Arquivo da Categoria ‘Sudeste’

+ aumentar e diminuir fonte -
Diversão garantida pelo Brasil
sexta-feira, 10 de outubro de 2014

por Patrícia Pinheiro

Neste domingo, 12, é comemorado o Dia da Nossa Senhora da Aparecida e também o Dia da Crianças e nada melhor do que aproveitar com os pequenos em eventos super divertidos por todo o Brasil.

O Sudeste do país está recheado de eventos gratuitos em parques e museus e, em São Paulo, capital, um dos eventos mais bacanas vai rolar na Marquise do MAM, no Parque Ibirapuera. O fim de semana conta com oficinas e muitas brincadeiras para a criançada ao longo do dia e tudo é gratuito.

A previsão deve ajudar a aproveitar bastante, pois o fim de semana na cidade será de calor e sol. O tempo fica seco, então hidrate bem os pequenos ao longo do dia!

No Rio de Janeiro o grande evento fica por conta do Jardim Botânico da cidade, com feira de troca de brinquedos, teatros, oficinas de jardinagem, culinária e reciclagem. O dia no Jardim também terá piquenique, histórias e muitas brincadeiras.

O fim de semana na cidade maravilhosa também será de praia para a criançada. O sol aparece ao longo do dia com algumas nuvens, mas nada de chuva.

Na cidade de Fortaleza, meninos e meninas poderão curtir uma tarde inteira no Parque da Liberdade com brinquedos infláveis, palhaços, histórias, mágicos, pintura de rosto e muito mais. Tudo acontece das 9h às 16h, com entrada gratuita, e um domingo de sol e sem previsão de chuva!

Em Brasília a programação é agitada no Jardim Botânico da capital Federal com piquenique, arte, música e muita atividade para divertir a criançada. O evento acontece a partir das 14h e é gratuito. Brasília terá um domingo de sol com aumento de nuvens ao longo do dia, mas a chuva só deve chegar à noite!

No Norte do Brasil, em Belém o dia das crianças será com muita brincadeira em um domingo especial e todo gratuito no Mangal das Garças e na Estação das Docas.

No Mangal, a programação começa às 9h com pula-pula, piscina de bolinhas e muita diversão até às 12h. Na Estação a diversão começa às 17h30 com espetáculos teatrais que se apresentam até às 18h30.

A cidade de Belém amanhece com sol e uma chuva fraca, mas à tarde a nebulosidade já diminui e o sol prevalece.

Finalizando a diversão ao longo do Brasil, no Sul do país o dia das crianças pode ser muito agitado em Porto Alegre na Estação ZH, localizada no Parque Moinhos de Vento. A galerinha poderá se divertir muito com brincadeiras, distribuição de balões e cama elástica, das 10h às 18h! O domingo será com céu nublado e a chuva pode chegar a qualquer hora, então, fique atento!

Agora que você já sabe que a diversão rola de ponta à ponta, capriche na hidratação e na proteção solar e leve o pequeno para se divertir, sem se preocupar com o tempo!

Confira a homenagem da Climatempo ao Dia das Crianças!

Vai ter sol na praia no fim de semana?
sexta-feira, 10 de outubro de 2014

A forte massa de ar seco que influencia o Sudeste do Brasil afasta as frentes frias e deixa o vento fraco no litoral da Região. Neste fim de semana, as nuvens carregadas de uma frente fria ficam bloqueadas sobre o Sul e há previsão de várias pancadas de chuva nas praias no fim de semana. Pode até ser forte em praias gaúchas e do sul de Santa Catarina.

Mas no Sudeste e o Nordeste, este fim de semana promete ser com muito sol. Na costa leste do Nordeste, entre o sul da Bahia e a região de Natal, há possibilidade de pancadas de chuva, mas de forma rápida e que não deve atrapalhar a diversão.

Será que vai dar onda boa para surfar? Confira a previsão!

 

 

Nascer do Sol em Itanhaém (SP) - por Rodrigo as 06h28 10 out 2014

 


Aproveite e conheça também o nosso novo canal que traz informações sobre as condições para o surf: http://climasurf.com.br/ O novo site traz boletins de previsão do tempo e condições das praias e conta com mais de 80 câmeras ao vivo espalhadas no litoral brasileiro.

São Paulo muito quente!
sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Atualizado em 10/10/2014 às 15h15

São Paulo está muito quente na tarde de sexta-feira (10). Os registros de temperatura do aeroporto de Congonhas chegaram aos 34°C às 14h. Já é a maior desde 10 de fevereiro deste ano quando a temperatura chegou aos 34,7°C. O recorde oficial de maior temperatura de 2014 é de 07 de fevereiro quanto o Mirante de Santana registrou 36,4°C.

