Arquivo da Categoria ‘Nordeste’

+ aumentar e diminuir fonte -
Painel Meteorológico – destaques de 28/05/2015
quinta-feira, 28 de maio de 2015

Recorde de frio em Porto Alegre: tarde mais fria

Pelo segundo dia consecutivo, a cidade de Porto Alegre (RS) bateu recorde de menor temperatura máxima neste ano. De acordo com o INMET, hoje (28/05) os termômetros não passam de 18,2°C na capital. Ontem (27) a máxima ficou em 19,5°C

Recorde de frio em Campo Grande (MS) : tarde mais fria

Em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, por causa da chuva, do céu nublado e do ar polar, a temperatura ficou baixa o dia todo. A tarde desta quinta-feira, 28, foi a mais fria do ano até agora, com temperatura máxima de 21,9°C. O recorde anterior de menor temperatura máxima era de 23,1°C, em 18 de maio.

Frio abaixo de 10°C no Sul

O ar polar entrou novamente sobre o Sul e muitas cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina registraram temperaturas abaixo dos 10°C. Confira a tendência da temperatura.

 

Frente fria em SP

A passagem das áreas de instabilidade de uma frente fria provocou chuva em todo o Estado de São Paulo. Choveu de forma moderada. A temperatura teve acentuada queda na capital e não passou dos 23°C, depois do calor de 28°C da quarta-feira Confira mais detalhes e a tendência da temperatura.

Ventania

Um ciclone extratropical se formou sobre o Sul do Brasil e provocou rajadas de vento muito fortes no leste do Rio Grande do Sul e no sul de Santa Catarina. A rajada mais intensa chegou aos 100 km/h. Saiba mais.

 

Chuva volumosa

A chuva diminuiu no Sul nesta quinta-feira, mas ainda foram acumulados mais de 40 mm em diversas áreas do Rio Grande do Sul. Foi o Estado que teve as chuvas mais volumosas no país. Leia mais

 

Calor e chuva forte no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro teve calor pré-frontal. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura chegou aos 34,6°C. Foi a tarde mais quente desde o dia 20 de abril, quando fez 35°C. A chegada de uma frente provocou chuva forte. No fim da tarde em parte da noite.

A imagem mostra a irisação de nuvens antes da chuva. Fotos de Hélio C. Vital que foram compartilhadas com a Climatempo.

Quem pode ter recorde de frio nos próximos dias?
quinta-feira, 28 de maio de 2015

A chuva, o excesso de nuvens dificultando a entrada dos raios de sol e o ar polar causam queda da temperatura no centro-sul do Brasil nestes últimos dias de maio. Estas condições podem acontecer isoladamente ou ao mesmo tempo.

A nova massa de ar polar que começou a atuar sobre o Sul do Brasil nesta quinta-feira já provocou uma acentuada queda da temperatura nos interior da Região Sul. A temperatura chegou aos 5,4°C na região do morro do Igreja, em Bom Jardim da Serra, no alto da serra de Santa Catarina.

São Paulo teve uma forte queda temperatura porá causa da chuva e aumento da nebulosidade. A temperatura máxima ficou em torno dos 23°C, segundo do Instituto Nacional de Meteorologia, depois do calor de 28°C na tarde de quarta-feira.

Recorde de frio em Campo Grande (MS) : tarde mais fria

Em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, por causa da chuva, do céu nublado e do ar polar, a temperatura ficou baixa o dia todo. A tarde desta quinta-feira, 28, foi a mais fria do ano até agora, com temperatura máxima de 21,9°C. O recorde anterior de menor temperatura máxima era de 23,1°C, em 18 de maio.

Recorde de frio em Porto Alegre: tarde mais fria do ano

Pelo segundo dia consecutivo, Porto Alegre, a capital do Rio Grande do Sul, bateu recorde de menor temperatura máxima neste ano. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a tarde desta quinta-feira, 28, foi a mais fria de 2015 até agora, com temperatura máxima de 18,2°C . O recorde anterior de menor temperatura máxima era de 19,5°C, em 27 de maio.

Confira quais e quando as capitais do Sul, do Sudeste e do Centro-Oeste podem registrar novos recordes de frio até o dia 2 de junho, considerando as temperaturas máximas e mínimas registradas nas estações meteorológicas convencionais do Instituto Nacional de Meteorologia e os valores previstos pela Climatempo.

