Arquivo da Categoria ‘Chuva’

+ aumentar e diminuir fonte -
Fim de semana com muita chuva no Sul
sexta-feira, 17 de abril de 2015

O fim de semana é de alerta para Sul do Brasil por causa de chuva forte e ventos fortes. Uma frente fria avança sobre Paraguai e sobre a Região Sul espalhando nuvens muito carregadas, com potencial para temporais.

No centro-sul gaúcho a chance de chuva é baixa devido a entrada de ar seco polar. A nebulosidade tende a diminuir a faz um pouco de frio.

Atenção com o mar agitado!

A chuva não vai dar trégua no Sul durante o fim de semana prolongado pelo feriado de Tiradentes. A frente fria que avança sobre a Região neste sábado segue para o Sueste no domingo, mas oura frente fria já está sendo esperada para segunda-feira e que também deve provocar chuva forte.

Confira a previsão para a Região Sul.

A população deve se preparar para a forte e prolongada queda da temperatura logo após o feriado.

 

Confira também a análise de chuva para o Brasil para 15 dias

Sol aparece no Rio ainda pela manhã
sexta-feira, 17 de abril de 2015

Áreas de instabilidade que provocaram a chuva forte no Rio de Janeiro já se afastaram para alto-mar, mas deixaram muitas nuvens sobre a cidade. O ar muito úmido formou a  névoa do começo da manhã, mas que vai se dissipar. O sol aparece no decorrer da manhã. A chance de chuva para a tarde e noite é baixa.

De acordo com o Alerta Rio, começou a chover na Penha, na zona norte do Rio de Janeiro por volta de 23h45 de ontem (16) e choveu por várias horas da madrugada, acumulando 53,6mm.

Acompanhe a chuva pelo radar do Sumaré operado pelo Sistema AlertaRio – Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro

Maiores volumes acumulados entre a noite de ontem e madrugada de hoje:

Grota Funda: 51,6 mm
Irajá: 26 mm
Bangu: 19,8 mm
Av Brasil/Medanha: 18,8 mm
Laranjeiras: 17,4 mm

 

Temporais na Grande SP
quinta-feira, 16 de abril de 2015

Atualizado em 16/04/2015 às 15h28

Os radares Climatempo-USP mostram na tarde da quinta-feira a presença de fortes áreas de instabilidade entre a Zona Leste e Centro da capital paulista e o ABC na Região Metropolitana.

Imagem dos radares Climatempo-USP às 13h00. Clique na imagem e acompanhe os radares em tempo real

O meteorologista César Soares fotografou o céu de São Paulo no bairro da Vila Mariana durante os temporais da tarde de quinta-feira. A estação automática do INMET no Mirante de Santana registrou entre às 13h e 14h um total de 22mm de chuva.

Às 14h42 o Centro de Gerenciamento de Emergências da cidade de São Paulo (CGE) passava a Zona Norte e Oeste da capital para o estado de atenção.

Ainda segundo informações do CET, Companhia de Engenharia e Tráfego de São Paulo,  há dois pontos de alagamentos intransitáveis. Um em Santana na Zona Norte e outro na Sé no Centro da cidade. A Lapa, na Zona Oeste, registra mais dois pontos de alagamentos transitáveis ativos às 15h20 totalizando 4 pontos, sendo que já foram observados 7.

#fotografeotempo por César Soares - bairro da Vila Mariana (sede da Climatempo) em São Paulo/SP. Clique na imagem e mande também a sua foto

Os temporais também foram observados na cidade de São Paulo na noite da quarta-feira (16). O internauta Thales Jacob fotografou um ponto de alagamento na Moóca.

#fotografeotempo por Thales Jacob - bairro da Móoca em São Paulo/SP. Clique na imagem e mande também a sua fotografia

#fotografeotempo por Thales Jacob - bairro da Móoca em São Paulo/SP. Clique na imagem e mande também a sua fotografia

Novas áreas de instabilidade vão avançar pela Grande São Paulo nas próximas horas. Há o risco de novos temporais que podem acarretar em alagamentos e inundações.

Chuva para o trigo do Paraná
quarta-feira, 15 de abril de 2015

Sul precisa de mais chuva para o trigo

As condições para chuva voltam a diminuir sobre o Sul nesta quinta-feira. A expectativa é de tempo seco por quase toda a Região. As áreas de instabilidade que provocaram chuva entre a terça e quarta-feira já se afastaram da Região. Uma frente fria também se afasta do litoral nesta quinta-feira.

A maioria das áreas do Sul voltam a ter predomínio de sol. Confira detalhes da previsão para a Região Sul

 

Trigo em risco

Os agricultores do oeste do Paraná desejam mais chuva para o bom desenvolvimento do trigo. A chuva vai voltar em breve, mas poderá será forte e causar outros problemas. Uma nova frente fria chega ao Sul nesta sexta-feira e deve trazer chuva forte. O fim de semana prolongado será marcado por muita instabilidade no Sul, com chuva frequente.

