Arquivo da Categoria ‘Chuva’

+ aumentar e diminuir fonte -
Chuva persiste na Grande SP
quinta-feira, 28 de maio de 2015

A quinta-feira (28) começou com chuva não só na Grande São Paulo, mas também nas demais áreas do Estado. Na capital é possível ver o avanço das instabilidades chegando do interior e provocando pancadas de chuva com intensidade entre fraca e moderada.

Clique na imagem acompanhe os radares Climatempo-USP. Imagem das 9h

Nas imagens do satélite meteorológico é possível ver o avanço das instabilidades chegando do interior do Estado. A chuva também ocorre em áreas do oeste paulista.

Clique na imagem e acompanhe o satélite para todo o Brasil

Com a maior quantidade de nuvens e ventos mudando de direção a tendência também é de queda de temperatura em grande parte do Estado de São Paulo.

A chuva começou cedo e não tem hora pra acabar. Durante toda a quinta-feira há o risco de pancadas de chuva espalhadas em todo o Estado.

Chuva enfraquece e frio ganha força

Na sexta-feira (29) a chuva vai se concentrar mais pelo período da manhã e sobre a Grande São Paulo, Vale do Paraíba e nordeste do Estado. A partir da tarde ainda teremos muita nebulosidade na maior parte do Estado, mas estas nuvens não serão grandes o suficientes para provocar chuva de forma abrangente. No oeste do Estado o sol brilha forte desde cedo.

Mesmo com sol, a temperatura vai cair sobre o Estado de São Paulo. Especialmente no sábado (30) a entrada do ar polar vai fazer com que as madrugadas fiquem mais frias. Há a possibilidade de recordes de menores temperaturas mínimas do ano de 2015 para diversas cidades inclusive para a capital paulista.

Chuva passa de 100 mm e causa alagamento no RS
quarta-feira, 27 de maio de 2015

Cidades do leste e do sul do Rio Grande do Sul, próximas do litoral, ficaram alagadas nesta quarta-feira por causa do grande volume de chuva. Em Camaquã choveu 116,2 mm entre 21 horas do dia 26 e 21 horas do dia 27 de maio, pela medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia. No mesmo período, Caçapava do Sul acumulou 112,8 mm e Tramandaí 106,6 mm. Em Porto Alegre choveu 72,6 mm neste período. A média de chuva para Caçapava do Sul em maio é de 98 mm.

Torres (RS) enchente em 27-05-2015, por Liege Soare

Ciclone extratropical em formação

A chuvarada desta quarta-feira já vinha sendo alertada há vários dias por causa da previsão de formação de uma frente fria e de um ciclone extratropical sobre a Região Sul.

Várias condições meteorológicas se combinaram para provocar a chuva volumosa como mostra o infográfico.

O grande volume de chuva acumulado causou alagamentos e enchentes.

Osório (RS): muita chuva em 27-05-2015, por Mateus

 

Porto Alegre (RS): muita chuva em 27-05-2015, por David

 

Mais chuva no leste gaúcho

As grandes áreas de instabilidade  sobre a Região Sul se organizam como uma frente fria e um ciclone extratropical. Nesta quinta-feira, a chuva para no oeste da Região Sul, mas as áreas próximas do litoral, vão continuar tendo muita chuva.

Confira a previsão para a Região Sul: a chuva para e vem o frio

O ciclone extratropical fica sobre o mar nesta quinta-feira e provoca ventos fortes marítimos que vão injetar muita umidade sobre toda a região entre Florianópolis, Porto Alegre e a região serrana do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Essa injeção de umidade vai alimentar ainda mais as nuvens de chuva que já estão também sobre o leste da Região Sul.

Além da chuva constante e volumosa, o ciclone extratropical provoca também ventos fortes. Na região de Tramandaí, no litoral gaúcho, uma rajada chegou aos 81 km/h, pela medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia.

A chuva só vai diminuir quando o ciclone extratropical se afastar da Região Sul, o que só vai ocorrer durante o sábado. Assim, até a sexta-feira, Florianópolis, Porto Alegre, o litoral gaúcho e o litoral centro-sul de Santa Catarina terão muita chuva.

