Posts com a Tag ‘Espírito Santo’

+ aumentar e diminuir fonte -
Grandes volumes de chuva em MG e ES
terça-feira, 24 de março de 2015

A presença de uma frente fria entre o Espírito Santo e o sul da Bahia incentiva a organização de grandes áreas de instabilidade e vai provocar mais chuva sobre áreas capixabas e mineiras ao longo da terça-feira (24). Essa mesma frente foi a responsável pelos temporais da tarde de segunda-feira (23) sobre áreas do centro-norte de Minas Gerais e do Espírito Santo e seu deslocamento favorece a chegada de nuvens carregadas também sobre o sul da Bahia.

Na animação do satélite meteorológico é possível ver a presença da frente fria organizando instabilidades e provocando pancadas de chuva ainda em áreas do nordeste mineiro.

Clique na imagem e acompanhe o satélite para todas as regiões do Brasil

Segundo informações das estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) entre às 10h da manhã de segunda-feira e 10h da manhã de terça-feira choveu 89,4mm na cidade de Águas Vermelhas-MG. Em Santa Teresa-ES choveu cerca de 34mm no mesmo período, mas esta chuva se concentrou entre a tarde e a noite da segunda-feira principalmente e veio com forte intensidade.

Mais sol e menos chuva até sexta-feira

A frente fria vai se afastar para o oceano durante os próximos dias. Com isso os dias de sol já voltam a predominar sobre o centro-leste de Minas Gerais e Espírito Santo. O ar volta a descer das camadas mais altas da atmosfera para as camadas mais baixas, impedindo assim a formação de grandes nuvens que possam provocar chuva, ou seja, o ar seco voltará a predominar.

As condições do tempo tendem a mudas novamente no fim de semana com a aproximação de uma nova frente fria.

Sudeste entra no outono com chuva e ar polar
terça-feira, 17 de março de 2015

Os últimos dias do verão de 2015 estão sendo marcados por muitas áreas de instabilidade sobre a Região Sudeste. A chuva já caiu forte e causou transtornos esta semana em várias regiões de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Minas Gerias, inclusive sobre as capitais. Embora em pequenas regiões, as pancadas de chuva nesta terça-feira voltaram a ocorrer até sobre o Espírito Santo.

A circulação de ventos sobre o Brasil em diversos níveis da atmosfera e o predomínio de ar quente e úmido vão manter as condições para formação de muitas áreas de instabilidade sobre  Sudeste no decorrer da semana.

 

 

Risco de chuva forte

As pancadas de chuva continuam frequentes até o fim de semana, principalmente à tarde e à noite, com risco de temporais também nesta quarta-feira. Porém, a chance de chover sobre o nordeste de Minas Gerais e sobre o Espírito Santo é baixa.

Calor

Não há previsão de entrada de ar polar por enquanto e a última semana do verão segue com sensação de abafamento. As temperaturas mais elevadas, até acima dos 35°C, devem ser observadas sobre o norte de Minas Gerais e sobre o Espírito Santo.

 

Frente fria no início do outono

O outono começa oficialmente na sexta-feira, 20 de março, às 19h35, pelo horário de Brasília. No próximo fim de semana, o primeiro do outono, muitas áreas da Região Sudeste vão sentir o impacto da chegada de uma frente fria que vem trazendo uma massa polar com moderada a forte intensidade.

O choque térmico entre o ar quente que está sobre o Sudeste e o ar polar da frente fria vai colaborar para ocorrência de temporais no próximo fim de semana

Queda da temperatura

O ar polar da frente fria começa entrar no Sudeste durante o domingo. A nebulosidade, a chuva e o vento frio vão causar uma queda brusca da temperatura sobre São Paulo, no Rio de Janeiro, no centro-oeste e no Sul de Minas Gerais. Como ar está bastante abafado e quente, o impacto será grande, mas não se deve pensar em temperaturas muito baixas.

O calor acabou?

Muita gente está sonhando com o fim do calor, mas a atmosfera não esfria de uma hora para outra. A diminuição do calor ocorre de forma gradual e com sucessivas massas polares. O calor ainda não acabou. O efeito desta massa polar sobre o Sudeste será rápido.

Confira a tendência para o outono na Região Sudeste.

 Por que ocorrem as estações do ano? O que quer dizer equinócio?

Muita chuva no Espírito Santo
quarta-feira, 4 de março de 2015

A borda do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) ainda é capaz de organizar instabilidades sobre o Estado do Espírito Santo e também trazer nuvens carregadas para o norte do Rio de Janeiro. As imagens de satélite meteorológico mostravam o avanço das nuvens de chuva nos tons em azul e branco entra a manhã e o início da tarde de quarta-feira (04).