Confira a previsão da chuva para os próximos dias

A meteorologista Josélia Pegorim alerta para a possibilidade de frio intenso após feriado de Tiradentes.

Análise de chuva para o Brasil para sete dias

Frente fria avança para o litoral de SP e do RJ
quarta-feira, 15 de abril de 2015

As condições para chuva aumentam sobre a Região Sudeste do Brasil no decorrer desta quinta-feira com a chegada de uma frente fria ao litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro. Ventos do quadrante norte trazem o calor e a umidade do centro-norte do Brasil para o Sudeste, o que facilita a formação e o crescimento das nuvens carregadas.

Mesmo o aumento de nuvens e pancadas de chuva, a maioria das áreas do Sudeste ainda terá várias horas com sol forte nesta quinta-feira e também temperatura elevadas. O ar polar que vem junto a frente fria é fraco e não terá grande influência no Sudeste.

Algumas pancadas de chuva podem ser fortes em São Paulo, no Rio de Janeiro e também sobre o centro-oeste e o sul de Minas Gerais.

 

Possibilidade de chuva e Belo Horizonte e em Vitória

As capitais Belo Horizonte e Vitória terminaram a primeira quinzena de abril com pouquíssima chuva. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, em 15 dias choveu 17 mm sobre Belo Horizonte, o que corresponde a apenas 27% da média de chuva normal para abril. Vitória acumulou 12 mm em 15 dias, 14% da média de chuva de abril.

A chegada da nova frente fria ao litoral do Rio de Janeiro no decorrer desta quinta-feira vai estimular a formação de algumas nuvens carregadas sobre a região de Vitória e de Belo Horizonte, mas o sol aparece forte na maior parte do dia.

Confira a previsão para o feriadão de Tiradentes

Prepare-se para o primeiro frio intenso de 2015!

Análise da chuva para o Brasil para 7 dias

Dias de muita chuva para o Sul do Brasil
terça-feira, 14 de abril de 2015

A falta de chuva em grande parte do Sul do Brasil vem comprometendo o desenvolvimento da agricultura em algumas áreas. Alguns rios em Santa Catarina estão em estado de alerta por causa da estiagem.

 

Áreas de instabilidade que já estão sobre a Região são reforçadas pela chegada de uma frente fria nesta quarta-feira. Mas este sistema se afasta rápido do Sul. A grande expectativa de chuva está em uma segunda frente fria que começa a influenciar o Sul na sexta-feira, 17 de abril. Esta frente fria deve ficar bloqueada sobre a Região até o dia 20. Muitas áreas de instabilidade vão passar sobre o Sul, com forte intensidade.

A previsão para os próximos dias é de muita chuva para os Estados do Sul e que poderá aliviar os problemas de estiagem, mas ao mesmo tempo causar outros pelo excesso de chuva.

A meteorologista Josélia Pegorim comenta sobre a chuva e sobre o frio que vem no fim de semana prolongado pelo feriado de Tiradentes.

 

 

Frio à vista para o feriadão

 

Volta a chover no Sul do Brasil
segunda-feira, 13 de abril de 2015

Muitas áreas no Sul do Brasil estão precisando de chuva. A chuva de março e de fevereiro ficou abaixo da média em grande parte da Região.

As condições para chuva começam a aumentar nesta terça-feira com a chegada de uma nova frente fria ao sul do Rio Grande do Sul e com  expansão de áreas instabilidade sobre o norte de Argentina e o Paraguai. Os dois sistemas ajudam a espalhar nuvens de chuva sobre várias regiões do Sul, mas as pancadas de chuva nesta terça-feira não vão ocorrer em todas as áreas.

A terça-feira promete calor  e pancadas de chuva à tarde e à noite em áreas dos três estados. Pode chover com moderada intensidade e com raios. Veja o mapa da previsão.

A nova frente fria avança para o litoral de Santa Catarina até a quinta-feira, mas é um sistema fraco, com pouca instabilidade. Uma segunda frente fria deve entrar forte no Sul no fim da semana.

Confira comentário da meteorologista Josélia Pegorim.

 

Santa Catarina tem rios em alerta de estiagem

Órgãos de monitoramento ambiental e meteorológico de Santa Catarina monitoram o nível de rios no estado que estão muito abaixo da média. Alguns rios estão e situação de alerta e atenção para a estiagem. Segundo o boletim de monitoramento hidrológico elaborado em conjunto pela ANA e Epagri/Ciram, o quadro é de alerta na região de Saltinho em Alfredo Wagner, José Boiteux e Tangará. Na região de Chapadão do Lageado, Orleans – Montante, Joaçaba, e São João Batista, a situação é de atenção para estiagem.

