:

31/07/14

Moradora de São Paulo (SP) – bairro Vila Esperança

Já vivo já 3 meses um racionamento de água, moro na Vila Esperança, zona leste de São paulo, e que pelo que esta escrito na conta de água, sou abastecida pelo sistema auto tietê. A água some lá pelas 23hs e volta lá pelas 5hs da madrugada, e isso é transtorno , pois já até arrebentou o cano de entrada, antes do odômetro, na calçada, pois quando a água volta, alem de barrenta e absurdamente imprópria para consumo, ainda vem com aqueles trancos de ar, que alem de aumentar mentirosamente meu consumo, ainda dá trancos na tubulação.
Hoje mesmo funcionários da Sabesp, vieram arrumar o cano, que vazava na calçada desde segunda, e só vieram arrumar porque alem de ligarmos na ouvidoria ainda ameaçamos chamar alguma reportagem.

José Roberto Vasconcelos

 Olá estou vivendo de certa forma o racionamento inevitável,economizando o máximo de água possível através do reaproveitamento da água que foi utilizada de diversas maneiras,pois moro em uma casa.

Cito algumas opções que podem ser do interesse,de quem porventura estiver se preparando o racionamento:

01 Reaproveitamento da água da lavagem de roupas feita através de baldes e tinas armazenadas quando a máquina libera a água.
02 A água da máquina de lavar quando expelida tem sabão em pó e outros produtos podendo ser utilizada para lavar quintal,nos banheiros e vasos sanitários.
03 Para quem trabalha fora de casa desligar todas as válvulas que trazem a água externa e interna.
04 Verificar se as torneiras estão bem fechadas e se não tem vazamento nos vasos sanitários e chuveiros.
05 Deixar de molho com produtos, os utensílios que estão em condições mais difíceis de serem lavados.
06 Varrer ou aspirar primeiramente todos os ambientes antes da utilização da água para limpeza.

Bruno Santos, São Paulo (SP)

Toda quinta feira a noite e Domingo a noite é batata…a torneira seca na igreja do evangelho quadrangular em São Paulo. Essa igreja fica na Rua Angaturama, 789, Vila das Merces. Isso já faz 3 meses seguidos. Agora vc ja imaginou….culto rolando…200 pessoas na igreja…visitante chegando na igreja pela primeira vez e quando vai tomar agua …..seca total…..vergonha…

Sergio Leal, Guarulhos (SP)

Na cidade de Guarulhos, ao lado de São Paulo, simplesmente, como todos sabem, a 2ª maior população do estado, o racionamento já existe desde janeiro ou fevereiro.
Temos água dia sim, dia não, ou seja, a água fica cortada 24h a cada 48h, alternando-se em regiões.
No entanto, oficialmente, ainda não se declara que já exista racionamento, nem por parte do governo nem por parte da parcela mais importante e poderosa dos meios de comunicação.

Débora Regina Castro Reis, São Paulo (SP) – bairro Itaquera

Aqui em Itaquera já faz mais de 4 meses que está tendo racionamento, antes era após as 22:00hs, mas de 2 meses pra cá as 20:00hs e até às vezes as 19:30hs já acaba a água e volta somente por volta das 05:00hs do dia seguinte. Já registrei a reclamação na SABESP e na ARSESP, mas até o momento não tive retorno. E o governo do Estado e Prefeitura insistem em afirmar que não há racionamento, mas há sim!

Eduardo Nunes , São Paulo (SP) – bairro Edu Chaves

Já faz mais de dois meses que eles desligam a água a partir das 22 Hrs até 05 da manhã , porém faz uns 15 dias que eles adiantaram das 22 para 21 hrs , e quando sai água é um água com cheiro forte e muito cloro . Nas horas que temos água procuramos poupar já que não queremos que esse horário de racionamento não se prolongue ainda mais , e pior quando ligamos na Sabesp eles dizem que essa região não tem racionamento !!

30/07/14

Jonsthon Almeida, Valinhos (SP)

Creio que Valinhos foi uma das primeiras cidades do interior de SP a adotar o sistema de racionamento / rodizio desde fevereiro/2014. A cidade foi dividida em 3 regiões com racionamento 2 vezes por semana com total de 18 horas. Aparentemente o sistema está bem organizado e o nível dos reservatórios tem se mantido estável.