 

Chuva provoca recorde de frio em Porto Alegre e em Florianópolis

Risco de ressaca no litoral da Região Sul

Sua rinite já atacou neste outono?

Ainda dá tempo para vacinar contra a gripe!

Chuva de maio em Florianópolis dobra a média
quarta-feira, 27 de maio de 2015

Atualizado às 21h40 de 27/05/2015

Chuva causa recorde de frio

Com o tempo chuvoso, a temperatura ficou baixa nas cidades de Florianópolis e de Porto Alegre nesta quarta-feira (27). Foi a tarde mais fria do ano até agora nas duas capitais.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, Florianópolis, bateu recorde de tarde mais fria de 2015 com a temperatura máxima de 21,2°C. O recorde anterior era de 21,6°C nos dias 25/05 e 10/05.

Porto Alegre teve recorde de tarde mais fria com máxima de 19,5°C. Anterior era de 20,1°C no dia 4 de maio.

Chuva em Florianópolis quase dobra a média de maio

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia choveu 69,5 mm sobre Florianópolis entre 9 horas do dia 26 e 9 horas de 27 de maio de 2015. O total acumulado desde o início do mês já está em aproximadamente 190 mm. Este valor representa praticamente o dobro da média normal de chuva para maio, que é de 97 mm.

 

Mais chuva

A chuva não vai parar por enquanto. Estas grandes áreas de instabilidade que estão sobre a Região Sul se organizam como uma frente fria e um ciclone extratropical. Nesta quinta-feira, a chuva começa parar no oeste da Região Sul, mas as áreas próximas ao litoral, vão continuar tendo muita chuva.

O ciclone extratropical fica sobre o mar nesta quinta-feira e provoca ventos fortes marítimos que vão injetar muita umidade sobre toda a região entre Florianópolis, Porto Alegre e a região serrana do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Esta injeção de umidade vai alimentar ainda mais as nuvens de chuva que já estão também sobre o leste da Região Sul.

Além da chuva constante e volumosa, o ciclone extratropical provoca também ventos fortes. Na região de Tramandaí, no litoral gaúcho, uma rajada chegou aos 81 km/h, pela medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia.

A chuva só vai diminuir quando o ciclone extratropical se afastar da Região Sul, o que vai ocorrer durante o sábado. Assim, até a sexta-feira, Florianópolis, Porto Alegre, o litoral gaúcho e o litoral centro-sul de Santa Catarina terão muita chuva. O grande volume de chuva acumulado poderá causar alagamentos.

O mapa mostra o volume de chuva estimado para os próximos cinco dias.  No litoral do Rio Grande do Sul e na região de Porto Alegre pode chover mais de 150 mm.

 

 

As grandes áreas de instabilidade que estão sobre o Sul do Brasil provocaram chuva em praticamente toda a Região Sul do Brasil nesta quarta-feira. A chuva constante e muitas horas, caindo até com forte intensidade, deixou grandes volumes acumulados que causou alagamentos

Em Florianópolis, capital de Santa Catarina, e em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, chove muito desde a tarde de terça-feira, 26.

Pela medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia, entre 13 horas do dia 26 e 13 horas do dia 27 de maio choveu 74,2 mm em Florianópolis.  A média de chuva para maio é de aproximadamente 100 mm.  A chuva diminuiu durante a tarde e o acumulado entre 13h e 21h foi de aproximadamente 7 mm. Em Porto Alegre, o acumulado entre 21 horas do dia 26 e 21 horas de 27 de maio chegava aos 72,6 mm. A média de chuva para maio é de aproximadamente 95 mm.

 

 Como El Niño vai influenciar o Sul?

 

Junho começa com chuva no Sudeste e frio no Sul
quarta-feira, 27 de maio de 2015

O mês de maio vai chegando ao final e como será que o mês de junho deve começar em todo o Brasil? A última semana do mês tem a ocorrência de chuva sobre o centro-sul e grandes volumes de chuva são registrados principalmente sobre a Região Sul.