 

Trigo no PR precisa de chuva, mas RS quer sol para a colheita de soja

Produtores de trigo no sul do Paraná estão querendo chuva para garantir a germinação e crescimento inicial. Já em Cachoeira do Sul, no Rio Grande do Sul, os produtores querem temo seco para a colheita da soja.

Confira o boletim agrícola com Lívia Fernanda

Sem chuva, Cantareira estabiliza
segunda-feira, 13 de abril de 2015

A chuva tem estado escassa sobre o sistema Cantareira e sobre os demais mananciais que abastecem a Grande São Paulo. Não chove nada sobre o Cantareira desde o dia 9 de abril. O total de chuva acumulado em abril, em 13 dias, foi de 11,2 mm, segundo a Sabesp. A última chuva moderada a forte sobre o Cantareira ocorreu entre os dias 29 e 30 de março

No dia de 13 de abril, o nível de armazenamento estava em 19,9% no Cantareira. O Alto Tietê estava em 22,0%, com queda de 0,1% e o Guarapiranga com 83,6%, queda de 0,2% em 24 horas.

 

Número de dias com estabilidade aumenta

Com pouca ou nenhuma chuva nos últimos dias, o nível de armazenamento dos reservatórios que abastecem a Grande São Paulo já começou a apresentar queda ou estabilidade com maior frequência. O Cantareira está sem queda desde o dia 2 de fevereiro, mas ficou estável em 19,9% nos dias 11, 12 e 13 de abril. Este foi o maior período de estabilidade desde o inicio de março, quando o nível de armazenamento estacionou em 11,7% nos dias 2, 3, 4, 5 e 6 de março de 2015.

Abaixo do volume útil

O período chuvoso já terminou e o nível de água do Cantareira continua abaixo do limite mínimo do volume útil. Daqui para frente a chuva fica cada vez mais escassa, dependendo quase que exclusivamente da passagem de frentes frias. Porém, nem todas as frentes frias provocam chuva.

 

 

Nos próximos 15 dias, a previsão é de pouca chuva sobre os mananciais inclusive sobre o Cantareira.  Vários dias serão sem chuva.

 

Risco de temporais em Teresina
segunda-feira, 13 de abril de 2015

Atualizado em 13/03/2015 às 16h50

Grandes nuvens de temporal avançam para Teresina e provocam chuva forte acompanhada de raios entre a tarde e a noite.

Clique na imagem e veja o satélite de todo o Brasil

Fortes áreas de instabilidade avançam pelo norte nordestino e favorecem a formação de grandes nuvens carregadas que provocam chuva de moderada a forte intensidade em áreas como o norte do Ceará.

Segundo informações do aeroporto de Fortaleza, chove desde a manhã de segunda-feira (13). As imagens do satélite meteorológico mostram o avanço de muitas nuvens que são capazes de provocar temporais.

Clique na imagem e acompanhe as imagens de satélite por todo o Brasil

Em Fortaleza/CE choveu 42,0mm entre às 13h do domingo e 13h da segunda-feira (13). O município de Parnaíba/PI teve a presença de chuva forte ao longo da tarde segundo informações da estação automática do INMET.

 

Mais chuva na terça-feira

As áreas de instabilidade vão se intensificar e a tendência é de mais chuva sobre Salvador e norte do Nordeste na terça-feira (14). Há o risco de temporais e são esperados grandes volumes de chuva que podem acarretar em alagamentos.

No litoral da Bahia e litoral norte do Nordeste as chances de chuva ainda serão elevadas durante esta semana.

Sudeste abaixo dos 10°C
segunda-feira, 13 de abril de 2015

Nevoeiro e temperatura baixa, foi assim que a segunda-feira (13) começou em diversas áreas do Sudeste onde inclusive as temperaturas ficaram abaixo dos 10°C em algumas áreas. Nas imagens do satélite meteorológico é possível ver o afastamento da nebulosidade sobre a região e chegada de um ar mais seco que vai incentivar a elevação da temperatura à tarde.

Clique na imagem e acompanhe o satélite para todo o Brasil

A temperatura mínima foi de 8,2°C em Nova Friburgo-RJ, em Maria da Fé-MG a mínima foi de 9,9°C em São Paulo na cidade de Campos do Jordão a temperatura mínima foi de 10,2°C.

 

Mais sol do que chuva nesta semana

A semana começou com tempo firme no Sudeste e o ar seco ainda predomina o que impede o crescimento de grandes nuvens e até mesmo a ocorrência de pancadas de chuva. As chances de chuva vão aumentar na quarta-feira (15) e abranger uma área maior da Região Sudeste. O ar seco só vai impedir chuva no centro-norte mineiro, litoral do Rio de Janeiro e São Paulo e no Estado do Espírito Santo, nestas áreas o sol vai brilhar forte  não há o risco de chuva.