Arquivo da Categoria ‘Sudeste’

+ aumentar e diminuir fonte -
São Paulo em Atenção para umidade baixa
quinta-feira, 21 de agosto de 2014

atualizada às 15:30

A persistência do ar seco já acarreta em níveis baixos de umidade relativa do ar em São Paulo. Segundo informações dos aeroportos do Campo de Marte (Zona Norte) e Congonhas (Zona Sul), os valores já chegaram aos 30% durante a tarde da quinta-feira.

Cidades do interior paulista também registram índices críticos de umidade nesta tarde e alguns municípios já entraram em alerta. Lins e Valparaíso estavam com umidade de apenas 17% e e José Bonifácio de 19% às 14 horas, segundo medições do INMET. Ontem (20), algumas cidades chegaram a ter umidade ainda mais baixa com registro de 13% em Valparaíso e 14% em Pradópolis. Valores abaixo de 12% caracterizam situação de emergência segundo os padrões da Organização Mundial da Saúde.

O bloqueio atmosférico se deslocou e já posiciona seu centro de alta pressão em níveis médios exatamente sobre o Estado de São Paulo. A condição de tempo firme também incentiva a rápida elevação da temperatura.

Modelo de previsão de ventos e geopotencial em 500hPa

O ar segue seco e o tempo firme pelo menos até o fim de semana. O tempo só começa a mudar a partir da terça-feira (26) com a chegada de uma frente fria. O sol dará lugar ao céu nublado e ao invés do ar seco teremos chuva.

Domingo vai ferver no litoral!
quinta-feira, 21 de agosto de 2014

por Maria Clara Machado

A extensa massa de ar seco que está sobre o Brasil ganha ainda mais força nos próximos dias garantindo tempo ensolarado e muito quente. A maior elevação das temperaturas já começa a ser sentida nesta quinta-feira nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro com máximas de 27°C e 28°C nas capitais.

No fim de semana o calor vai ficar bem acima do normal para esta época do ano com temperaturas de verão e vai dar praia! A meteorologista Fabiana Weykamp chama a atenção para as praias do litoral do Paraná e de São Paulo, que poderão ter temperaturas de 35°C. No Rio de Janeiro, o calor pode até ultrapassar esse valor.

Uma nova frente fria está prevista para chegar ao Sul do Brasil no domingo (24) , mas a chuva fica mais concentrada no Rio Grande do Sul. Só na segunda-feira (25) há previsão de chuva no Paraná e na terça-feira (26) o tempo deve mudar em São Paulo.

Confira o que diz o meteorologista César Soares:

Veja também:

Mar agitado do Sul ao litoral do Nordeste

Madrugadas frias nas serras do Sudeste
quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A massa de ar seco que está ganhando força no Sudeste do País favorece a diminuição da nebulosidade também na faixa leste da Região. Com esta diminuição das nuvens, o resfriamento tende a aumentar durante as noites e madrugadas e é mais intensos nos trechos de serra. O céu claro e a presença do ar seco estimulam a rápida perda radiativa (perda de calor da superfície para a atmosfera) durante as noites, facilitando a acentuada queda de temperatura. E por conta deste forte resfriamento, há condições para a formação de geada na Serra da Mantiqueira, na divisa dos estados de SP, MG e RJ, já na madrugada desta quinta-feira (21) e também na sexta-feira, dia 22. Na região serrana do Rio de Janeiro as próximas madrugadas também devem ficar mais frias, principalmente na sexta e no sábado e não se descarta o risco de geada na região de Nova Friburgo. A região serrana do Espírito Santo também esfria, com mínimas em torno de 10°C até o próximo domingo.

O racionamento seria o melhor caminho para SP?
quarta-feira, 20 de agosto de 2014
por Maira Di Giamo
A SABESP, Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo,  anunciou recentemente que pretende tirar mais 106 bilhões de litros do volume morto do Sistema Cantareira. O reservatório é o maior manancial que abastece a Grande São Paulo, e está com níveis cada vez mais críticos.  De acordo com os meteorologistas da CLIMATEMPO,  a chuva só se tornará mais constante a partir da segunda quinzena de setembro.

