Posts com a Tag ‘Bahia’

+ aumentar e diminuir fonte -
Frente fria no litral da Bahia
domingo, 26 de abril de 2015

Uma frente fria que avança sobre a costa sul leste da Bahia e provocou durante a madrugada temporais em Caravelas, no extremo sul do estado, e chuva forte na região de Porto Seguro, na costa leste.  Com o avanço da frente, vento de sudeste entra pelo interior do continente e aumenta o contraste térmico, resultando em formação de nuvens carregadas em praticamente todo o estado baiano. A frente fria organiza também áreas de instabilidade ao largo do Recôncavo Baiano e Salvador fica sujeita a pancadas de chuva no decorrer do dia.

Abril vai terminar com muita chuva na Bahia
sábado, 25 de abril de 2015

A instabilidade vai aumentar na Bahia nos próximos dias e vai favorecer a formação de nuvens carregadas. Em grande parte do Estado, até o meio da semana que vem, a chuva vai acontecer com frequência e há risco que tenha forte intensidade em alguns momentos.

A figura abaixo mostra o volume de chuva previsto para o Estado nesses últimos dias de abril.

Pode-se observar que entre o litoral e o oeste do Estado, algumas áreas podem acumular mais de 100 mm em cinco dias. Apenas o norte baiano e o extremo sul do Estado é que irão receber pouca chuva nos próximos dias.

Em Salvador, segundo os dados do Instituto Nacional de Meteorologia, do dia 01 até 24 de abril foram acumulados aproximadamente 244 mm. Abril é um dos meses mais chuvosos em Salvador e a média mensal é de cerca de 322 mm. Com a chuva frequente prevista para os próximos dias, há condições para que Salvador termine o mês com um volume de chuva dentro da média histórica.

Acumulado de chuva para o Brasil
terça-feira, 14 de abril de 2015

por Lívia Fernanda

A chuva das últimas semanas prejudicou a colheita das lavouras de soja em algumas áreas do oeste da Bahia. A umidade elevada vem prejudicando a produtividade e os grãos estão com menos peso. Até agora, pouco mais de 20% da safra do estado foi colhida e a estimativa média caiu de 56 para 48 sacas por hectare. Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos 7 dias em todo o Brasil.

Grandes volumes de chuva em Salvador
terça-feira, 7 de abril de 2015

Atualizado às 9h15 do dia 08 de abril de 2015

A chuva chegou com forte intensidade para diversas áreas de Bahia, inclusive a capital Salvador teve volumes de 60mm acumulados entre as 21 h da terça-feira (07) e 9 h da quarta-feira (08).

Clique na imagem e acompanhe o satélite para todo o Brasil

 

Os volumes de chuva também foram altos em outras áreas da Bahia, o município de Amargosa registrou volumes de 110,6mm entre às 5h e 8h, segundo o INMET.

As previsões da Climatempo já informavam que a passagem deste sistema acarretaria em grandes volumes de chuva que seriam capazes de provocar transtornos para a população. A semana ainda será marcada por mais chuva.

Choque térmico e temporais

A Bahia já sente as mudanças no tempo provocadas pela chegada de uma frente fria. O choque térmico do ar muito quente com o ar polar da frente fria estimulou a formação de nuvens muito carregadas que provocaram chuva forte, raios e ventania.

Na imagem de satélite, as manchas arredondadas em tons de azul claro com núcleos vermelhos e às vezes também amarelo, representam aglomerados de nuvens do tipo cumulonimbus que provocam os temporais.

Em Abrolhos, no litoral sul da Bahia, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou rajadas de vento com até 86 km/h na manhã de 7 de abril.

Em Luis Eduardo Magalhães choveu 60,6 mm em apenas 2 horas, entre 16h 19h da terça-feira, 7, de abril. O total em 24h, entre 20h do dia 6 e 20h do dia 7 foi de 89 mm. A média de chuva normal para todo o mês de abril no oeste da Bahia fica e torno de 100 mm. Em Guanambi choveu 48,8 mm entre 8h e 20h e região de Brumado também acumulou 48,8 mm entre meia-noite e 11 horas da manhã.

