Arquivo da Categoria ‘Outono’

+ aumentar e diminuir fonte -
Do frio ao calor intenso no mesmo dia
terça-feira, 8 de julho de 2014

Como é comum nesta época do ano no interior do Brasil, a amplitude térmica é muito grande. A diferença entre a temperatura da madrugada e a temperatura a tarde pode chegar ou mesmo superar 20°C.

Grandes amplitudes térmicas podem ocorrer em qualquer época do ano, mas são mais comuns no entre o fim ou outono e o começo da primavera quando há maior chance de termos madrugadas frias e tardes quentes.

Os campeões de grandes amplitudes térmicas no Brasil são o interior do Nordeste, do Norte e o Centro-Oeste.

 

Teresina (PI): do recorde de frio ao quase recorde de calor

A amplitude térmica nesta terça-feira em Teresina, capital do Piauí, foi 17,8°C. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, a madrugada de 8 de julho foi a mais fria de 2014, com temperatura mínima de 18,8°C. O recorde anterior era de 19,0°C, em 12 de junho. Mas com sol forte o dia todo, a temperatura subiu muito e atingiu 36,6°C, por volta das 15 horas. Foi a segunda tarde mais quente do ano na capital do Piauí. O recorde de calor, por enquanto, é de 37,3°C, no dia 1 de janeiro.

Veja as maiores amplitudes térmicas de 8 de julho, pelas medições de temperatura nas estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia. Em Estreito, no Maranhão, a amplitude térmica foi de 20,5°C, com temperatura mínima de 14,8,°C e máxima de 35,3°C. Haja saúde para aguentar uma variação de temperatura tão grande assim!


Saiba mais sobre amplitude térmica neste Explicando o Tempo, com Maria Clara Machado.

Frio bate recorde no Sul no fim do outono
terça-feira, 17 de junho de 2014

Uma massa polar muito forte começou a entrar na Patagônia nesta terça-feira e terá força para trazer bastante frio para quase todo o Sul do Brasil e parte do Sudeste neste finzinho de outono. O inverno começa oficialmente no dia 21 de junho, às 7h51, pelo horário de Brasília.

Um pouco deste ar polar já começou a ser sentido no Rio Grande do Sul. A temperatura máxima em Porto Alegre nesta terça-feira não passou dos 20°C e ao amanhecer desta terça-feira fez 5°C em Quaraí e na cidade de Chuí. As medições foram feitas pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

 

 

A letra "A" indica o centro do ar polar no fim da manhã de 17 de junho de 2014. No decorrer do dia 18, o centro polar se movimenta e se aproxima de Buenos Aires e de Montevideo

 

Recorde de frio à vista

E é justamente a cidade-sede Porto Alegre que poderá até bater recorde de frio nos próximos dias. Pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia,  a menor temperatura deste de 2014 na capital gaúcha até agora foi de 6,9°C, em 25 de maio. A tarde mais fria do ano foi a do dia 24 de maio, quando a temperatura máxima foi de apenas 15,2°C.

E mais! Confira a previsão para a Região Sul, pois o frio será intenso nos próximos dias em muitas áreas do Rio Grande do Sul e o risco de ter geada é alto. Veja se pode gear em Porto Alegre.

Estes são os atuais recordes de frio das capitais do Sul, segundo o Inmet.

 



 

Forte massa polar avança para o Brasil
terça-feira, 17 de junho de 2014

 

 

Estamos nas vésperas do início do inverno, mas com bloqueio atmosférico dos últimos dias, o ar polar tem ficado bloqueado na Argentina. Mas uma massa polar muito forte começou a entrar na Patagônia nesta terça-feira terá força para trazer bastante frio para quase todo o Sul do Brasil e parte do Sudeste. Há risco de geada no Sul! Não deixe de conferir a previsão para a Região Sul!

Um pouco deste ar polar foi sentido no Rio Grande do Sul nesta terça-feira. Enquanto quase todo o país torcia pelo Brasil no jogo contra o México com roupas leves, por causa do calor, os gaúchos já estavam com roupas quentinhas.

O inverno começa oficialmente no dia 21 de junho, às 7h51, pelo horário de Brasília. Veja o caminho do ar polar até lá.

 

18 junho – centro da massa polar avança forte sobre a Patagônia

 

 

 

 

 

19 junho – centro da forte massa polar alcança a região de Buenos Aires e Montevideo e injeta intensa dose de ar polar sobre o Sul. Esfria muito no Rio Grande do Sul. A temperatura cai também em Santa Catarina, no Paraná e faz frio no leste de São Paulo e no Rio de Janeiro, incluindo as capitais destes estados.