Muitos defendem que o racionamento comece o quanto antes em São Paulo, mas de acordo com a Profª de Engenharia Ambiental da escola politécnica da USP, Monica Porto, o racionamento ou o rodizio de água em São Paulo não seriam as melhores opções. Confira quais os riscos da adoção dessas medidas.

 

Participe da nossa campanha SP: vida sem água!

Centro-sul do Brasil ainda terá nevoeiro
quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A quinta-feira vai amanhecer cheia de nevoeiros entre o Sul e o Sudeste do Brasil. No inverno é comum a observação do fenômeno por causa do resfriamento durante a madrugada.

A presença de uma circulação em sentido anti-horário (anticiclone) de ventos em níveis médios da atmosfera vai trazer o ar mais frio e mais seco desses níveis aqui para a superfície, movimento chamado de subsidência. Isso faz com que as noites e madrugadas sejam frias e esse resfriamento aumenta a umidade relativa do ar durante a noite (tecnicamente, a temperatura do ar se aproxima da temperatura do ponto de orvalho). O aumento da umidade relativa favorece a formação dos nevoeiros no final da madrugada e no começo da manhã.

Essa situação será observada nesta quinta-feira entre Santa Catarina e Rio de Janeiro. Ou seja, aeroportos podem ter sua visibilidade reduzida e até suas atividades prejudicadas nas capitais Florianópolis, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro, e nas áreas entre o Vale do Itajaí e o Sul e Zona da Mata de Minas Gerais.

Temperaturas em elevação no Rio
quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Após dias de muita nebulosidade, a quarta-feira já amanheceu com o tempo mais aberto no Grande Rio, sem registro de nevoeiro nos aeroportos. As temperaturas seguem amenas, com máxima em torno dos 26º C e não há previsão de chuva.

A expectativa é que a partir de quinta-feira, a circulação marítima dos ventos enfraqueça e o sol volte a aparecer forte, favorecendo um maior aquecimento. Ainda há o risco de nevoeiro ao longo da manhã, o que pode prejudicar a visibilidade nos aeroportos. Após o início da manhã, o sol já deve brilhar forte e a sensação será de calor.

O mar deve voltar a subir, devido a ventos fortes no oceano associado ao deslocamento de uma frente fria e a um ciclone extratropical afastado da costa. Esta ondulação chega às praias do litoral fluminense ao longo do dia. As ondas chegam aos 2 metros de altura e há o risco de ressaca.

Na sexta-feira o mar segue bastante agitado e as temperaturas sobem. O predomínio do sol e do calor continuam durante o sábado e o domingo, ou seja, “vai dar praia” em todo o litoral do Sudeste. Para aproveitar ao máximo os dias mais esperados da semana, o ideal é caprichar na hidratação, já que a umidade relativa do ar pode ficar abaixo de 30% durante as tardes – o que é considerado baixo para áreas litorâneas. E, claro, não esqueça de se proteger do sol. Bom fim de semana e #fotografeotempo!

Veja também:

Mar sobe no Sul e no Sudeste

Sol e calor na cidade de São Paulo
quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Atualizado em 20/08/2014 às 15h30

O sistema de alta pressão atmosférica em níveis médios (500hPa) garante o predomínio de sol durante grande parte do dia em São Paulo. As manhãs ainda seguem com a presença de nevoeiro, que se dissipa rápido com a presença do sol e a elevação da temperatura.

Imagem do canal do infravermelho realçada

As temperaturas já estão mais agradáveis durante as tardes, mas as madrugadas ainda seguem com os termômetros um pouco baixos e alguma sensação de frio.