Chuva forte nos próximos dias

Esta frente fria avança mais sobre a Bahia e chega sobre a região de Salvador nesta quarta-feira. A influência da frente fria será sentida sobre a Bahia e outras áreas do Nordeste até pelo menos até a sexta-feira. Até lá, várias áreas de instabilidade crescem especialmente sobre a Bahia e podem provocar chuva forte e volumosa, com raios e ventania. A situação meteorológica é de alerta para muita chuva sobre Salvador nos próximos dias.

A meteorologista Josélia Pegorim comenta o efeito desta frente fria sobre o Nordeste.

 

 

O que é uma frente fria?

10 coisas que você precisa saber sobre raios

Frente fria provoca ventania na Bahia
terça-feira, 7 de abril de 2015

Uma frente fria chegou à costa baiana na terça-feira (07) e já provocou mudanças no tempo em áreas centrais e sobre o litoral sul, onde a nebulosidade já aumentou e provocou pancadas de chuva. Nas imagens do satélite meteorológico é possível ver o desenvolvimento de grandes nuvens entre a madrugada e a manhã que são capazes de provocar temporais.

Clique na imagem e veja o satélite para todo o Brasil

Nos tons em vermelho, branco e azul é possível ver a nebulosidade que é capaz de provocar chuva forte e ventania. Até mesmo no Arquipélago de Abrolhos a intensidade do vento aumentou a ponto da rajadas chegarem aos 86 km/h às 9h da manhã segundo informações do INMET.

Diversas áreas já começam a sentir os efeitos da aproximação da frente fria por conta do aquecimento pré frontal. É o caso de Aracaju/SE que ao longo da tarde de segunda-feira chegou registrar temperatura de 35°C no aeroporto de Santa Maria.

Mais chuva para Bahia e mais áreas nordestinas

A frente fria chegou em uma área onde a atmosfera estava bastante aquecida e exatamente devido a diferença com a massa de ar que foi trazida, grandes nuvens se formaram e provocaram chuva e ventania em áreas baianas. Mas, ao longo dos próximos dias a tendência é de que a chuva se espalhe para outras áreas do Nordeste, não só por conta da presença da frente fria que vai organizar mais instabilidades também em áreas do norte nordestino devido a presença da Zona de Convergência Intertropical.

Todo o leste no Nordeste terá grandes volumes acumulados de chuva ao longo dos próximos dias, até mesmo em Salvador são esperados grandes volumes a ponto de acarretar em alagamentos.

Salvador faz aniversário cheia de sol
sábado, 28 de março de 2015

Uma massa de ar seco ganhou força sobre a Bahia e deixa o tempo firme na maior parte do Estado, dificultando a formação de nuvens carregadas.  Mas áreas de instabilidade surgiram neste sábado em parte do litoral leste do Nordeste e estão avançando em direção à costa da Região. Ao longo do sábado e do domingo, estas instabilidades vão influenciar o tempo apenas entre o litoral de Sergipe e de Alagoas, provocando pancadas de chuva, com até forte intensidade durante o meio da tarde e a noite. Em Salvador, por outro lado, a chance de chuva é pequena, mas devido à infiltração marítima, algumas nuvens mais carregadas se formam e podem provocar chuva isolada e passageira, que deve ter fraca intensidade.

Salvador, a capital da Bahia, faz aniversário neste domingo e completa 466 anos.  A previsão é de que grande parte do litoral da Bahia fique com tempo firme neste domingo, com algumas nuvens. No decorrer do dia, os ventos úmidos que sopram do mar favorecem a formação de nuvens e de forma isolada pode chover à tarde no litoral norte, inclusive na Capital. A chuva vem com fraca intensidade, não dura muito tempo e acontece em pontos localizados da região.

