Arquivo da Categoria ‘Inverno’

+ aumentar e diminuir fonte -
Por que as noites sem nuvens são mais frias?
sexta-feira, 15 de maio de 2015

Neste fim de semana, várias áreas da Região Sudeste poderão ter madrugadas mais frias do que nos últimos dias por causa do efeito da perda radiativa. As capitais São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Vitória e Brasília podem ter recorde de frio neste fim de semana por causa do ar polar que influencia o centro-sul do Brasil e também por causa deste efeito de perda radiativa.

O que é a perda radiativa?

Quem está no campo sabe que noite de geada é noite de frio, mas estrelada, com poucas nuvens e ar parado. Os dias de verão normalmente são quentes desde o amanhecer, mas as noites de verão com poucas nuvens são mais frescas do que as noites com muitas nuvens e as pancadas de chuva.

A quantidade de nuvens é um importante fator que interfere no aquecimento do ar durante o dia e no resfriamento da atmosfera durante a noite. É um regulador da temperatura!

O resfriamento da atmosfera e do solo é chamado tecnicamente de perda radiativa e acontece durante o dia e também durante a noite. Existe uma constante troca de calor entre o ar e a superfície e também entre o ar e a camada de nuvens que eventualmente está sobre um lugar. O resfriamento noturno está muito relacionado com a formação do nevoeiro do amanhecer e da geada.

 

As nuvens, o solo, as árvores, os prédios, a água, tudo absorve e emite calor, mas de forma, em intensidade e num tempo diferente para tipo de material.

De forma geral, a temperatura do ar na superfície numa noite sem nuvens é menor que numa noite com muitas nuvens. Este efeito ocorre em qualquer lugar do planeta e em qualquer época do ano. Por que isto acontece? Confira a explicação da meteorologista Josélia Pegorim.

 

Vai esfriar mais na segunda quinzena de maio?

 

 

Por que esfria no inverno?
quinta-feira, 14 de maio de 2015

Oficialmente a estação mais fria do ano começa no Hemisfério Sul no dia 21 de junho às 13h38. Mas por que será que o inverno costuma ter as temperaturas mais baixas do ano?

O centro-sul do Brasil está na região dos subtrópicos, entre 30°S e 60°S de latitude. A característica principal destas áreas é de ter as quatro estações do ano muito bem definidas do ponto de vista climático. As estações do ano são definições astronômicas que levam em consideração o posicionamento do planeta Terra em relação ao Sol.

O eixo de rotação do planeta Terra tem uma inclinação de 23° em relação à incidência solar. Com isso cada hemisfério recebe mais ou menos luz solar dependendo da época do ano. Isso define as estações: Primavera, Verão, Outono e Inverno.

Dessa forma, é inverno em um hemisfério quando o período de sol é menor, ou seja, há menos aquecimento uma vez que as noites são mais longas (período sem sol) do que os dias (período com sol).

A situação astronômica também afeta os sistemas atmosféricos. Com o menor aquecimento, o jato polar tende a ficar em latitudes menores, transportando mais ar polar e favorecendo a queda da temperatura, ou seja, mesmo com uma condição de tempo firme, as tardes ainda ficam mais frias.

Os sistemas de alta pressão atmosférica também têm presença marcada nos invernos do centro-sul. Do ponto de vista climatológico, o inverno nesta área é frio e seco.

Como o El Niño vai influenciar o Brasil?
sexta-feira, 8 de maio de 2015

O El Niño está aí. Os principais centros de análise e monitoramento do clima no planeta já concordam que todas as condições técnicas para o estabelecimento do fenômeno estão sendo observadas. A expectativa é de que antes do fim de maio se anuncie a confirmação definitiva de um novo evento El Niño.

Embora o fenômeno ocorra no oceano Pacífico, na região entre a Austrália, a Indonésia e a costa oeste da América do Sul, o El Niño interfere nas características climáticas de várias regiões do planeta.

Os efeitos variam de uma região para outra. O El Niño pode trazer chuva ou seca. Pode fazer com que uma estação do ano fique mais quente do que o normal.

 

A intensidade dos efeitos varia conforme a intensidade e o tipo do fenômeno. Há o El Niño Canônico e o El Niño Modoki. As consequências de um El Niño Canônico são mais definidas, melhor determinadas. Os principais efeitos no Brasil são o aumento da chuva na Região Sul e diminuição da chuva no Nordeste. Já quando ocorre um Modoki, expressão que quer dizer “parecido, mas não igual”, os efeitos no clima são suavizados.

O El Niño está aí, mas por quanto tempo ele vai atuar? Qual o tipo de El Niño que está sendo esperado? Será forte ou fraco? Em quais estações do ano o fenômeno vai influenciar o Brasil?

