Arquivo da Categoria ‘São Paulo’

+ aumentar e diminuir fonte -
Você utiliza aplicativos de previsão do tempo?
sexta-feira, 28 de novembro de 2014

A Climatempo quer saber sua opinião sobre os aplicativos de previsão do tempo. Ao acessar seu celular, que tipo de conteúdo você gostaria de ver em um app de previsão? Responda a pesquisa feita em conjunto com o Ibope Conecta e nos ajude a levar o melhor da meteorologia para você!

 

Fim de semana com mais sol na Grande SP
sexta-feira, 28 de novembro de 2014

 

 

 Fim de semana com tempo seco

 

Nuvens carregadas crescem sobre grande parte do Sudeste no fim de semana e há previsão de chuva forte especialmente sobre o Espírito Santo e para Minas Gerais, mas estas nuvens já se afastaram da Grande São Paulo e da maioria das regiões do Estado de São Paulo.

 

O fim de semana promete maiores períodos com sol na Grande São Paulo.  A temperatura entra em elevação, mas fica agradável, sem calor exagerado. Não há previsão de chuva. Vai esquentar mais na segunda-feira!

 

 

 

 

 O sábado terá maior quantidade de nuvens do que o domingo, mas não há previsão de chuva. O litoral também tem diminuição da nebulosidade no fim de semana. 

 

Praia no fim de semana

A nebulosidade  diminui no fim de semana também nas praias paulista. Neste sábado, ainda teremos muitas nuvens, mas o sol vai aparecer e não há expectativa de chuva. O domingo promete mais sol e calor.

Descubra onda boa e a sua tribo no Climasurf.

 

Você sabe como se formam os raios?

Chuva de novembro foi a segunda mais volumosa sobre o Cantareira

Fique atento: nova frente fria chega ao Sudeste na semana que vem

 

Represas de SP vão baixar no fim de semana
sexta-feira, 28 de novembro de 2014

O mês de novembro está chegando ao fim e os últimos dias prometem ser com pouca chuva nas áreas de captação de água das represas de São Paulo.

A primeira semana de novembro foi marcada por muita chuva por conta da presença de umidade vinda de noroeste e de uma frente fria que conseguiu organizar estas áreas de instabilidade.

A presença de muita chuva refletiu no Sistema Cantareira que teve uma grande elevação nos seus volumes acumulados, como pode ser visto no gráfico do volume registrado pela Sabesp.

Mesmo com os volumes de chuva registrados, o Sistema Cantareira seguiu em queda enquanto o volume acumulado continuou subindo devido a maior presença da chuva.

Com a chuva dos últimos dias, os reservatórios do Guarapiranga e do Alto do Tietê subiram, no entanto com o avanço das instabilidades em direção ao Rio de Janeiro e organização de chuva sobre o centro-norte de Minas Gerais, o chuva começou a diminuir e os volumes acumulados voltaram a cair também no Sistema Alto do Tietê.

 

Dezembro vai começar com chuva nos reservatórios

 Os últimos dias de novembro serão marcados pelo tempo mais firme por conta do afastamento das áreas de instabilidade de São Paulo e do sul de Minas Gerais. Com o predomínio de sol e do calor a evaporação tende a aumentar, e o volume dos reservatórios vai cair.

Mas a primeira semana de dezembro já traz mais chuva para as áreas de captação de água. Uma frente fira vai passar na costa de São Paulo e vai trazer mais chuva o que vai trazer alívio mas são soluciona os problemas do fornecimento de água.

 

Menos chuva no Grande Rio e na Grande SP
quinta-feira, 27 de novembro de 2014

A última semana de novembro está sendo marcada por chuva forte e volumosa sobre a Região Sudeste, que caíram em rios e represas, mas também nos centros urbanos causando muitos transtornos.  A Grande São Paulo sofreu com chuva forte e alagamentos na terça e na quarta-feira.

No Estado do Rio de Janeiro, as áreas de instabilidade se intensificaram na tarde de quarta-feira e chuva veio forte também sobre o Grande Rio, onde choveu praticamente sem parar nesta quinta-feira.

As nuvens mais carregadas já se afastaram da Grande São Paulo e devem sair do Grande Rio no decorrer desta sexta-feira. O ar continua muito úmido e uma grande quantidade de nuvens permanece sobre as duas regiões metropolitanas.