 

Previsão para  Nordeste

No domingo, áreas de instabilidade que se formaram em alt0-mar, mas avançaram em direção à costa nordestina, provocam várias pancadas de chuva a qualquer hora do dia no litoral entre Pernambuco e o Rio Grande do Norte. A chuva pode vir com moderada à forte intensidade em alguns momentos e vir acompanhada de raios. Devido à nebulosidade e à chuva a temperatura cai um pouco em relação aos últimos dias, mas a sensação é de tempo abafado. Entre o litoral norte da Bahia (inclusive a Capital) e a região de Campina Grande, na Paraíba, o sol predomina e há expectativa de uma chuva leve e passageira no decorrer do dia. Nas demais áreas da Bahia, no interior de Sergipe, Alagoas, Pernambuco e sertão piauiense, o sol brilha forte, poucas nuvens conseguem se formar devido à atuação de uma forte massa de ar seco e não há previsão de chuva. A temperatura segue elevada e a umidade entra em declínio à tarde. Entre o litoral do Ceará e do Maranhão, há previsão de chuva a qualquer hora do dia, com rajadas de vento e trovoadas. No restante da Região, o sol predomina na maior parte do dia, mas nuvens mais carregadas se formam à tarde e provocam pancadas isoladas de chuva.

 

 

Nordeste tem muita chuva nas próximas 48h
segunda-feira, 23 de março de 2015

Nuvens muito carregadas voltaram a se espalhar sobre o Nordeste provocando chuvas volumosas em diversas áreas da Região, incluindo capitais. O outono é época de chuva em grande parte do Nordeste e temporais são comuns.

Nuvens carregadas da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) avançam novamente sobre o Nordeste trazendo chuva forte, raios e até ventania. No fim da tarde desta segunda-feira, a passagem desta nuvens sobre Fernando de Noronha provocou rajadas de vento de 96 km/h no aeroporto local. A chuva torrencial reduziu a visibilidade para 500 metros. Voltou a chover forte sobre Natal e João Pessoa, que teve alagamentos no fim de semana, começou a noite de segunda-feira com trovoadas.

 

 

ZCIT e frente fria

Pelo menos nas próximas 48 horas, grandes de áreas de instabilidade devem atuar sobre o  Nordeste provocando pancadas de chuva frequentes, com raios e ventos fortes. Há risco de chuva forte que pode causar alagamentos e deslizamento de terra. Nas capitais, há risco de temporais em São Luis, Teresina, Fortaleza, Natal, João Pessoa e Recife.

Além das nuvens carregadas da ZCIT que avançam para o norte do Nordeste, uma frente fria está próxima ao sul da Bahia e ajuda a formar nuvens de chuva na porção sul  do Nordeste.

 

 

Capitais com chuva acima da média

Chuvas frequentes e fortes são comuns em março em muitas áreas do Nordeste. Quase todas as capitais já sofreram com temporais este mês.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, João Pessoa, capital da Paraíba, já acumulou 304 mm de chuva em 23 dias, 28% acima da média normal para o mês. Em Recife já choveu quase 275 mm e a média para março fica em torno de 262 mm. Em São Luis o acumulado de março de 324 mm está 23% abaixo da média.

Em Natal já choveu 205 mm, 5% acima da média histórica. Fortaleza acumulou em 23 dias de março quase 317 mm de chuva, volume que está apenas 6% abaixo da média para o mês

Risco de chuva forte em todo o litoral do Nordeste
quinta-feira, 5 de março de 2015

Na sexta-feira (06) são esperados temporais em toda a faixa leste do Nordeste. São esperados grandes volumes de chuva que podem acarretar em alagamentos e inundações. A chuva vem com forte intensidade e há a possibilidade de raios.

Nas imagens do satélite meteorológico é possível ver o avanço das instabilidades para o litoral norte do Nordeste e a chegada de grandes nuvens também do recôncavo baiano até o litoral de Alagoas.

Clique na imagem e veja o satélite para todo o Brasil

A presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e da Onda de Leste ainda favorecem o desenvolvimento de grandes nuvens que são capazes de trazer os temporais para todo o litoral do Nordeste.

