Posts com a Tag ‘recorde de frio’

+ aumentar e diminuir fonte -
Aracaju registra mais de 100 mm de chuva
sexta-feira, 22 de maio de 2015

Com muita chuva, Aracaju registra menor temperatura do ano

A sexta-feira, 22 de maio, foi o dia com temperatura mais amena em Aracaju este ano. A capital de Sergipe registrou a madrugada mais fria (menor temperatura do ano) e a tarde mais fria (menor temperatura máxima do ano). Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura em Aracaju variou de 21,8°C a 25,9°C. Os recordes anteriores eram de 26,9°C para a menor temperatura máxima, em 11 de abril, e de 22,0°C para a menor mínima, em 21 de maio.

O motivo da queda da temperatura foi o excesso de chuva. Choveu praticamente o dia todo neste sexta-feira. A medição da estação meteorológica automática e Aracaju, operada pelo Instituto Nacional de Meteorologia, indicou um acumulado de 105,4 mm entre 20 horas do dia 21 e 10 horas do dia 22 de maio.

Sergipe foi o estado que teve chuva mais volumosa nesta sexta-feira.

A chuva  veio de áreas de instabilidade que se intensificaram entre o litoral norte da Bahia e Alagoas. Neste fim de semana, estas áreas de instabilidade continuam ativas, mas enfraquecem. A chuva ainda será frequente, mas não tão volumosa.

Como El Niño influencia a chuva no Nordeste no decorrer do ano?

Por que não está chovendo na costa leste do Nordeste?

Painel Meteorológico – destaques de 21/05/2015
quinta-feira, 21 de maio de 2015

Recorde de temperatura em Aracaju

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a capital de Sergipe, Aracaju, teve a menor temperatura de 2015 até agora:  22°C. O recorde anterior era de 22,2°C no dia 10 de março.

Tardes de maio estão amenas nas capitais Sudeste

A média das temperaturas máximas até agora nas capitais do Sudeste está de 1°C a 2°C abaixo do normal para maio. A maior diferença é em Belo Horizonte, onde a média das temperaturas máximas registradas em 21 dias está 2,1°C abaixo do normal. Leia mais

Previsão para a Região Sudeste

Mais chuva em Salvador

Choveu 18,2 mm entre 9 horas do dia 20 e 9 horas de 21 de maio. O total acumulado em 21 dias de maio subiu para 595,9 mm, valor que está 83% acima da média normal para o mês. Leia mais

 Previsão para a Região Nordeste

Madrugadas frias

O ar está ficando mais quente no centro-sul do Brasil, mas as madrugadas ainda estão frias. Temperaturas abaixo dos 10°C continuam sendo registradas no Sul e no Sudeste.

Previsão para a Região Sul

Calor

As mais altas temperatura no Brasil continuam sendo registradas no Nordeste.

 

São Paulo esquentou

A temperatura máxima na cidade de São Paulo chegou aos 25,0°C, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. Foi a tarde mais quente desde o dia 9 de maio quando a temperatura chegou aos 25,4°C.

 

Chuva volumosa

As chuvas mais fortes e frequentes ficaram concentradas sobre o Norte e Nordeste

Previsão para o Centro-Oeste

 

Cantareira estável

O nível do sistema Cantareira está estável em 19,7% desde o dia 16 de maio. Saiba mais.

 

 

Edição completa do Climatemponews Especial El Niño 2015  (50 min)

 

Recorde de frio em Belo Horizonte e em Campo Grande
segunda-feira, 18 de maio de 2015

A tarde desta segunda-feira, 18 de maio, foi a mais fria de 2015 até agora nas capitais Belo Horizonte (MG) e Campo Grande (MS).

Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura máxima na capital mineira foi de apenas 21,0°C. O recorde anterior de menor temperatura à tarde era de 21,2°C, em 17 de fevereiro.

Em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, a temperatura máxima na tarde desta segunda-feira foi de 23,1°C, que igualou o valor já registrado em 17 de fevereiro.