A anomalia de chuva, isto é, a diferença entre o que choveu no mês de maio e a média climatológica, também mostra a presença de muita chuva em áreas centrais do Brasil, ou seja, a presença de um ar úmido e quente favoreceu a persistência da chuva nesta área. No mapa os tons em azul representam chuva acima da média.

O mesmo mapa mostra que a Região Sul, norte do Nordeste, faixa leste de São Paulo e a Região Norte têm o predomínio de chuva abaixo da média climatológica.

A tendência de chuva para os próximos 15 dias mostra que grandes volumes são esperados ainda sobre o centro-sul. Nos tons em verde escuro os volumes podem chegar aos 200mm.

Com o avanço das instabilidades para áreas do Sudeste, o Sul vai começar a ter uma queda de temperatura no fim da semana por conta da entrada do ar polar. O meteorologista César Soares comentou em uma das edições diárias do Climatempo News, confira!

Temporais no Sul do país
quarta-feira, 27 de maio de 2015

Atualizado às 12h50 de 27/05/2015

O posicionamento de um sistema de baixa pressão atmosférica na costa de Santa Catarina espalha nuvens de chuva por toda a Região Sul do Brasil.

Chove forte desde a tarde da terça-feira (26) e os volumes acumulados se elevaram em diversas áreas. Na tabela temos os 5 maiores volumes de chuva em todo o Brasil, que desta vez se concentram em cidades do Sul.

O avanço de instabilidades de oeste favoreceram os grandes volumes acumulados em São Miguel do Oeste/SC. Segundo as imagens dos satélites meteorológicos é possível ver a presença ainda de muitas nuvens carregadas.

Clique na imagem e acompanhe o satélite para todo o Brasil

As estações do EPAGRI/CIRAM, no Planalto Norte Catarinense o município de Porto União registraram volumes de chuva de 93,6mm.

As imagens do radares meteorológicos de Cascavel e Teixeira Soares no Paraná mostram  a presença de muita chuva entre o oeste e o centro do Estado.

Chuva e ventania persistem até a sexta-feira

Ainda há previsão de chuva e ventania pelo menos até a sexta-feira (29). A persistência do sistema de baixa pressão atmosférica ainda vai organizar as nuvens de chuva e manter os volumes um pouco mais elevados.

Com a organização do vento, o mar também fica agitado e há a possibilidade de ressaca principalmente entre o litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Calor e pancadas de chuva em SP
quarta-feira, 27 de maio de 2015

A quarta-feira (27) começou com bastante sol na cidade de São Paulo. Algumas nuvens ainda se formam, mas não encobrem completamente o céu, a temperatura sobe rápido e a sensação já é de calor. Essa condição também é observada nas demais áreas do Estado de São Paulo, as imagens do satélite meteorológico mostram que poucas nuvens conseguem se formar e o predomínio é de tempo firme.

Clique na imagem e veja o satélite para todo o Brasil

A chegada de diversas áreas de instabilidade vindas do interior vai fazer com que as pancadas de chuva se espalhem por todo o centro-sul, Vale do Ribeira e capital. Há o risco de chuva forte. Não há previsão de chuva no norte do Estado e Vale do Paraíba onde o ar seco ainda é forte e impede a formação de nuvens carregadas.

 

Mudança no tempo na quinta-feira

A intensificação do sistema de baixa pressão atmosférica vai organizar mais áreas de instabilidade sobre o Estado de São Paulo. A previsão é de muitas nuvens desde cedo e menos calor durante as tardes por conta do bloqueio dos raios solares proporcionado pelas nuvens. Há previsão para pancadas de chuva a qualquer momento sobre todo o Estado, e são esperados temporais.