 

 

 

 

20 junho – centro da massa polar enfraquece, mas passa sobre o Rio Grande do Sul. O frio intenso se espalha por quase todo o Sul. Esfria mais em Santa Catarina e no Paraná. Frio continua no leste do Sudeste, nas áreas próximas ao mar.

 

 

 

 

21 junho – centro da massa polar avança pelo mar, já enfraquecido e chega ao litoral da Região Sudeste, mas ainda mantém o ar frio.

 

 

 

 

Tempo no Jogo, o canal da Climatempo na Copa 2014. De olho na bola e no tempo!

Participe! Clique o tempo na Copa: #temponojogo

Chuva no Sul preocupa no início da Copa
quarta-feira, 4 de junho de 2014

A meteorologista Josélia Pegorim mostra as simulações atmosféricas de médio prazo e explica porque a chuva preocupa no Sul do Brasil.

 

Calor e ar seco no Nordeste
terça-feira, 3 de junho de 2014

Esfriou muito no Sul nesta terça-feira, mas o Norte e Nordeste do Brasil está quente e seco. A meteorologista Josélia Pegorim comenta sobre a umidade baixa e o calor no Nordeste e também sobre o risco de chuva nas cidades-sede da Copa Fortaleza e Natal. Confira!

 

 

Imagens de uma massa polar
sexta-feira, 30 de maio de 2014

A última semana de maio foi marcada pela passagem de uma grande frente fria que trouxe uma forte massa de ar polar. O frio bateu recordes no Sul, no Sudeste, no Centro-Oeste e no Norte.

As temperaturas muito baixas provocaram geada no Sul e muito nevoeiro. Esta massa polar trouxe o frio e também secou o ar. A diminuição da umidade reduziu a nebulosidade deixando o céu azul limpo, brilhante em muitas áreas do Sul, do Sudeste e do Centro-Oeste.

Estas fotos registram os diferentes efeitos da massa polar. Em Lages, na serra catarinense, as nuvens cirrus já anunciam outra frente fria. Depois de vários dias nublados, São Paulo e Rio de Janeiro terminam a semana com sol.

F o t o g r a f e o t e m p o  porque tem sempre alguma coisa no céu para contar a história do dia.

Qual a imagem do seu tempo?

Qual o tempo do seu lugar? 

Participe!

Pelo site:  envie sua foto

Pelas redes sociais: #fotografeotempo

 

 

 

 

Pouca onda no Sul e no Sudeste
sexta-feira, 30 de maio de 2014

O grande e forte swell de sul que passou pela costa do Sul, do Sudeste e do Nordeste do Brasil já se afastou. Depois de dias com mar muito agitado e ressaca, ondas pequenas devem predominar no fim de semana.

 

Menos frio no Sul e mais frio no Sudeste
sexta-feira, 30 de maio de 2014

O ar polar intenso está se afastando do Brasil, o que facilita a elevação da temperatura. Mas a quantidade de nuvens é um dos fatores que interfere na variação da temperatura. A meteorologista Josélia Pegorim explica esta relação entre  nebulosidade, aumento e queda da temperatura no Sul e no Sudeste.

 

 

Semana com muitos recordes de frio
quinta-feira, 29 de maio de 2014

O ar polar vem atuando com muita força sobre várias áreas do Brasil desde o sábado passado, 24 de maio, fazendo com que esta última semana de maio seja marcada por recordes de frio no Sul, em muitas áreas do Sudeste, do Centro-Oeste e do Norte.

Todas as capitais do Sul e do Centro-Oeste estabeleceram novos recordes de frio para 2014 dentro da atuação desta massa polar. Os mais recentes foram registrados nesta quinta-feira, 29 de maio, com a menor temperatura em Florianópolis, 9,3°C, e a menor temperatura do ano em Brasília, 11,6°C. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia.

Confira os recordes das capitais brasileiras registrados nesta última semana de maio.

 

 

 

 

Não vai dar tempo de esquentar muito!
quarta-feira, 28 de maio de 2014

O ar polar enfraquece sobre o centro-sul do Brasil nas próximas 48 horas, o que vai permitir a elevação da temperatura no Sul no Sudeste e no Centro-Oeste. Mas este aquecimento será percebido em geral à tarde. As noites seguem frias.

Quem está sonhando com a volta de dias quentes, não vai gostar muito da previsão. Uma nova frente fria já está sendo aguardada pelos meteorologistas e vem trazendo outra massa polar. Será que vai esfriar tanto como  nesta semana? Confira a análise da meteorologista Josélia Pegorim.