Ederson Cleber Sousa Santos, São Paulo (SP), bairro Itaquera

Aqui na zona leste no bairro de itaquera por enquanto não tem racionamento de água

Moema, São Paulo (SP) – bairro Campo Belo 

Moro no bairro de Campo Belo (SP) e já começou a faltar água nos domingos e trabalho no bairro de Jardim Miriam, esse tá sempre com rodízio de água. Em casa conseguimos abaixar o consumo e estamos pegando os descontos da Sabesp, mais ainda vejo nas rua pessoas lavando carro com mangueira, vazamentos, prédios lavando calçadas e qdo eu ligo pra reclamar precisa do no nr do RGI, como que vc vai ter esse nr se é na rua?? Eu acho que eles deveriam pegar o end e ir atrás, ai sim pegar o nr do RGI e multar esse imóvel ou coisa parecida, fica a dica…

Ariane Barboza, São Paulo (SP) – bairro Brasilândia
Moro na Zona Norte de São Paulo no bairro Jardim Maracanã distrito da Brasilândia, e lá também estamos sofrendo com o corte de água, sempre por volta das 21:30 a água começa a ir embora e provavelmente volta na madrugada, quando meu marido levanta ás 5:20 para tomar banho o chuveiro está bem fraco. Estamos preocupados pois logo voltará as aulas e vamos ficar sem água para tomar banho.

Mi Hoepers, Osasco (SP)

Estou fazendo a minha parte, aqui em Osasco já estão racionando, alguns vizinhos insistem em fingir que nada acontece e desperdiçam água, eu economizo para outros usarem a vontade. Sem falar nos trocentos pontos de vazamentos pela cidade, jorrando milhões de litros de água e ninguém nem a Sabesp tomam providência !! É revoltante.

Murilo Cavalcante, Itu (SP)
 Em Itu, chegamos a ficar 4 dias sem água, tem bairros que a 9 dias não vem, a água quando chega, vem fraca e com ar.

Elias Gonçalves, Mogi-Guaçu (SP)
Foto do Rio Mogi Guaçu em seu nível mais baixo do que nunca já visto.

SpvidaSemAgua: rio Mogi Guaçu_Elias Gonçalves Jr.


Luís Paulo Farias, São Paulo (SP) – bairro Bela Vista
Há meses o meu prédio tem ‘fechado as torneiras” das 8h às 15h, mais ou menos, com o intuito de economizarmos aquela percentagem pedida pelo Governo.

Fábio Henrique Costa, Osasco (SP) – bairro Jardim das Flores
Estamos vivendo um racionamento há meses. Falta água das 0h às 6h, 7h da manhã há tempos. Simplesmente cortam o abastecimento e ficamos sem água.

M. Moema, São Paulo (SP) – Bairro Campo Belo
Moro no bairro de Campo Belo (SP) e já começou a faltar água aos domingos. Trabalho no bairro Jardim Miriam, esse está sempre com rodízio de água. Em casa conseguimos baixar o consumo e estamos pegando os descontos da Sabesp, mas ainda vejo nas ruas pessoas lavando carro com mangueira, vazamentos, prédios lavando calçadas e quando eu ligo pra reclamar precisa do no número do RGI. Como que você vai ter esse número se é na rua? Eu acho que eles deveriam pegar o endereço e ir atrás, ai sim pegar o número do RGI e multar esse imóvel ou coisa parecida, fica a dica…
VOCÊ TAMBÉM ESTÁ SEM ÁGUA?   ->  PARTICIPE!

Sol aparece na cidade de São Paulo
quarta-feira, 30 de julho de 2014

O dia começou com alguma nebulosidade baixa em diversas cidades da faixa leste de São Paulo, inclusive sobre a capital paulista. Segundo informações do aeroporto de Congonhas, a visibilidade não está reduzida a ponto de prejudicar pousos e decolagens.