Clique na imagem e veja o satélite para todo o Brasil

Os temporais já acarretaram em transtornos na cidade de Vitória durante a tarde da terça-feira (03) e retornaram no início da tarde de quarta-feira. A chuva não caiu apenas na capital capixaba, a cidade de Linhares registrou um total de 50,6mm de chuva entre as 12h e as 14h.

Nuvens carregadas em Vitória. Por Talita Carvalho.

O aeroporto de Goiabeiras na região metropolitana de Vitória, registrou a presença de pancadas de chuva nas proximidades e a presença de nuvens do tipo Cumulonimbus (Cb) às 14h.

Menos chuva nos próximos dias

O afastamento e enfraquecimento do VCAN vai fazer com que a chuva em Vitória perca força. Na quinta-feira (05) ainda há o risco de pancadas de chuva rápidas típicas do verão. Já na sexta-feira (06) o ar seco já volta a marcar presença e a tendência é de muito sol e não há a previsão de chuva.

No norte do rio de Janeiro o sol também vai aparecer forte, mas as pancadas de chuva rápidas entre a tarde e a  noite ainda acontecem inclusive com risco de temporal.

ES e norte do RJ terão mais chuva
terça-feira, 3 de março de 2015

Atualizado às 21h50 de 03/03/2015

A presença de um Vórtice Ciclônico nos Altos Níveis atmosféricos (VCAN) sobre o mar, próximo à costa do Espírito Santo, organiza áreas de instabilidades que espalham nuvens carregadas sobre este estado e também sobre o norte do Rio de Janeiro e nordeste de Minas Gerais, região onde estão os vales dos rios Doce e Jequitinhonha.  A sequência de imagens de satélite mostra vários aglomerados de nuvens carregadas que se espalharam sobre estas regiões durante a terça-feira (03) e provocaram temporais.

Mais chuva

Ao longo dos próximos dois dias há o risco de mais chuva por toda a região entre o norte do Rio de Janeiro, o nordeste mineiro e o Espírito Santo. A chuva ocorre em forma de pancadas, principalmente à tarde e à noite. Nas áreas próximas do litoral capixaba, pode chover a qualquer hora. Estas condições vão predominas na quarta-feira (04) e na quinta-feira (05). Na sexta-feira (06), as áreas de instabilidade enfraquecem e as pancadas de chuva devem ser menos frequentes e só entre a tarde e a noite. O sol forte e o tempo seco voltam a predominar no fim de semana.

Vitória: 40% da chuva de março em 24h

Vitória, capital do Espírito Santo,  sentiu os temporais em vários momentos. A chuva forte caiu inclusive sobre o aeroporto de Goiabeiras, onde a visibilidade baixou para 1000 metros, às 14h10.

Segundo informações da estação automática do INMET, choveu 44,8 mm entre 20 horas do dia 2 e 20 horas do dia 3 de março. Este volume de chuva representa 40% da média de chuva para março que é de aproximadamente 111 mm. Durante o temporal a tarde de terça-feira choveu 18,4 mm entre 13 e 15 horas.

Chuva forte no norte do RJ

As nuvens carregadas que se espalharam sobre  norte do Estado do Rio de Janeiro provocaram chuva forte em vários locais. Em Campos dos Goytacazes, o Inmet registrou 47,2 mm apenas entre o meio-dia e 20 horas, sendo de 20,8 mm caíram apenas em 1 hora, o que tecnicamente representa chuva forte.

Campos dos Goytcazes (RJ) chuva forte causa alagemento em 3-3-2015 Petterson Viana

Campos dos Goytcazes (RJ): chuva forte causa alagemento em 3-3-2015, por Petterson Viana

Baixas pressões aumentam a chuva no centro-sul do Brasil

No fim da semana e durante a próxima semana, várias áreas de baixa pressão atmosférica vão influenciar o centro-sul do Brasil facilitando a formação de áreas de instabilidade que podem provocar chuva forte. Estas áreas de instabilidade devem aumentar a frequência da chuva sobre o centro-sul do Estado do Rio de Janeiro, mas terão pouca influência no norte fluminense e no Espírito Santo.

 

Chuva de fevereiro deu apenas pequeno alívio na crise energética

Já fotografou o tempo hoje?

MG e ES devem ter chuva forte no fim de semana
sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Durante o fim de semana, uma frente fria avança pelo litoral da Região Sudeste e deve alcançar o litoral do Espírito Santo. Com a passagem da frente fria, os ventos marítimos se intensificam sobre o Sudeste e vão trazer mais umidade para Minas Gerais e também para o Espírito Santo . Isto vai ajudar formar mais nuvens carregadas durante o fim de semana. Há risco de chuva forte sobre os dois estados no fim de semana. As capitais Belo Horizonte e Vitória também podem ter chuva forte chuva forte.