 

Mais nuvens, menos ar polar

O recorde de tarde mais fria do ano em Campo Grande e em Belo Horizonte não foi causado pelo aumento do ar polar, mas pelo excesso de nuvens que dificultou o aquecimento do ar durante o dia. Há um pouco de ar polar sobre as duas capitais, mas o centro polar, que é a região mais fria, está no mar e tem pouca influência no interior do Brasil. O ar frio desta massa polar chega a Belo Horizonte a Campo Grande enfraquecido.

 

Manchas verdes e amareladas represetam nuvens.

Temperatura em elevação

O ar polar continua ao largo da costa do Sul e do Sudeste do Brasil no decorrer da semana, mas com influência moderada a fraca no interior do país. A tendência em Campo Grande e em Belo Horizonte é de diminuição da nebulosidade, o que vai permitir maior aquecimento do ar.

Fim de semana com recorde de frio nas capitais do Sudeste
sexta-feira, 15 de maio de 2015

O fim de semana a promete mais sol no Sudeste, mas também mais frio. Tardes ficam até quentinhas, mas as madrugadas serão mais frias do que nos últimos dias. Não há previsão de chuva, apesar da presença de nuvens.

Uma grande quantidade de nuvens predominou sobre o Sudeste nos últimos quatro dias, mas a tendência é para o fim de semana é de que a nebulosidade diminua. A diminuição da nebulosidade vai deixar mais espaço para o sol aquecer o ar, o que vai deixar as tardes com temperatura mais alta do que nos últimos dias.

 

Mas essa redução da nebulosidade terá um efeito contrário durante a noite. A menor quantidade nuvens durante a noite vai facilitar a perda radiativa deixando as madrugadas mais frias.

Você sabe porque as noites com menos nuvens são mais frias?

 

Rio de Janeiro (RJ), por Janis Liekmanis em 12-12-2014

 

Capitais podem ter recorde de frio

As capitais São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Vitória  podem ter recorde de frio neste fim de semana. Além do ar polar que influencia o centro-sul do Brasil tem também o efeito de maior perda radiativa por causa da redução da nebulosidade. Confira os recordes atuais.

Duplo recorde frio em Belo Horizonte

A sexta-feira, 15 de maio, foi até agora o dia mais frio de 2015 em Belo Horizonte. A capital mineira teve a madrugada e a tarde mais fria do ano. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura mínima foi de 14,6°C e a máxima de 21,2°C. Os recordes anteriores eram de 15,3°C para mínima, em 8 de maio, e 21,3°C para a máxima em 8 de fevereiro.

 Frio abaixo de 10°C nas cidades serranas : Quem for passar o fim de semana em áreas serranas do Sudeste em busca do frio terá o que procura.

 

Curiosidade: como funciona uma estação meteorológica?

 

 

Previsão de chuva para o Brasil para 15 dias

Um pouco de sol na Grande SP
quarta-feira, 13 de maio de 2015

Atualizado em 14/05/2015 às 09h42

A quinta-feira (14) começou com muitas nuvens na cidade de São Paulo. A temperatura ainda está baixa pela manhã, tanto que o INMET registrou na Mirante de Santana a temperatura mínima de 14,2°C. O sol vai aparecer de forma tímida no céu paulistano na quinta-feira e não há previsão de calor, mas também não há o risco de termos novamente a tarde mais fria do ano como nesta quarta-feira.

A tarde da quarta-feira, 13, foi a mais fria de 2015 até agora na cidade de São Paulo. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet),  a temperatura máxima foi de apenas 18,4°C no Mirante de Santana, na zona norte da capital. O recorde anterior de menor temperatura máxima era de 18,7°C, em 30 de abril.

O vento gelado e moderado do fim da tarde aumentou ainda mais a sensação de frio. Na região do aeroporto de Congonhas, na zona sul, a temperatura real do ar às 17 horas era de 15°C, mas a sensação térmica era de 10°C.