 

 

Na Grande São Paulo, o sol reaparece no decorrer desta sexta-feira, mas entre muitas nuvens. Uma garoa ainda poderá ocorrer de manhã. O fim de semana promete maiores períodos com sol.  A temperatura fica agradável, sem calor exagerado.

No Grande Rio, a chuva vai parando nesta sexta-feira e já é possível que o sol apareça timidamente durante a tarde. No fim de semana, a nebulosidade diminui e os períodos com sol aumentam. A chance de chuva é baixa. A temperatura sobe, mas também não atinge marcas muito elevadas.

Fique atento: nova frente fria chega ao Sudeste na semana que vem

 

 

Temporal no Rio de Janeiro (RJ) em 26-11-2014 por Angelo Bruno C de Melo e Silva

 

Litoral de SP e do RJ com pouco de sol no fim de semana. Confira as ondas no Clima surf!

Áreas de SP terão chuva acima da média em Novembro
quinta-feira, 27 de novembro de 2014

O padrão de ventos mudou sobre o Estado de São Paulo, o que fez com que um ar mais úmido começasse a avançar por diversas áreas e provocar pancadas de chuva. Os volumes de chuva se elevaram por diversas áreas, em algumas que vinham inclusive fechando os primeiros meses de Primavera com chuva abaixo da média. Faltam poucos dias para o fim de novembro e o noroeste paulista já tem até 50mm acima da média climatológica acumulado.

Choveu também nas áreas de captação dos reservatórios de São Paulo. O Sistema Guarapiranga e Alto do Tietê tiveram um aumento no volume acumulado, já o Sistema Cantareira continua em queda.

Após a chegada de áreas de instabilidade ao longo da semana a tendência para os últimos dias de novembro é de um tempo mais firme. As áreas de chuva se afastam e o sol aparece e a temperatura sobe no fim de semana. Na primeira semana de dezembro a chuva tende a voltar com o avanço de uma frente fria.

A meteorologista Josélia Pegorim comentou as condições do tempo e a tendência de chuva para o fim de semana no Sudeste no Climatempo News.

Estiagem atrasou a safra de ameixa em SP
quarta-feira, 26 de novembro de 2014

A seca impediu o desenvolvimento dos pomares de ameixa em Mogi das Cruzes, localizado na região metropolitana de São Paulo. A falta de água interferiu na produtividade das árvores, mas os agricultores afirmam que a qualidade da fruta não será interferida. A colheita da ameixa vai até o mês de janeiro e a produtividade vai ser cerca de 30% menor em relação ao ano passado.

 

Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos dias em todo o Brasil.

São Paulo tem mais de 10 alagamentos
quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Atualizada em 19h00 de 26/11/2014

O ar abafado deixa as nuvens mais carregadas em todo o Estado de São Paulo. Na cidade de São Paulo, a temperatura na tarde desta quarta-feira chegou aos 28°C na região do aeroporto de Congonhas.  A chuva recomeçou generalizada e se intensificando por volta das 15 horas. Por volta das 18h30 chovia com moderada a forte intensidade na região da Climatempo, no bairro da Vila Mariana. A chuva vai prosseguir ainda por várias horas durante a noite e com risco de alagamento e transbordamento de córregos, especialmente nas zonas sul e oeste, onde a chuva foi muito volumosa ontem.

 

Alagamentos

Até 19h00, o CGE – Centro de Gerenciamento de Emergências da prefeitura registrava 13 pontos de alagamento na capital paulista, 6 na zona oeste, 4 na região de Santo Amaro, 2 na zona sul, 1 na zona leste. Seis deles ainda estavam ativos, sendo que um era intransitável. A chuva forte da tarde e noite de terça-feira, 25, deixou 22 pontos de alagamento.

Manchas vermelhas indicam chuva forte e passavam sobre as zonas oeste e sul da capital às 18h26 (radar de São Roque - Aeronáutica)

 

 

Nuvens carregadas sobre São Paulo na tarde de 26-11-2014 por Daniele Otsuki

 

As áreas de chuva estão se espalhando sobre o Estado de São Paulo e também ficando mais fortes. 

Radar meteorológico de São Roque (Aeronáutica) detectava chuva moderada a forte às 15h36 na Grande São Paulo e em vários pontos entre São Paulo e Campinas.