 

 

A meteorologista Josélia Pegorim cometa o aumento da chuva sobre estes dois estados.

 

 

Litoral do Sudeste tem mar agitado

A intensificação dos ventos na costa Sul e Sudeste do Brasil no fim de semana deixa o mar agitado. As ondas crescem no fim de semana, mas não há expectativa de ressaca.

Confira os detalhes da previsão das ondas

Confira as ondas na sua praia e ache a sua tribo no Climasurf

Belo Horizonte tem mês mais chuvoso em dois anos

 

O total de chuva acumulado em Belo Horizonte em fevereiro de 2015 já o maior desde abril de 2014. Segundo as medições do Instituto Nacional de Meteorologia, no centro da cidade, em 26 dias de fevereiro choveu 228,6 mm, valor que supera em 11% a média para o mês, que é de 206 mm. Em abril de 2014 choveu 235,3 mm

 

 

As pancadas de chuva de fevereiro na região da Grande Belo Horizonte estão ajudando a elevar o nível do Sistema Paraopeba, que abastece de água a região metropolitana da capital mineira.

 

Já fotografou o tempo hoje?

Confira a previsão de chuva para o Brasil para 15 dias

Como será a chuva no Sudeste no mês de março?

 

VCAN provoca chuva sobre Espírito Santo
segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Nuvens carregadas se espalham sobre o Espírito Santo provocando pancadas de chuva em vários locais do Estado. Embora a chuva não seja generalizada, algumas pancadas são fortes. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 10 mm de chuva sobre Santa Teresa entre meio-dia e 13 horas. Mas o total acumulado desde a madrugada com outras pancadas de chuva chegava aso 17 mm. Em São Mateus também choveu aproximadamente 10 mm na manhã desta segunda-feira.

Por volta das 14 horas, o radar meteorológico localizado em Santa Teresa continuam detectando várias áreas de chuva (manchas coloridas) que avançavam do mar para o continente trazendo mais chuva.

 

Radar meteorológico de Santa Teresa operado pelo Cemanden. A cor amarela indica chuva moderada.

Estas nuvens carregadas devem continuar passando sobre o Espírito Santo por mais dois dias. A partir de quinta-feira, a tendência é de que as áreas de instabilidade enfraqueçam. Mesmo assim, ainda há condições para a chuva até o fim da semana .

Em Vitória, segundo o Inmet, choveu 52,5 mm em fevereiro em 23 dias. A média mensal é de aproximadamente 82,0 mm

 

 

Chuva de VCAN

As nuvens que trouxeram um pouco de chuva para aliviar a grave seca pela qual está passando o Espírito Santo vieram de um sistema meteorológico chamado de VCAN – vórtice ciclônico de altos níveis – e não de uma frente fria, como é mais comum.

O VCAN é uma região da atmosfera, em torno de 10 mil metros de altitude, onde  ventos giram no sentido horário. Ao mesmo tempo, nas camadas mais próximas da superfície, o ar se movimenta no sentido anti-horário. Essa diferença de movimento entre as camadas de ar gera nuvens carregadas que podem provocar chuva forte

 

Sudeste tem sol e praia no fim de semana
quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

O sistema de alta pressão subtropical do Atlântico Sul (ASAS) se intensifica novamente sobre a Região Sudeste nos próximos dias. A intensificação da ASAS reduz a umidade no ar e o crescimento das nuvens, diminuindo a chance de chuva. Com a redução da nebulosidade, o sol vai ficar forte por muitas horas e o aquecimento será maior.

Fevereiro é um dos meses mais quentes do ano no Sudeste, com dias bastante abafados.  Sem as nuvens e a chuva para ajudar a regular o calor, o fim de semana será de calor acima do norma na Região Sudeste. Os termômetros devem registrar marcas entre 36°C e 39°C em todos os Estados. Não há expectativa chegada de ar polar ao Sudeste pelo menos até a quarta-feira da próxima semana.

 

Ondas e ventos

A intensificação da alta pressão subtropical do Atlântico Sul sobre o Sudeste no fim de semana diminui a chuva e também reduz a velocidade dos ventos. Com o vento fraco, as ondas ficam pequenas. Neste fim de semana, o mar será melhor para quem quiser curtir o sol na areia.

No Climasurf você acha a melhor onda, o vento e a sua tribo.