E a semana termina com muito mais sol, calor e ar seco na Grande São Paulo. A presença do bloqueio atmosférico garante o tempo firme, com poucas nuvens no céu como pode ser visto pela imagem tirada na manhã desta sexta-feira (10) pelo meteorologista César Soares.

A imagem do satélite meteorológico mostra a presença de uma massa de ar muito seca que impede a formação de nebulosidade. Os tons puxados para o verde mostram um ar um pouco mais úmido e os tons em marrom indicam a chegada de um ar mais seco.

A tarde de quinta-feira (09) foi marcada pelo ar seco, os índices de umidade relativa do ar chegaram aos 20% na estação convencional do Instituto Nacional de Meteorologia no Mirante de Santana (Zona Norte). A última vez que os valores de umidade chegaram a tais níveis foi em 3 de agosto, ou seja, igualamos novamente a tarde mais seca do ano.

Com o predomínio do ar seco, a qualidade do ar tende a cair. Diversas áreas da Região Metropolitana de São Paulo registra qualidade do ar moderada já pela manhã da sexta-feira (10).

Qualidade do ar às 9h segundo estações da CETESB

Mais ar seco para São Paulo no fim de semana

O fim de semana também será marcado pelo sol e pelo calor. Apesar do sábado (11) ter algumas nuvens no céu paulistano, não há previsão de chuva e o calor continua. A chegada de umidade melhora um pouco a qualidade do ar na Grande SP e no litoral sul. O ar seco volta a ganhar força, faz calor e a umidade volta a cair.

A chuva só deve voltar à capital na segunda-feira e em forma de rápidas pancadas entre a tarde e a noite. Não são esperados grandes volumes, mas a chuva pode vir com forte intensidade.

Bloqueio atmosférico afasta chuva do Sudeste
quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Uma situação de bloqueio atmosférico continua sendo observada sobre a América do Sul e vai dificultar a chegada  da chuva e das frentes frias ao Sudeste por mais alguns dias.

O bloqueio está associado com a intensificação do sistema de alta subtropical do Atlântico Sul (ASAS) indicado pela letra “A”. O valor de pressão 5900 é tecnicamente alto e já indica que este sistema está forte. O centro deste sistema fica sobre o Sudeste e o Centro-Oeste.

 

 

Uma frente fria está avançando pelo litoral da Região Sul, mas sua massa polar é muita fraca e não consegue afastar a forte e grande massa de ar quente e seco que predomina sobre o Brasil. Esta frente fria vai sendo desviada para alto-mar e no fim de semana passa ao largo do litoral paulista, mas sem causar alterações do tempo.

Uma segunda frente fria, mais forte, deve conseguir chegar ao litoral paulista entre os dias 15 e 16 de outubro, mas sua instabilidade ainda não deve se espalhar por todo o Sudeste.

A chuva deve voltar para grande parte da Região só com uma terceira frente fria que deverá se aproximar de São Paulo entre 19 e 20 de outubro. Confira a análise da chuva para os próximos 15 dias.

 

 

 

Baixo nível de água na represa de Igaratá em São Paulo. (Foto: Guilherme Arantes)

 

Seca no rio São Francisco, em Pirapora, Minas Gerais. Foto de Hallyson

 

Rio São Francisco em 2013, em Pirapora, Minas Gerais. Foto de Hallyson

Calorão e ar extremamente seco em SP
quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Um forte sistema de alta e pressão garante o sol, calor e o ar extremamente seco sobre o Estado de São Paulo. Especialmente sobre o noroeste paulista, os índices de umidade relativa do ar caíram muito ao longo da tarde de quinta-feira (09). Na imagem do satélite meteorológico os tons marrons indicam o ar seco, já os tons em preto indicam um ar ainda mais seco com concentrações muito baixas de vapor d’água.

No interior paulista os índices de umidade relativa do ar chegaram aos 13% em São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e São José dos Campos. E, pela segunda vez do ano, a cidade de São Paulo registrou recorde de menor umidade relativa do ar. A tarde desta quinta-feira (09) foi tão seca quanto a do dia 03 de agosto, levando-se em conta apenas o dado da estação meteorológica convencional do Mirante de Santana (INMET). Nesta estação foi verificada a umidade relativa de apenas 20% por volta de 15h. Além da umidade baixa, o dia foi marcado por muito calor. A temperatura passou dos 30°C em muitas áreas do Estado, inclusive na capital.