Painel Meteorológico – destaques de 26/05/2015
quarta-feira, 27 de maio de 2015

Recorde de frio em Goiânia

A madrugada de 26 de maio foi a mais fria do ano até agora em Goiânia, capital de Goiás. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura mínima foi de 16,5ºC. Leia mais

Brasília iguala recorde de frio

Brasília também teve uma madrugada fria. A temperatura mínima, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, foi de 13,8°C, que igualou o recorde de frio deste ano já registrado em 12 de maio. Leia mais

Ar seco em Goiânia

O Inmet mediu 34% de umidade no ar às 15 horas. No aeroporto local, o nível de umidade do ar chegou a dar 29%. Há muito tempo o ar não ficava tão seco. A tarde do dia 26 de maio foi a mais seca em Goiânia desde o começo de fevereiro o. O nível de umidade não baixava de 40% desde o dia 23 de fevereiro.

Nevoeiro no Rio de Janeiro

Um forte nevoeiro se formou no fim da tarde no Rio de Janeiro. A visibilidade no aeroporto Santos Dumont baixou repentinamente para 800 metros, às 18h. Saiba mais

Calor no Brasil

O interior da Bahia está esquentando. Novamente as maiores temperaturas ocorreram no Nordeste.

Chuva forte no Sul

Cantareira caiu

Nova queda do nível de água armazenada do Cantareira, a sétima em maio.

Chuva forte no litoral do Nordeste
terça-feira, 26 de maio de 2015

Nuvens carregadas voltaram a crescer em várias áreas do litoral do Nordeste. Pancadas de chuva moderadas a fortes estão ocorrendo desde a madrugada em algumas capitais nordestinas e causam preocupação.

As imagens de satélite mostram estas nuvens carregadas crescendo especialmente no litoral do Ceará e entre litoral da Bahia e de Alagoas.

 

Estas áreas de instabilidade continuam ativas nas próximas 24 horas e podem provocar chuva moderada a forte.

A chuva forte e recente em Aracaju que ocorreu no fim de semana causou muitos transtornos. Em Salvador, ainda ocorrem deslizamentos de terra por causa da chuva volumosa e frequente que vem ocorrendo desde o fim de abril.

 

Painel Meteorológico – destaques de 25/05/2015
segunda-feira, 25 de maio de 2015

Frio

A cidade de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, foi a mais fria do Brasil na madrugada de 25 de maio. Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) a temperatura mínima registrada foi de apenas 6,2°C. Confira as 5 cidades mais frias no Brasil.

Calor

Com a diminuição da nebulosidade e da chuva, o Sudeste e grande parte do Centro-Oeste esquentaram, mas as maiores temperaturas no Brasil em 25 de maio voltaram a ser observadas no Nordeste.

 

Frio em no vale do rio Doce (MG)

O vale do rio Doce e o vale do Jequitinhonha tiveram uma madrugada bastante fria. Confira algumas temperaturas mínimas, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia: Caratinga: 11,3ºC

Itamarandiba: 9,8ºC

Araçuaí: 14,9ºC

 

Calores e frios em capitais

A diminuição da nebulosidade sobre o Sudeste e grande parte do Centro-Oeste permitiu um maior resfriamento do ar na madrugada do dia 25, por causa maior perda radiativa. Ao mesmo tempo, com a redução do ar polar e da nebulosidade, as temperaturas ficaram mais altas à tarde.

Confira algumas temperaturas curiosas de 25 de maio em capitais brasileiras.

Chuva volumosa

Fortes áreas de instabilidade cresceram entre o Paraguai, o Sul e o Centro-Oeste causando chuva intensa.

 

 

VCAN na costa da Bahia

 

Reprodução /www.windyty.com

Previsão de chuva para o Brasil nos próximos 7 dias
segunda-feira, 25 de maio de 2015

por Lívia Fernanda

A cidade de Marcolândia, sudeste do Piauí, é uma das áreas do estado onde mais se produz mandioca. Nos últimos três anos a estiagem arrasou a produção e agora o tempo é de recuperação. A chuva deste ano veio na hora certa e em boa quantidade. A área plantada dobrou em relação ao ano passado e os agricultores comemoram a fartura de mandioca, não só nesta região, mas em muitas outras áreas de cultivo no Piauí. Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos 7 dias em todo o Brasil.

Vacinação contra a gripe é prorrogada
segunda-feira, 25 de maio de 2015


Ministério queria vacinar 80% do público-alvo, porém somente 46,2% compareceram aos postos de saúde.

O Ministério da Saúde promoveu a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe de 22 de abril a 22 de maio, porém o baixo índice de vacinados obrigou o governo a prorrogar a campanha até o dia 05 de junho. Das quase 50 milhões de pessoas que formam o público-alvo da campanha, somente 23 milhões haviam sido vacinadas até a sexta-feira passada, 22 de maio.