Clique na imagem e veja a previsão de chuva para todo o Brasil

No sábado (07) a tendência é de enfraquecimento das correntes de vento úmida. A chuva já volta a ocorrer de forma rápida e isolada.

O meteorologista César Soares comentou a chegada das áreas de instabilidade associadas a presença da Zona de Convergência Intertropical no Climatempo News.

Veja também: Chuva no Brasil nas últimas semanas de verão

 

VCAN provoca chuva no Nordeste
segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

A presença de um Vórtice Ciclônico nos Altos Níveis Atmosféricos (VCAN) favorece a organização de áreas de instabilidade sobre o Nordeste. Nuvens carregadas crescem em vários locais , principalmente no interior da Região, provocando pancadas de chuva com raios.

 

O VCAN permanece na costa leste do Nordeste nos próximos dias e vai estimular novas áreas de instabilidade até o fim da semana. Porém, a chuva não é generalizada e nem persistente. O quadro de seca não se altera. Algumas pancadas podem até ser fortes sobre açudes, mas os níveis de armazenamento de água não terão grande elevação até o fim da semana.

O mapa mostra a estimativa de chuva para o Nordeste até o dia 21 de fevereiro. As chuvas com maior volume ocorrem no interior.

Chuva forte causa transtornos em Salvador

Desde o domingo (15) de Carnaval que a capital da Bahia tem pancadas de chuva com forte intensidade. Durante a manhã da segunda-feira (16) novas áreas de instabilidade chegaram em Salvador e provocaram pancadas de chuva com intensidade entre moderada e forte acompanhada de trovoadas segundo informações do aeroporto Deputado Luís Eduardo de Magalhães.

A chuva forte que caiu em algumas áreas da capital baiana acarretou em transtornos para um dos tetos de um camarote no circuito Barra/Ondina. Devido ao acúmulo de água, a a estrutura do teto cedeu, mas  segundo as agências de notícias ninguém se feriu.

Até a quarta-feira (18) de cinzas, o tempo será com muitas nuvens e há o risco de chuva forte especialmente à tarde em toda a faixa leste da Bahia. A presença do VCAN ainda vai trazer mais nebulosidade. Há possibilidade de raios. As pancadas de chuva podem ocorrer também em outras capitais.

Nas imagens do satélite meteorológico é possível verificar que as camadas de nuvens giram no sentido horário na costa da Bahia. Este movimento acompanha o giro dos ventos provocados pelo VCAN. Este vórtice ocorre em torno de 10 mil metros de altitude.

Clique na imagem e veja o satélite para todo o Brasil

Confira a previsão de chuva para todo o Brasil para os próximos 15 dias

Dê seu depoimento na campanha BR: vida sem água

 

Mais chuva sobre MG, ES e BA
quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

As áreas de instabilidade voltaram a se formar sobre Minas Gerais e sobre o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas que provocam chuva forte e volumosa. A quinta-feira foi marcada por muitas nuvens e chuva nos dois estados e a previsão é de mais chuva para sexta-feira e para o fim de semana.

Mas a população precisa ficar atenta, pois há risco de chuva intensa que pode causar problemas.

 

Cataguases (MG): voltou a chover em 5-2-2015 por Márcio José

 

Uma mudança na circulação dos ventos sobre o centro-sul do Brasil favoreceu a formação destas áreas de instabilidade, fazendo com a chuva finalmente voltasse e ocorrer.  Em muitas áreas do norte mineiro e do Espírito Santo ficaram de 40 a 50 dias consecutivos sem chuvas. Estas áreas de instabilidade se espalharam também para o centro-sul da Bahia e a previsão é de que as condições para chuva aumentem ainda mais até o domingo.

 

 

Tarde mais fria em Belo Horizonte

Por causa a chuva e do excesso de nuvens, a temperatura baixou em Belo Horizonte. Pela medição do Inmet, a tarde de 5 de fevereiro foi a mais fria do ano até agora, com temperatura máxima de 25,3°C. O recorde anterior era de 26,9°C, em 1 de janeiro.

A chuva nos próximos dias deve beneficiar os Sistema Paraopeba