Imagem de satélite no canal do infravermelho

 

Como o ar seco já predomina sobre o Sudeste, o sol vai aparecer. A temperatura já se eleva com o maior número de horas de presença solar e o enfraquecimento do ar polar. As tardes já ficam mais agradáveis. No entanto, o céu fica praticamente sem nuvens durante as noites e madrugadas, isso faz com que a atmosfera perca rapidamente o calor acumulado pelo dia. Logo, a temperatura mínima cai bastante e ainda é possível sentir frio nos períodos sem sol e durante as primeiras horas da manhã.

A diferença entre a temperatura máxima e mínima é chamada de amplitude térmica. Quer saber mais sobre o assunto? Clique aqui e confira o Explicando o Tempo

Reservatórios de SP: quanto tempo para secar?
terça-feira, 29 de julho de 2014

Os reservatórios de São Paulo estão secando. Se o consumo continuar do jeito que está, e a chuva não ajudar, o Cantareira será o primeiro a ficar sem água, seguido de perto pelo Alto Tietê.

No dia 29 de julho de 2014, depois de quatro dias nublados e com ocorrência de chuva, a reserva no Cantareira era de 15,7°C, 0,7% mais baixo do estava no dia 24 de julho. O Alto Tietê estava com 21,2% de reserva em 29 de julho, contra 21,8% no dia 24 de julho de 2014.

Como alternativa, a retirada de mais água do volume morto das represas está sendo estudada. Será esta a melhor solução?  Por quanto tempo ainda vamos evitar o racionamento?

Confira a análise do Prof. Antônio Zuffo, Chefe do departamento de recursos hídricos da Unicamp.

 

 

Veja também

Sudeste terá geada e recordes de frio até o fim da semana
terça-feira, 29 de julho de 2014

Recordes de frio nas capitais

O fim de semana passado foi marcado por frio muita umidade e frio no Sudeste do Brasil. O tempo chuvoso e a forte presença do ar polar derrubaram a temperatura. As capitais São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte registram recordes de frio e tiveram as tardes mais frias do ano. A falta do sol e ar polar impediram a elevação da temperatura ao longo do dia.

O ar polar intenso está sobre o mar e se afasta cada vez mais do Brasil no decorrer da semana, o que vai facilitar a elevação da temperatura. Mesmo assim, a Região Sudeste ainda deve terá novos recordes de frio. Desta vez, os recordes devem ser de madrugadas mais frias do ano. Nos próximos o “cobertor de nuvens” vai sair do Sudeste..

Veja os atuais recordes de frio das capitais do Sudeste

 

 

Geada

A sensação de frio persiste à noite, mas as tardes vão ficando cada vez mais quentes. As próximas noites serão mais geladas no Sudeste e há possibilidade de geada nas cidades mais altas da serra da Mantiqueira, na divisa de São Paulo, com o sul de Minas Gerais e o sul do Rio de Janeiro. Mas há uma possibilidade de geada também em cidades serranas fluminenses como Nova Friburgo

Confira a previsão para a Região Sudeste e veja a tendência da temperatura para São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, VitóriaCampos do Jordão, Monte Verde e Nova Friburgo

 

A meteorologista Josélia Pegorim explica porque o Sudeste terá noites mais geladas e possibilidade de recorde de frio.

 

 

Entenda o que é subsidência do ar e inversão térmica

 

Nível do Cantareira continua baixando
terça-feira, 29 de julho de 2014

Uma grande frente fria passou recentemente sobre o Brasil provocou chuva na região do Sistema Cantareira . Mas a chuva que caiu não fez nenhuma diferença no nível de água armazenado. A reserva de água diminuiu!

Pelas medições da Sabesp – Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – antes da frente fria passar, o armazenamento no Cantareira no dia 24 de julho era de 16,2%. Choveu 12,1 mm entre os dias 24 e 29 de julho, mas no dia 31, a reserva havia baixado para 15,4%.

 

 

 

O nível do reservatório baixou, apesar da chuva, porque o consumo continua sendo maior do que a reposição de água. Não tem mistério! A conta é simples: estamos gastando mais do que temos.

A chance de chuva sobre o Sistema Cantareira é muito baixa nos próximos 15 dias. O Cantareira é maior e principal reservatório de água para abastecimento da Grande São Paulo. 

 

 

 

 

 

Veja também: Cantareira e Alto Tietê podem secar de vez antes do fim do ano 

SP: vida sem água – uma campanha para conscientização sobre a falta de água em SP