O público-alvo da campanha são crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais.

Indivíduos deste universo devem procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência e alertar familiares e amigos que se encaixam nas condições de quem deve ser vacinado.

Mesmo com a campanha ainda em andamento, listamos algumas dicas e atitudes simples que vão te ajudar a manter o vírus da gripe longe de você e de sua família. São eles:

Caso perceba os sintomas da gripe em você, familiares ou pessoas próximas, procure uma Unidade Básica de Saúde ou Hospital mais próximo e indique o mesmo para os demais.

Veja mais:

Sua rinite já atacou neste outono?

Maio termina com chuva e onda de frio

 

Maio termina com chuva e onda de frio
segunda-feira, 25 de maio de 2015

As previsões de chuva durante os próximos 15 dias mantêm a passagem de uma frente fria para o fim do mês de maio. Esse sistema será de forte intensidade e promete trazer bons volumes de chuva para diversas áreas do centro-sul do Brasil, especialmente leste da Região Sul, sul de Mato Grosso e Estado de São Paulo. Há previsão para temporais até o fim da semana.

Mas as mudanças nas condições do tempo não ocorrem apenas em relação à chuva. Uma forte massa de ar polar promete provocar a queda de temperatura, ou seja, maio também vai terminar com uma onda de frio para o centro-sul do país.

Confira os comentários sobre as condições do tempo para os próximos 15 dias com o meteorologista César Soares no Climatempo News!

Painel Meteorológio – destaques de 22/05/2015
sexta-feira, 22 de maio de 2015

Com muita chuva, Aracaju registra as menores temperaturas do ano

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura em Aracaju variou entre a mínima de 21,8°C e a máxima de 25,9°C. Estas foram as menores temperaturas do ano. Leia mais

Calor em Porto Alegre

Em Porto Alegre, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura máxima na sexta-feira foi de 29,3°C, a maior desde o dia 11 de abril quando a temperatura chegou aos 31,1°C. Tempo muda no fim de semana

Rio de Janeiro esquentou

No Rio de Janeiro, a temperatura na tarde da sexta-feira chegou aos 29,6°C, a mais elevada desde o dia 11 de maio quando fez 29,9°C.  Vai esquentar mais?

 

Frio no Sudeste

As menores temperaturas no Brasil foram registradas em cidades do Sudeste. A região serrana do Rio de Janeiro teve frio abaixo dos 10°C.

Mais de 100 mm em Sergipe

Sergipe foi o estado com chuva mais volumosa. Na capital, Aracaju, e também em Itabaianinha choveu mais de 100 mm em 24 horas, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. Saiba a previsão para os próximos dias

 

Maio chuvoso em Salvador

O volume de chuva acumulado em 22 dias alcançou 612,4 mm, fazendo de maio de 2015 o terceiro maio mais chuvoso desde 1961. Leia mais

Nordeste tem temperaturas altas

 

Saturno em oposição

A posição astronômica especial permite o maior número de horas para a apreciação do planeta Saturno. Saiba mais

Aracaju registra mais de 100 mm de chuva
sexta-feira, 22 de maio de 2015

Com muita chuva, Aracaju registra menor temperatura do ano

A sexta-feira, 22 de maio, foi o dia com temperatura mais amena em Aracaju este ano. A capital de Sergipe registrou a madrugada mais fria (menor temperatura do ano) e a tarde mais fria (menor temperatura máxima do ano). Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura em Aracaju variou de 21,8°C a 25,9°C. Os recordes anteriores eram de 26,9°C para a menor temperatura máxima, em 11 de abril, e de 22,0°C para a menor mínima, em 21 de maio.

O motivo da queda da temperatura foi o excesso de chuva. Choveu praticamente o dia todo neste sexta-feira. A medição da estação meteorológica automática e Aracaju, operada pelo Instituto Nacional de Meteorologia, indicou um acumulado de 105,4 mm entre 20 horas do dia 21 e 10 horas do dia 22 de maio.

Sergipe foi o estado que teve chuva mais volumosa nesta sexta-feira.

A chuva  veio de áreas de instabilidade que se intensificaram entre o litoral norte da Bahia e Alagoas. Neste fim de semana, estas áreas de instabilidade continuam ativas, mas enfraquecem. A chuva ainda será frequente, mas não tão volumosa.

Como El Niño influencia a chuva no Nordeste no decorrer do ano?

Por que não está chovendo na costa leste do Nordeste?