A presença do bloqueio atmosférico, impede a passagem de sistemas mais organizados pelo Sul e pelo Sudeste. Na Região Metropolitana de São Paulo o sol já vai aparecendo mais e a nebulosidade diminuindo. Com o maior período de sol, as temperaturas vão aumentando. No entanto, a presença do ar seco faz a umidade relativa do ar cair.

Modelo de previsão do tempo - Ventos e geopotencial em níveis médios (500hPa)

 

Neste fim de semana o tempo firme persiste em São Paulo. As temperaturas sobem e faz calor à tarde. As máximas podem chegar aos 30°C.

As mudanças nas condições do tempo virão na próxima semana. A aproximação de uma frente fria vai mudar o céu de São Paulo. O tempo firme dará lugar à nebulosidade e o frio irá predominar ao invés do calor.

O meteorologista César Soares comentou a previsão de mudança para o Sudeste na próxima semana no Climatempo News. Confira no vídeo abaixo.

Veja como vai ficar o mar no fim de semana
terça-feira, 19 de agosto de 2014

atualizada 22/08/2014

Nesta sexta-feira a agitação marítima diminui bastante na costa do Sul e de São Paulo. No litoral do Rio de Janeiro a agitação ainda é intensa, mas a tendência é de diminuição da altura das ondas a partir da tarde. Pela manhã ainda são esperadas ondas de até 2 metros. No litoral do Espírito Santo o mar se agita e ondas devem chegar a 2 metros em muitas praias do centro-sul capixaba, inclusive na região de Vitória. Nas praias da Bahia, de Sergipe e de Alagoas o mar sobe no decorrer do dia e são esperadas ondas de até 1,5 metro a partir da tarde.

O fim de semana ainda começa com mar agitado na costa leste do Nordeste. As ondas devem passar de 1,5m na faixa litorânea, entre Sergipe e a Paraíba. No Sudeste a agitação marítima diminui bastante.

Veja o que diz o meteorologista César Soares:

Rio segue com temperatura amena
terça-feira, 19 de agosto de 2014

A terça-feira (19) foi marcada por excesso de nebulosidade, poucas aberturas de sol e temperatura amena na cidade do Rio de Janeiro. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) a capital teve mínima de 15,8°C e máxima de apenas 24,4°C. Esta grande quantidade de nuvens esteve associada à presença de ventos marítimos que sopraram de forma constante em direção ao continente e também dificultaram a elevação da temperatura. Nesta quarta-feira uma frente fria passa pela costa da Região Sudeste e ainda favorece a chegada desta umidade marítima. São esperadas maiores aberturas de sol em relação à terça-feira, porém o dia ainda deve ser bem ameno, com máxima em torno de 26°C. A expectativa é que a partir de quinta esta circulação marítima dos ventos enfraqueça e o sol volte a predominar, favorecendo um maior aquecimento. E para o fim de semana a previsão é de sol e calor, com queda de umidade durante as tardes.

Mar volta a subir e fica agitado a partir de quinta-feira

Ventos fortes no oceano associado ao deslocamento de uma frente fria e de um ciclone extratropical afastado da costa voltaram a formar ondas grandes. Esta ondulação chega às praias do litoral fluminense ao longo da quinta-feira. O dia deve terminar com ondas acima de 2 metros. Pode haver ressaca. Na sexta-feira o mar segue bastante agitado, mas tende a baixar no fim de semana.

Monte Belo (MG) vive pior estiagem dos últimos 30 anos
terça-feira, 19 de agosto de 2014

A grande seca deste ano está prejudicando alguns municípios de Minas Gerais, que entraram em esquema de racionamento de água nos últimos dias. Entre eles, a cidade de Monte Belo, no sul do estado, que é abastecida pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais, a COPASA. Guilherme Frasson, chefe operacional do departamento sul da COPASA, explica como está a situação no município:


Uma massa de ar seco cobre o Sudeste e pelo menos até o final desta semana o sul de Minas Gerais e outras áreas do estado vão continuar sem chuva. O mapa abaixo indica zero milímetro no acumulado para os próximos dias.