Chuva demora a voltar

A primavera é marcada como uma estação do ano que possui características tanto da nossa estação mais seca (inverno) quanto da nossa estação mais úmida (verão). Neste período passamos por uma condição muito próxima do inverno, o ar segue bastante seco ao longo dos próximos dias. Somente na faixa leste que a presença de um sistema de baixa pressão atmosférica deve trazer um pouco de umidade no sábado (11). Na terça-feira (14) há previsão de algumas pancadas de chuva de forma bem localizada no nordeste e no Vale do Paraíba.

A chuva só deve trazer alguns volumes um pouco mais elevados, a partir do dia 20 do mês de outubro com a passagem de uma frente fria.

Ar seco ganha força no Sudeste e Centro-Oeste
quinta-feira, 9 de outubro de 2014

As regiões centrais do Brasil encontram condições desfavoráveis para chuva. O ar seco predomina e inibe a formação de nuvens. Na imagem do satélite meteorológico é possível verificar o ar seco ganhando força. Os tons em marrom representam a baixa concentração de vapor d’água que cobre principalmente o Sudeste, Centro-Oeste e o sertão do Nordeste.

Essa condição se deve a presença de um bloqueio atmosférico que impede o avanço de frentes frias e organização de áreas de instabilidades. Em níveis médios atmosféricos é possível ver a presença de um anti-ciclone que incentiva a presença do ar seco, no mapa esses sistema é representado pela letra A em azul e as setas indicam o giro anti-horário.

Diversas cidades já registram umidade relativa do ar abaixo dos 20%, essa condição prejudica a qualidade do ar que você respira e favorece o aumento no número de focos de incêndio.

O ar seco continua nos próximos dias

O ar seco não dará muita trégua ao longo dos próximos dias. O sistema de alta pressão segue sobre a região central do Brasil, impedindo o avanço de frentes frias e a organização de nuvens carregadas. A umidade relativa do ar tende a cair e novamente as faixas de atenção e alerta devem ser atingidas. Há o risco da faixa de emergência ser atingida em algumas áreas do interior de São Paulo, leste de Mato Grosso do Sul, sul de Goiás e Mato Grosso. Ao longo do sábado e do domingo, somente o norte de Mato Grosso, Distrito Federal e nordeste de Goiás tem condições para rápidas pancadas de chuva de forma bem localizadas.

Tarde mais seca do ano em São Paulo
quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Atualizado em 09/10/2014 às 16h50

Pela segunda vez do ano, a cidade de São Paulo registra recorde de menor umidade relativa do ar.

A tarde de hoje foi tão seca quanto a do dia 03 de agosto, levando-se em conta apenas o dado da estação meteorológica convencional do Mirante de Santana (INMET). Nesta estação foi verificada a umidade relativa de apenas 20% por volta de 15h.

Em algumas outras áreas da cidade o índice caiu ainda mais. No aeroporto de Congonhas a umidade baixou para 18%. No Campo de Marte, a umidade chegou a 17% entre 15h e 16h.

São Paulo amanheceu ensolarada nesta quinta-feira e está mais quente. Às 11 horas, a temperatura estava em 27°C no Campo de Marte, na zona norte da cidade, dois graus a mais do que ontem neste horário.

O nível de umidade já estava abaixo dos 60% às 8 horas e às 11 horas era de 37%. Ontem, o nível mínimo foi de 24%.

 

 

São Paulo ensolarada em 9 de outubro de 2014, por Natália Garcia

Com o ar seco e parado, São Paulo fica sem nuvens, sem chuva e mais poluída. Por volta das 11 horas, pela medição da Cetesb, quase toda a cidade apresentava qualidade do ar moderada. Ontem foi registrada qualidade do ar ruim na região da USP por causa do excesso de ozônio

 

 

Sem chuva à vista

Ventos e chuva limpam o ar dispersam a poluição melhorando a qualidade do ar. Mas há uma situação de bloqueio na atmosfera sobre o Brasil que vai dificultar a chegada das frentes frias ao interior do Estado de São Paulo. A chance  de chover sobre a Grande São Paulo é remota pelo menos até a próxima segunda-feira.

Fim de semana

O fim de semana promete sol e calor para os paulistas e com praia! O bloqueio afasta as frentes frias para alto-mar e o ar seco impede o crescimento de grandes nuvens.

O ar polar continua longe e a temperatura se mantém elevada, passando dos 30°C à tarde também na Grande São Paulo e pelo litoral.