 

 

Chuva de novembro se aproxima da média na capital paulista

A chuva da tarde e noite do dia 25 de novembro e da madrugada do dia 26 foi a mais volumosa na cidade de São Paulo desde meados de abril. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, entre 10 horas do dia 25 e 10 horas do dia 26 de novembro choveu 35,0 mm na estação medidora do Mirante de Santana, na zona norte da capital. A maior quantidade de chuva em 24 horas anteriormente este ano foi de 49,8 mm, entre os dias 12 e 13 de abril.

O total de chuva acumulado em 26 dias no Mirante de Santana em novembro foi de 108,9 mm, 75% da média histórica que é de aproximadamente 146 mm.

 

Confira quanto choveu nas diversas regiões da cidade

 

 

Frente fria e mais chuva

A quinta-feira reserva mais chuva. Uma nova frente fria estará passando pelo litoral paulista e vai reforçar as áreas de instabilidade que já estão sobre o Estado de São Paulo. As condições para chuva diminuem bastante entre a sexta-feira e o domingo. O sol e o calor devem predominar. Mas não deixe de acompanhar a previsão do tempo diariamente , pois a Climatempo já espera por outra frente fria no primeiro dia de dezembro.

 

É tempo de temporais!

Dezembro começa com mais chuva no Sudeste

Represas de SP terão mais chuva
quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Áreas de instabilidade continuam ativas sobre o Estado de São Paulo até o fim da semana e vão provocar mais chuva sobre os reservatórios de água que abastecem a Grande São Paulo. Há condições para chuva forte, como aconteceu nos últimos dois dias, e alguns reservatórios poderão até ter um ligeiro aumento do nível de armazenamento, como aconteceu entre os ias 25 e 26 de novembro com o Alto Tietê e o Guarapiranga.

Os volumes de chuva se elevaram bastante, confira na tabela abaixo o quanto choveu nas três principais represas que são responsáveis pelo fornecimento de água na Região Metropolitana de São Paulo.

Com volumes de chuva acumulados, os sistemas Alto do Tietê e Guarapiranga tiveram um aumento de 0,1% e de 1,5% respectivamente no volume armazenado.

Mesmo com os grandes volumes acumulados de chuva o Sistema Cantareira ainda registrou queda de 0,1% em relação ao registrado na última terça-feira.

Sistema Cantareira pode fechar o mês de Novembro com chuva dentro da média

Ainda há mais chuva ao longo dos próximos dias nas áreas de captação do Sistema Cantareira e das demais represas. São esperados grandes volumes principalmente entre a quarta-feira (26) e a quinta-feira (27), quando os modelos meteorológicos preveem volumes de até 60mm.

Com esse volume acumulado, o Sistema Cantareira chegaria ao volume climatológico que é de 161,2mm. No momento, a Sabesp informa que o volume acumulado está em 123mm, o que corresponde a 76% da média histórica de novembro.

Previsão de chuva diária para o Cantareira

Grande SP em atenção: chuva volta forte na quarta-feira
terça-feira, 25 de novembro de 2014

Vai chover mais sobre a Grande São Paulo nesta quarta-feira. Vários aglomerados de nuvens carregadas avançam do interior do Estado e passam sobre a Grande São Paulo. Novos temporais devem ocorrer e o risco de alagamentos e transbordamento de córregos é maior. Choveu muito nesta terça-feira, o que elevou o nível de vários córregos.

 

A quinta-feira reserva mais chuva. Uma nova frente fria estará passando pelo litoral paulista e vai reforçar as áreas de instabilidade que já estão sobre o Estado de São Paulo. As condições para chuva diminuem bastante entre a sexta-feira e o domingo. O sol e o calor devem predominar. Mas não deixe de acompanhar a previsão do tempo diariamente , pois a Climatempo  já espera por outra frente fria no primeiro dia de dezembro.

 

Balanço da chuva de 25/11/2014

No fim da tarde, na melhor hora para dar um nó no trânsito e na vida da população da Grande São Paulo. Assim começou a chuvarada do dia 25 de novembro de 2015, que há meses na se via.

As áreas de chuva forte vieram do interior do Estado e atingiram primeiro os municípios do oeste e norte da Grande São Paulo e bairros das zonas oeste e norte da cidade de São Paulo. Estas regiões foram as que receberam a maior quantidade de chuva. Por volta das 21 horas ainda se observava chuva fraca em diversos pontos.