Você vai saber todas as respostas na conversa entre as meteorologistas da Climatempo Josélia Pegorim e Patricia Madeira, que é especialista em análise e previsão climática. Confira!

 

 

Entenda o fenômeno El Niño

Como fica o frio de 2015 com um El Niño

Um El Niño poderia aliviar a seca da Califórnia?

Climatempo Consultoria

O tamanho do dia e da noite
terça-feira, 16 de dezembro de 2014

O solstício de verão para o Hemisfério Sul (HS), ou solstício de inverno para o Hemisfério Norte (HN), vai ocorrer no dia 21 de dezembro, às 21h03, pelo horário brasileiro de verão. É o início oficial do verão para o HS e o início do inverno para o HN.

 

Por do sol em Fortaleza (CE) por Deia Santos

Durante o verão, nos dois hemisférios, muitas áreas têm dias longos, com mais de 12 horas disponíveis de sol, e noites curtas. No inverno, ao contrário, o número de horas da noite é maior do que o número de horas do dia. Em outras palavras, as noites são maiores (mais longas) do que os dias. Uma outra forma de entender isto é pensar que a medida que nos aproximamos do solstício de verão (21 de dezembro), o sol nasce cada vez mais cedo e se põe cada vez mais tarde. Com a proximidade do solstício de inverno (21 de junho), o sol nasce no horizonte cada vez mais tarde e se põe cada vez mais cedo.

Mas estas diferenças não ocorrem em todos lugares, ou só pouco notadas em determinados locais do globo. A percepção destas diferenças do tamanho do dia (e da noite) no verão e no inverno depende da latitude, que é a distância em relação à Linha do Equador.

 

 

Em Fortaleza, que está muito perto da Linha do Equador, a hora do nascer e do por do sol nos dias de verão não muda muito em relação aos dias de inverno.  No dia 21 de dezembro dia terá 12h20 e no dia 21 de junho, 11h54. Mas em Porto Alegre, que está longe da linha do equador, na latitude 30° sul, o dia tem 14 horas e 5 minutos em 21 de dezembro e 10 horas e 12 minutos no dia 21 de junho. A diferença é de 4 horas! São 4 horas a menos disponíveis para aquecer o ar.

Veja o tamanho do dia em alguns locais e confira a explicação da meteorologista Josélia Pegorim

 

 

 

Um bom tempo pra você!

Previsão climática para o verão de 2015 no Brasil 

Uma alta pressão que provoca chuva?

Dia Internacional da Paz- Planeta Medita
sexta-feira, 19 de setembro de 2014

por Patrícia Pinheiro

O fim de semana é para se despedir do inverno, pois na segunda-feira, 22 de setembro, às 23h29 (horário de Brasília), começa a estação mais florida do ano.

Este domingo, 21 de setembro, é reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional da Paz, com o intuito de promover a paz e defender o fim dos conflitos armados no mundo todo, foi criado o Planeta Medita.

Em sua sexta edição, este ano marcado pelo centenário da Primeira Guerra Mundial, o evento ocorre em 100 cidades do mundo.

Criado na Índia pelo pacifista e mestre espiritual Sri Sri Ravi Shankar, o evento deste ano, no Brasil, contará com 15 cidades participando, entre elas as grandes capitais São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador, Brasília entre outras.

Em Visconde de Mauá a manhã com muitas nuvens e pode ser que ocorram pancadas de chuva durante o evento, em Niterói o tempo fica como na capital carioca, predominantemente nublado e com chuva na maior parte do dia.

No interior de São Paulo, Campinas e Indaiatuba, terá períodos de sol e muita nebulosidade, mas sem previsão de chuva!

 O projeto se constitui na meditação simultânea e acontece neste domingo, às 11h, (horário de Brasília) em todos os locais do país. Para participar do Planeta Medita não é necessário ter experiência com meditação pois a atividade será guiada. Basta comparecer ao local escolhido com roupas confortáveis e levar uma toalha ou canga.

A chuva chegou?
quinta-feira, 18 de setembro de 2014

por Patrícia Pinheiro

Mais um desafio fotografe o tempo chegou ao fim!

O tempo seco vem afligindo grande parte do país, mas isso mudou em algumas áreas nesta semana. Diversos estados, entre eles, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, já sofrem até mesmo com o racionamento de água.

Esse foi o tema da nossa 23ª edição e o intuito era você enviar fotos mostrando sua expectativa, ansiedade e/ou alegria pela chegada da chuva após dias muito secos.

Foram quase 100 imagens retratando tanto a seca quanto a chegada da chuva e, como prometido, as 5 fotos vencedoras foram escolhidas. Confira abaixo (e também em nossas redes sociais).

Gostou?

Se a sua foto não está aqui, não desanima! Fique ligado que logo mais teremos outro desafio #fotografeotempo para você!