Calorão no Rio de Janeiro
quinta-feira, 9 de outubro de 2014

O sol e o calor predominam na “Cidade Maravilhosa”. Mais ar seco e menos nuvens favorecem a rápida elevação da temperatura, faz bastante calor.

Ao longo desta semana, as temperaturas máximas subiram bastante no Rio de Janeiro, confira as temperaturas registradas pelas estações convencionais do INMET.

A presença do ar seco afasta a nebulosidade e permite a entrada dos raios solares que fazem a temperatura subir. Os ventos sopram de norte e trazem ainda mais calor para o Grande Rio. Mas junto com o sol, vem o ar seco. A tendência é de queda na umidade relativa do ar que provoca uma piora na qualidade do ar.

Na imagem do satélite meteorológico, os tons em marrom representam o ar seco

Sol de praia no fim de semana

Neste fim de semana vai dar praia no litoral do Rio de Janeiro. O sol brilha forte desde cedo e não há previsão de chuva. Com a pouca nebulosidade no céu, os índices de radiação ultravioleta tendem a aumentar. Dessa forma o uso de protetor solar é indispensável, e se possível evitar a exposição ao sol no período das 11h até às 16h, faixa de horário na qual o IUV (índice de radiação ultravioleta) é mais alto.

Quer saber quando volta a chover no Sudeste? Confira com a meteorologista Josélia Pegorim no Climatempo News.

Calor aumenta em todo o Brasil
quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Uma nova situação de bloqueio atmosférico já está sendo observada sobre a América do Sul e vai fazer com que o ar polar e as áreas de instabilidade das frentes frias fiquem retidos no extremo sul do Brasil por vários dias.

Uma forte massa de ar seco, associada a um grande sistema de alta pressão atmosférica, está se intensificando sobre o Brasil. Nos próximos 10 dias, muitas áreas do país  vão registrar várias horas com níveis de umidade do ar muito abaixo do recomendado (60%) pela OMS – Organização Mundial da Saúde. A baixa umidade do ar reduz a nebulosidade e a chance de ocorrência de pancadas de chuva em algumas áreas, apesar do calor.

 

 

Com o sol forte e sem a influência do ar polar,  as temperaturas vão ficar muito elevadas. Marcas em torno dos 40°C devem ocorrer até o fim desta semana e na semana que vem em algumas áreas de quase todas as Regiões do país.

 

 

Até o dia 24 de outubro, três frentes firas devem avançar sobre o centro-sul da América do Sul, mas apenas a última, após o dia 18, terá força força suficiente para vencer o ar seco e penetrar sobre o Sudeste e o Centro-Oeste do Brasil. Esta frente fria poderá chegar ao Nordeste.

 

Cuidado! Eles atacam no calor!

 

Seca aumenta a venda de caixas d´água

 

 

Só sol à vista para o Rio de Janeiro
quarta-feira, 8 de outubro de 2014

O Rio de Janeiro esquentou bastante nesta quarta-feira. No início da tarde, a temperatura já começava a superar a marca dos 30°C em várias áreas da cidade. O calor veio do sol forte e também do afastamento do ar polar, que manteve o vento frio sobre o Rio de Janeiro desde o fim da semana passada. A quantidade de nuvens diminuiu e o sol predominou desde cedo.

Rio de Janeiro com muito sol na manhã de 8 de outubro de 2014. Foto: Felipe Santos

 

O gráfico mostra a evolução da temperatura e do nível de umidade do ar dos últimos dias na região do aeroporto Tom Jobim, na ilha do Governador, na zona norte carioca.

 

 

A queda da umidade foi muito grande. O nível de 25% registrado às 13 horas é um valor muito baixo para uma região litorânea. A Organização Mundial da Saúde recomenda um nível de umidade em torno dos 60% para o conforto humano.

 

Só sol à vista

Muitos cariocas e fluminenses torcem pela volta dos temporais, mas eles vão ficar longe do Estado do Rio de Janeiro por vários dias. Os cariocas e fluminenses terão mais calor e ar seco.

No próximo fim de semana, uma frente fria vai passar pelo litoral paulista, mas sem força para vencer o ar seco e quente que já atua forte sobre o Sudeste. Esta frente fria não deve causar mudança no tempo no Rio de Janeiro, que deve ter um fim de semana com muito sol e mais calor.

 

Quando chove?

A forte massa de ar seco que voltou a ganhar forte sobre o Sudeste vai dificultar a chegada de mais frentes frias à Região. Entre os dias 15 e 16, uma frente fria deve passar pelo litoral fluminense, mas com pouca força. Há previsão de outra frente fria por volta do dia 20, que deve ter força para chegar com chuva ao Rio de Janeiro.