Quando vai esquentar?

Alguns estão adorando o frio dos últimos dias, mas outros só querem saber quando vai esquentar?

Uma grande massa de ar polar está e vai continuar influenciando o Sul e o Sudeste do Brasil nos próximos 10 dias. O vento desta massa polar vai continuar chegando a São Paulo trazendo frio e umidade do oceano. Pelo menos até o dia 22 ou 23 de maio, a temperatura vai continuar amena em São Paulo. Até esquenta um pouco e a temperatura supera os 20°C nos próximos dias. Apesar da presença de muitas nuvens, não há previsão de chuva para São Paulo pelo menos até a próxima terça-feira.

Para quem sonha com calor de 30°C, então o tempo vai continuar péssimo por muitos dias ainda.  Esta é uma temperatura considerada bastante elevada para esta época do ano. A última vez que a temperatura máxima chegou aos 30°C na região do Mirante de Santana foi em 27 de março, quando a máxima foi de 30,5C. A maior temperatura em maio até agora foi de 26,4°C no dia 2.

Possibilidade de mais recorde de frio

Com a presença do sol mais constate do sol nos próximos dias, não devemos ter novos recordes de tarde fria pelo menos até o fim da semana que vem. Mas até lá, algumas madrugadas podem ser mais frias. Até agora, a menor temperatura do ano ocorreu na madrugada de 1 de maio e foi de 13,4°C.

Algumas madrugadas serão com poucas nuvens e a falta de nebulosidade vai deixar o ar ainda mais frio.

 Confira o gráfico da temperatura prevista para São Paulo.

Sabe por que as noites sem nuvens são mais frias?

Acompanhe mudança da nebulosidade pela câmera de São Paulo da Climatempo. Ela mostra um amplo horizonte na zona norte da capital. Ao fundo, a serra da Cantareira.

 

Como será a chuva no Brasil nos próximos 15 dias?

Recorde de frio em Cuiabá, Campo Grande e em Goiânia
quarta-feira, 13 de maio de 2015

A madrugada de 13 de maio foi a mais fria do ano nas capitais Cuiabá (MT), Campo Grande (MS) e Goiânia (GO). A  noite com pouca nebulosidade e a recente entrada de ar polar sobre o Centro-Oeste, causou a queda da temperatura.

Em Cuiabá, a capital de Mato Grosso, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou uma temperatura mínima de 19,9°C. O recorde anterior de menor temperatura em 2015 era de 20,4°C em 21 de janeiro.

 

Em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, o recorde de menor temperatura de 2015 até agora foi batido pelo segundo dia consecutivo. A temperatura mínima nesta quarta-feira foi de 12,6°C e ontem de 13,0°C.

Em Goiânia, capital de Goiás, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou a temperatura mínima de 16,7°C nesta quarta-feira, 0,2°C mais baixa do que o recorde anterior de 16,9°C registrado no dia 11 de maio.

Céu de Goiânia ao amanhecer de 13 de maio de 2015 depois da madrugada mais fria do ano até agora. Foto de Henrique

 

Temperatura abaixo dos 10°C em MS

O sul de Mato Grosso do Sul também sentiu o ar polar com mais força e teve uma queda de temperatura acentuada. Vários municípios registraram temperatura abaixo dos 10°C. A mais baixa foi em Maracaju onde a temperatura mínima foi de 8,0°C.

O sul de Mato Grosso do Sul é a região mais fria do Centro-Oeste do Brasil. É a região que normalmente sente primeiro e com mais força o impacto das massas polares que vindas da Antártica.

 

Nos próximos dias, a temperatura tende a subir no Centro-Oeste, mas as noites continuam amenas especialmente sobre Goiás e na região do Distrito Federal. Ventos quentes voltam a predominar sobre a Região e volta a chover. As pancadas de chuva recomeçam em Mato Grosso do Sul a partir da tarde desta quinta-feira.