 

Confira o balanço dos temporais de 25/11/2014

- O CGE – Centro de Gerenciamento de Emergências – registrou até 210h40 22 pontos de alagamento na cidade de São Paulo e seis ainda estavam ativos, sendo que 2 intransitáveis.

- os maiores volumes de chuva registrados pelo CGE até 21h foram nas zonas oeste e norte da capital: 56,4 mm no Butantã e 53,6 mm no Anhembi.

 

- o SAISP – Sistema de Alerta e Inundações do Estado de São Paulo – registrou 78,0 mm sobre o córrego Pirajuçara, na altura da Sharp e 68,0 mm na foz do córrego Poá, em Taboão da Serra.

- o córrego Itaim entrou em alerta para trasbordamento na rua Joaquim L Veiga

- o ribeirão dos meninos transbordou na altura do Clube São José

 

 

Maiores volumes de chuva registrados em 25/11/2014 pelo SAISP - Sistema de Alerta e Inundações de São Paulo

 

 

Nuvens negras invadiram São Paulo em 3-11-2014, por Claudia Tartalia

 

Aberta a temporada de temporais

Dezembro começa com frente fria e mais chuva no Sudeste

Chuva forte causa alagamento em São Paulo
terça-feira, 25 de novembro de 2014

Atualizado em 25/11/2014 às 19h40

Fortes áreas de chuva se espalharam sobre a Grande São Paulo no fim da tarde desta terça-feira.A chuva chegou forte também sobre a capital paulista causando alagamentos. Segundo o CGE – Centro de Gerenciamento de Emergências, às 19h35  a cidade tinha 15 pontos com alagamento, sendo 4 intransitáveis. Fortes trovoadas ainda eram ouvidas  a esta hora na região o bairro da Vila Mariana onda está a Climatempo.

Operação Comboio no Sistema Anchieta-Imigrantes

A chuva forte sobre o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) , que liga a São Paulo à Baixada Santista, no litoral, deixou o ar saturado de umidade e a neblina se formou em alguns trechos. Por segurança, a concessionária que opera o SAI implantou a operação comboio desde 18 horas, a partir das praças de pedágio da via Anchieta, km 31. A rodovia dos Imigrantes também opera em comboio a partir do km 32.

Noite com tempo instável
As últimas imagens de satélite mostram que nuvens muito carregada ainda estão espalhadas pelo interior paulista. Parte destas nuvens avançam para a Grande São Paulo nesta noite e vão provocar mais chuva.
Áreas de instabilidade muito ativas sobre SP

Nuvens bastante carregadas avançam sobre a Grande São Paulo e provocam chuva forte nas próximas horas também sobre a cidade de São Paulo. As áreas de chuva avançam de norte para sul. Por volta das 18h45, a chuva caía forte, com trovoas na região do bairro do Paraíso, onde está a Climatempo.

A imagens das 18h16 do radar meteorológico de São Roque, operado pela Aeronáutica, mostra a chuva forte (manchas vermelhas na parte norte da capital e da Grande São Paulo. A chuva intensa passa sobre a Grande São Paulo e deve avançar em direção à Baixada Santista.

Há risco de mais chuva forte no decorrer da noite desta terça-feira.

Nuvens carregadas sobre Jarinu (SP) 25-11-2014 por Marcus Vinicius

O tempo ficou mais instável sobre o Estado de São Paulo nesta terça-feira. Áreas de instabilidade se intensificam sobre o Centro-Oeste e o Sul do Brasil e se deslocam para São Paulo trazendo nuvens carregadas para o Estado. A chuva se espalha a partir do oeste e noroeste o estado para as demais regiões paulista. O calor armazenado na tarde desta terça-feira intensifica as nuvens. Há risco temporais até o fim da noite em todas as regiões do estado.

Na cidade de São Paulo, a temperatura chegou aos 30°C .

A chegada de mais nuvens carregadas vindas do Paraná e de Mato Grosso também vai espalhar a chuva para as demais áreas do Estado de São Paulo.

A chuva do interior avança para a  Grande São Paulo no decorrer da noite

 

Temporal em Pauliceia (SP), em 25 de outubro de 2013, por Tsutomu Machino

 

Fique atento! Está aberta a temporada de temporais