Painel Meteorológico – destaques de 26/05/2015
quarta-feira, 27 de maio de 2015

Recorde de frio em Goiânia

A madrugada de 26 de maio foi a mais fria do ano até agora em Goiânia, capital de Goiás. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura mínima foi de 16,5ºC. Leia mais

Brasília iguala recorde de frio

Brasília também teve uma madrugada fria. A temperatura mínima, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, foi de 13,8°C, que igualou o recorde de frio deste ano já registrado em 12 de maio. Leia mais

Ar seco em Goiânia

O Inmet mediu 34% de umidade no ar às 15 horas. No aeroporto local, o nível de umidade do ar chegou a dar 29%. Há muito tempo o ar não ficava tão seco. A tarde do dia 26 de maio foi a mais seca em Goiânia desde o começo de fevereiro o. O nível de umidade não baixava de 40% desde o dia 23 de fevereiro.

Nevoeiro no Rio de Janeiro

Um forte nevoeiro se formou no fim da tarde no Rio de Janeiro. A visibilidade no aeroporto Santos Dumont baixou repentinamente para 800 metros, às 18h. Saiba mais

Calor no Brasil

O interior da Bahia está esquentando. Novamente as maiores temperaturas ocorreram no Nordeste.

Chuva forte no Sul

Cantareira caiu

Nova queda do nível de água armazenada do Cantareira, a sétima em maio.

Quarta-feira terá mais temporais no Sul
terça-feira, 26 de maio de 2015

Um sistema de baixa pressão atmosférica se forma na costa de Santa Catarina. Essa condição vai favorecer a formação de muitas áreas de instabilidade nos três Estados que compõem a Região Sul. Há previsão de temporais e os acumulados de chuva podem acarretar em alagamentos.

A grande variação na pressão vai fazer com que o vento também se intensifique. Há previsão de ventania em diversas áreas. Com o favorecimento da formação de grandes nuvens de temporais, em algumas áreas continentais também há a previsão de ventos fortes.

A Região Metropolitana de Porto Alegre também deve sentir os efeitos dos temporais.

Clique no mapa e veja a previsão de chuva para todo o Brasil

 

Previsão de mar agitado

A intensificação da baixa pressão atmosférica também vai fazer com que o vento ganhe força e pista nos próximos dias. Há previsão de mar agitado e também pode ocorrer ressaca.

A meteorologista Josélia Pegorim comentou a previsão para a Região Sul nos próximos dias em uma das edições diárias do Climatempo News, confira!

Veja também: Gradiente de pressão pode trazer ventania para Sul e Sudeste

Chuva forte no litoral do Nordeste
terça-feira, 26 de maio de 2015

Nuvens carregadas voltaram a crescer em várias áreas do litoral do Nordeste. Pancadas de chuva moderadas a fortes estão ocorrendo desde a madrugada em algumas capitais nordestinas e causam preocupação.

As imagens de satélite mostram estas nuvens carregadas crescendo especialmente no litoral do Ceará e entre litoral da Bahia e de Alagoas.

 

Estas áreas de instabilidade continuam ativas nas próximas 24 horas e podem provocar chuva moderada a forte.

A chuva forte e recente em Aracaju que ocorreu no fim de semana causou muitos transtornos. Em Salvador, ainda ocorrem deslizamentos de terra por causa da chuva volumosa e frequente que vem ocorrendo desde o fim de abril.

 

Terça-feira com muitas nuvens na Grande SP
terça-feira, 26 de maio de 2015

A terça-feira (26) começou com muitas nuvens na Grande São Paulo. O sol apareceu pouco, mas durante o dia ainda há previsão de alguns períodos em que ele aparece com mais força.

As imagens do satélite mostra sobre o Estado de São Paulo a presença de muitas nuvens sobre o Vale do Ribeira e avançando em direção à faixa leste paulista. Mas é possível ver que esta nebulosidade não é grande o suficiente para provocar chuva no período da manhã

Clique na imagem e acompanhe o satélite para todo o Brasil

 

Há previsão de chuva a partir do período da tarde, e por conta do abafamento do ar não é possível descartar o risco de chuva forte de forma pontual.

Semana ainda reserva temporais para São Paulo

Um sistema de baixa pressão atmosférica vai ganhar força durante a semana. Na quinta-feira (28) a organização de instabilidades vai provocar temporais, os volumes acumulados de chuva aumentam e podem provocar alagamentos e inundações em diversas áreas.