Recorde de frio em Campo Grande e em Brasília
terça-feira, 12 de maio de 2015

Recorde de frio em Campo Grande e em Brasília

Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, tem novo recorde de frio para 2015. A madrugada desta terça-feira, 12 de maio, foi a mais fria do ano até agora. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou a temperatura mínima de 13,0°C. O recorde anterior de menor temperatura do ano em Campo Grande era de 15,5°C em 5 de maio. Confira a temperatura prevista para Campo Grande.

A entrada de ar polar e a diminuição da nebulosidade fez com que a o ar esfriasse mais na madrugada desta terça-feira.

Recorde de frio em Brasília

A madrugada desta terça-feira, 12 de maio, foi a mais fria Brasília deste ano até agora em Brasília. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou uma temperatura mínima de 13,8°C. O recorde anterior de menor temperatura de 2015 era de 15,4°C em 1 de maio.

O recorde de menor temperatura de 2015 veio logo depois da tarde mais fria do ano. A tarde de ontem, 11, teve a menor temperatura máxima do ano, 19,7°C

A diminuição da nebulosidade na madrugada desta terça-feira também explica a queda da temperatura mais acentuada em Brasília.

 

Chuva de maio acima da média

A chuva de maio já superou a média em Goiânia. O total acumulado em 12 dias foi de 56,2 mm, sendo que a média é de aproximadamente 36 mm.

Em Brasília, segundo o Inmet, já choveu em maio 39,3 mm desde o início de maio, valor que iguala a média histórica do mês que é de 39 mm

Em Goiânia, capital de Goiás, o volume chuva em maior já supera a média histórica em 58%. Em 12 dias, segundo o Inmet, choveu aproximadamente 58 mm e a média histórica é de 36 mm.

Previsão: menos frio e mais chuva

Maio já é época de pouca chuva no Centro-Oeste. A falta de nuvens durante a noite, além da passagem eventual de ar polar, é outro fator que deixa as madrugadas com temperatura baixa.

Mas por enquanto, não previsão de entrada de ar polar forte sobre o Centro-Oeste, mas a chuva vai continuar ocorrendo,  tornando maio de 2015 um mês atípico no Centro-Oeste.

O prolongamento da chuva em maio afasta por mais alguns dias o agravamento dos problemas respiratórios que a população começa a sentir nesta época por causa do ar seco . Mas com a chuva ainda frequente, a umidade do ar permanece dentro de níveis confortáveis para a saúde.

O mapa mostra a estimativa do total de chuva que deve ser acumulado sobre o Centro-Oeste nos próximos 15 dias.

 

Brasília (DF), por Roberto de Vasconcelos Meira

Recorde de frio em Curitiba e em Vitória
sábado, 9 de maio de 2015

A presença de uma massa polar moderada a forte na costa do Sul e do Sudeste do Brasil fez com que a madrugada deste sábado, 9, ainda fosse fria. Temperaturas abaixo dos 10°C voltaram a ser registradas. Nas capitais Curitiba e Vitória, a madrugada deste sábado foi a mais fria do ano até agora.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, em Curitiba, a temperatura mínima foi de 9,5°C. O recorde

Em Vitória, a temperatura mínima foi de 19,6°C. O recorde anterior era de 20,1°C em 8 de maio.

A tendência agora é de elevação de temperatura com o afastamento do ar polar do Brasil.

Confira a previsão para o Sul e para o Sudeste

 

 

Tarde mais fria do ano no Rio de Janeiro e Curitiba
sexta-feira, 8 de maio de 2015

A combinação de ar polar e céu nublado, que dificultou a entrada do sol,  deixaram a sexta-feira fria no Rio de Janeiro e em Curitiba. As duas capitais registraram a tarde mais fria de 2015.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura máxima no Rio de Janeiro foi de apenas 23,6°C.  O recorde anterior de menor temperatura máxima era de 24,2°C no dia 30 de abril.