E lembre-se, você pode nos enviar fotos o tempo todo pelas redes sociais com a hashtag #fotografeotempo ou em nosso portal, na área “Participe”.

Sudeste tem um pouco de chuva no fim do inverno
segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Esta é a última semana do inverno. A primavera começa oficialmente em 22 de setembro, às 23h29, pelo horário de Brasília.

A grave seca observada na Região Sudeste será aliviada em algumas áreas por duas frentes frias que vão provocar um pouco de chuva.

A primeira já provocou pancadas de chuva sobre São Paulo nesta segunda-feira, mas em poucas áreas do estado e em pequenos volumes. Nesta terça-feira, esta frente fria leva um pouco de chuva para o Rio de Janeiro, o centro-sul de Minas. Na quarta-feira, o Espírito Santo  ainda poderá ter alguma chuva desta frente fria. Mas as pancadas de chuva que ocorrerem sobre o Sudeste não serão em pequenas áreas.

 

 

Uma segunda frente fria, ma forte, deve avançar para o Sudeste no fim da semana, para fechar o inverno. A chuva deste segundo sistema poderá ser mais volumosa em algumas áreas, mesmo assim não cairá de forma generalizada.

 

 

 

Nenhuma destas frentes frias será a “salvação da lavoura” para o Sudeste. A expectativa é de que só durante o mês de outubro comece a chover de maneira mais frequente sobre a Região. Confira a tendência para a primavera.

 

 

Desafio dos céus
segunda-feira, 18 de agosto de 2014

por Patrícia Pinheiro

Nesta semana, em grande parte do Brasil, a predominância é de tempo seco e pouca chuva. E o que isso significa? -> Que pode proporcionar cores incríveis no céu!

Pensando nisso, a décima nona edição do desafio #fotografeotempo foi lançada. Queremos que você nos mostre as mais variadas cores do céu na sua cidade!

Aproveite que dia 19 de agosto é o Dia Mundial da Fotografia e se inspire!

 

Para participar é fácil, veja só:

1º Fotografe as cores do céu em sua cidade

2º Publique em seu Instagram

3º Coloque as hashtag’s #fotografeotempo e #coresdocéu

4º Marque @climatempo na sua foto

 
Pronto, você já está participando!

E caso você não tenha Instagram, não se preocupe. É só seguir todos os passos e publicar sua foto em uma de nossas redes sociais ou em nosso portal (na área “Participe”)! Você pode nos enviar várias fotos e quem sabe ela não vira destaque do site da Climatempo e em nossas redes sociais!

Fique ligado! O resultado sai na quinta-feira, 21 de agosto!

PARTICIPE!

O luar brasileiro
quinta-feira, 14 de agosto de 2014

por Patrícia Pinheiro

O nosso desafio da lua chegou ao fim!

Com mais de 100 fotos, esta edição procurava mostrar a lua cheia em toda a região do Brasil. No domingo passado, 10 de agosto, a lua atingiu sua maior proximidade com a Terra neste ano, aparentando ser 14% maior e 30% mais brilhante do que o normal, e a fase cheia continuou mantendo-a muito bonita.

Juntando o fenômeno do domingo e uma das fases mais bonitas da lua, nosso desafio ficou cheio de fotos incríveis do #cliquealua pelo Brasil.

Como prometido, confira agora as 5 fotos vencedoras de mais um desafio!!

Gostou?

Se a sua foto não está aqui, não desanima! Fique ligado, logo mais teremos outro desafio #fotografeotempo para você!

E lembre-se, você pode nos enviar foto o tempo todo pelas redes sociais com a hashtag #fotografeotempo ou em nosso portal, na área “Participe

Possibilidade de neve nas serras do Sul
terça-feira, 12 de agosto de 2014

A passagem da frente fria vai trazer grandes mudanças para o centro-sul do Brasil. A onda de frio será forte, apesar de não durar muitos dias. As temperaturas vão cair em diversas áreas. Em alguns pontos o ar estará bastante úmido durante a queda dos termômetros. Isso favorece a formação de neve.

Desta forma, há condição para neve durante a madrugada e manhã da quarta-feira (13), mas somente nos pontos mais altos da serra gaúcha e catarinense. Cidades como Bom Jardim da Serra-SC, Urupema-SC, Campos Novos-SC, Bom Jesus-RS. Em tais locais a temperatura será bastante baixa, favorecendo a ocorrência do fenômeno.

Previsão de temperatura mínima para a Região Sul no dia 13/08/2014

 

Com o ar polar começando a entrar com uma maior facilidade, o risco de neve diminui e o de geada aumenta. O ar fica bastante seco na madrugada e manhã de quinta-feira (14). A geada pode acontecer de forma generalizada e forte.

Previsão de geada para a quinta-feira (14/08/2014)

 

Você sabe porque forma a neve? Confira a Maria Clara no Explicando o Tempo.