Confira a previsão de chuva para os próximos dias

 

Nos mapas, as manchas coloridas indicam as áreas de chuva e a cor a intensidade. Os tons de amarelo, vermelho, laranja e rosa indicam chuva forte. As manchas (chuva) diminuem sobre o Sudeste por causa da atuação da ASAS.

 

O centro da ASAS deve ficar próximo do litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro durante o fim de semana. Atuação intensa do sistema de alta pressão do Atlântico Sul (ASAS) deixou o Sudeste na seca no verão de 2014 e novamente em janeiro de 2015. Mas não adianta amaldiçoar a ASAS agora. Este sistema de pressão é permanente na circulação geral atmosférica. Ele vai e volta.

A meteorologista Josélia Pegorim explica o efeito da intensificação da ASAS sobre o Sudeste

 

 

Entenda como o sistema de alta pressão reduz a nebulosidade e a chuva

Cuidado com o sol forte! Saiba qual é o protetor correto para seu tipo de pele.

Usar a água do mar dessalinizada é uma boa opção para a crise de água no Brasil?

Dê seu depoimento na campanha BR: vida sem água

Chuva e ventania no Espírito Santo
domingo, 8 de fevereiro de 2015

Fortes áreas de instabilidade avançam sobre o Estado do Espírito Santo e provocam temporais de forma generalizada. As imagens do satélite meteorológico mostram o avanço de nuvens carregadas nos tons em azul e branco.

Clique na imagem e veja o satélite para todo o Brasil

O aeroporto de Goiabeiras em Vitória também informa a presença de chuva forte. A estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) em Afonso Cláudio registrou rajadas de vento de 42 km/h.

 

Mais chuva até terça-feira

As áreas de instabilidade associadas ao ciclone subtropical Bapo ainda vão provocar chuva pelo domingo (08). Na segunda-feira (09) as áreas de instabilidade começam a perder força e a chuva já ocorre com uma frequência menor ao longo do dia, mas ainda há o risco de chuva forte. As pancadas típicas de verão, aquelas que ocorrem entre a tarde e a noite, já voltam a partir da terça-feira (10).

Mais chuva sobre MG, ES e BA
quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

As áreas de instabilidade voltaram a se formar sobre Minas Gerais e sobre o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas que provocam chuva forte e volumosa. A quinta-feira foi marcada por muitas nuvens e chuva nos dois estados e a previsão é de mais chuva para sexta-feira e para o fim de semana.

Mas a população precisa ficar atenta, pois há risco de chuva intensa que pode causar problemas.

 

Cataguases (MG): voltou a chover em 5-2-2015 por Márcio José

 

Uma mudança na circulação dos ventos sobre o centro-sul do Brasil favoreceu a formação destas áreas de instabilidade, fazendo com a chuva finalmente voltasse e ocorrer.  Em muitas áreas do norte mineiro e do Espírito Santo ficaram de 40 a 50 dias consecutivos sem chuvas. Estas áreas de instabilidade se espalharam também para o centro-sul da Bahia e a previsão é de que as condições para chuva aumentem ainda mais até o domingo.

 

 

Tarde mais fria em Belo Horizonte

Por causa a chuva e do excesso de nuvens, a temperatura baixou em Belo Horizonte. Pela medição do Inmet, a tarde de 5 de fevereiro foi a mais fria do ano até agora, com temperatura máxima de 25,3°C. O recorde anterior era de 26,9°C, em 1 de janeiro.

A chuva nos próximos dias deve beneficiar os Sistema Paraopeba

 

 

Chuva chega ao Espírito Santo
quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

O situação da chuva continua complicada sobre o Espírito Santo. Há a previsão de chuva em todas as áreas do Estado, mas como os sistemas de grande escala, como frentes frias, não conseguem avançar para a costa, a chuva ocorre de forma pontual.

As imagens do satélite meteorológico mostram a chegada de nebulosidade na região, mas não há a formação de nuvens grandes o suficiente para provocar chuva de forma abrangente.

Clique na imagem e veja o satélite para todo o Brasil

Mas a tendência ao longo das próximas horas é do desenvolvimento de nuvens carregadas que provocam chuva inclusive em forma de temporais . A semana será marcada pelo retorno da chuva ao Estado capixaba.

Mais chuva até sexta-feira

A presença e intensificação do sistema de baixa pressão atmosférica na costa de São Paulo, vai trazer áreas de instabilidade também para o Estado do Espírito Santo. O céu vai ficar carregado de nuvens a partir da quinta-feira (05). São esperadas pancadas de chuva de forma generalizada e há o risco de temporais. Os volumes de chuva sobem na região, mas não solucionam todos os problemas com a pouca chuva que caiu até o momento.