Em Curitiba, a temperatura máxima nesta sexta-feira foi d 16,6°C. O recorde anterior de menor temperatura máxima era de 17,5°C e, 30 de abril.

Recorde de madrugada mais fria (menor temperatura do ano)

A madrugada desta sexta-feira foi a mais fria do ano nas capitais Belo Horizonte, Vitória e Florianópolis. A noite com pouca nebulosidade na região de Belo Horizonte e de Florianópolis ajudou a aumentar o resfriamento do ar.

Na capital de Santa Catarina, Florianópolis, a temperatura mínima foi de 12,5°C, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. O recorde anterior era de 15,1°C registrado em 7de abril e no dia 6 de maio.

Em Belo Horizonte, o Inmet registrou uma temperatura mínima de 15,4°C. O recorde anterior de menor temperatura de 2015 na capital de Minas Gerais era de 16,5°C no dia 27 de abril.

A madrugada de sexta-feira também foi a mais fria do ano na capital do Espírito Santo, Vitória. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou mínima de 20,1°C. O recorde anterior era de 20,5°C em 14 de abril.

Possibilidade de novos recordes

Para o fim de semana a tendência é de elevação da temperatura com o afastamento do ar polar do Brasil.  Mas as noites ainda serão frias e há chance de novos recordes frio.

A previsão é de que a madrugada deste sábado, 9 de maio, seja a mais fria do ano e novo recorde de frio para no Rio de Janeiro, com mínima prevista de 14,0°C, em Belo Horizonte, com temperatura mínima prevista de 15,0°C e em Vitória, que poderá ter mínima de 19,0°C.

São Paulo também pode ter novo recorde de frio na madrugada deste sábado com temperatura mínima de 12,0°C. O atual recorde de menor temperatura do ano é de 13,4°C no dia 1 de maio

Chuva e recorde de frio em Vitória (ES)
sexta-feira, 8 de maio de 2015

A semana está terminando com chuva e queda da temperatura no Espírito Santo.

A combinação de chuva e do vento polar que entrou forte sobre o Espírito Santo derrubou a temperatura em Vitória.  A madrugada de sexta-feira também foi a mais fria do ano na capital do Espírito Santo, Vitória. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou mínima de 20,1°C. O recorde anterior era de 20,5°C em 14 de abril.

Entre 20 horas de quinta e 14 horas desta sexta-feira, o vento frio polar das direções sudoeste e sul sopraram com velocidade quase sempre acima de 20 km/h sobre Vitória, pela medição do aeroporto local. Por volta das 13 horas,uma rajada alcançou 44 km/h.

Os ventos continuam fortes sobre Vitória e aumentam a sensação de frio. Até 14 horas, a  temperatura não havia passado dos 26°C e a tarde de hoje poderá ser a mais fria do ano na capital capixaba.

A temperatura máxima foi de 26,7°C, mas não foi recorde. Por enquanto, a tarde mais fria em Vitória este ao foi a do dia 6 de maio quando a temperatura máxima foi de 26,0°C, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia.

Chuva de maio atinge a média

A chuva de maio já atingiu a média histórica em Vitória. Segundo o Inmet choveu 84,4 mm do inicio do mês até 9h do dia 8 de maio. Entre os dias 7 e 8 choveu 27,7 mm. A média de chuva é de 81 mm.

Nuvem rolo sobre Vitória (ES), por Rosangela,

Sol e menos frio no fim de semana

O ar polar que já estava sobre o centro-sul do Brasil no começo da semana foi reforçado nas últimas 48 horas fazendo com que o frio aumentasse em várias regiões do Sul e do Sudeste. Para o fim de semana a tendência é de elevação da temperatura com o afastamento do ar polar do Brasil. Porém, a noite ainda será fria. As nuvens de uma frente fria começam a sair do Espírito Santo neste sábado e o sol reaparece,mas entre muitas nuvens. A madrugada será fria e pode ocorrer novo recorde no sábado ou no domingo.

O sol fica mais forte no fim de semana e a temperatura sobe.