Posts com a Tag ‘Rondonópolis’

+ aumentar e diminuir fonte -
Secura no Centro-Oeste e no Sudeste continua
quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Níveis de umidade muito baixos, até abaixo dos 10%, voltaram a ser observados em várias áreas do Centro-Oeste e do Sudeste do Brasil. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 9% de umidade no ar à tarde em Coxim, no norte de Mato Grosso do Sul. Em São Gabriel do Oeste, o nível de umidade chegou aos 10%, às 16h. Pelos padrões da Organização Mundial da Saúde, níveis de umidade do ar iguais ou menores do que 11% representam uma situação de emergência para a secura do ar. Na capital, Campo Grande, a umidade baixou para 12%.

Em Goiás, a umidade relativa às 16h era de 11% em São Simão, 12% em Caiapônia, Aragarças e em Itumbiara. A região de Rondonópolis, em Mato Grosso, Ariranha, em São Paulo, Sidrolândia e Costa Rica, em Mato Grosso do Sul também estavam com 12% de umidade. O aeroporto de São José do Rio Preto, no noroeste de São Paulo, também registrou 12% de umidade no ar.

Nesta sexta-feira e no fim de semana, o ar permanece muito seco. Índices de alerta ou até de emergência poderão ser novamente registrados no Sudeste e no Centro-Oeste. 

 

 

 

Secura no Centro-Oeste e no Sudeste
quarta-feira, 28 de agosto de 2013

A forte massa de ar seco polar que avançou até o centro-sul de Goiás determina uma tarde de tempo ensolarado e com umidade muito baixa em Goiânia nesta quarta-feira (28).Por volta de 16h os termômetros registravam 28 graus no aeroporto Santa Genoveva, onde a umidade relativa do ar era de apenas 10%. Quando a umidade fica abaixo de 11%, é determinando uma situação de emergência de acordo com os padrões da Organização Mundial de Saúde. 

Às 15h, de Brasília, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 11% de UR em Guiratinga (MT), Rondonópolis (MT), em Silvânia (GO) e também em Aragarças (GO).

Às 16 horas, pela medições dos aeroportos locais, Belo Horizonte estava com 12% de umidade no ar, Cuiabá (MT) e Uberlândia (MG) registraram 13% de umidade, Anápolis (GO) e Campo Grande (MS) com 14% de umidade no ar.

Secura continua

Nos próximos dias, o ar vai continuar muito seco no Sudeste e no Centro-Oeste do Brasil. O ar polar intenso se afasta, o que vai facilitar a elevação da temperatura. O aumento do calor à tarde vai deixar o ar ainda mais seco.

A maioria das áreas do Sudeste e do Centro-Oeste vão ficar sem chuva pelo menos nos próximos 5 dias.

Ar seco no sudeste matogrossense (MT)
sábado, 27 de julho de 2013

Massa de ar seco atua forte no Centro-Oeste, principalmente no sudeste do estado de Mato Grosso. Segundo as medições do INMET, a umidade relativa do ar está em 26% em Guiratinga e 28% em Rondonópolis, onde durante o período da tarde chegou a 16% e 18%, respectivamente. Sem previsão de chuva, o tempo seco deverá se manter nestas áreas pelo menos nas próximas duas semanas.

Instabilidade no centro-sul matogrossense (MT)
domingo, 2 de junho de 2013

Áreas de instabilidade associadas ao avanço de uma frente fria provoca temporais no centro-sul do estado de Mato Grosso. Segundo as medições do INMET, rajadas de até 55km/h foram observadas em Rondonópolis, com chuva horária de 12,6mm. Em Campos de Lacerda, choveu 11,4mm e em Cáceres, o volume de chuva foi de 23,0mm nas duas últimas horas.

Temporal em Rondonópolis (MT)
segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Nuvens muito carregadas cresceram ao longo da madrugada no sul de Mato Grosso. Um temporal caiu agora há pouco em Rondonópolis, cidade perto de Cuiabá. Segundo informações do INMET, a chuva acumulou 25,2mm em apenas duas horas, entre 06h e 08h. As rajadas de vento chegaram a 54 km/h. Ainda chove neste momento e a temperatura é de 22ºC.

Chuva volumosa em MT, DF, MG e BA
terça-feira, 6 de novembro de 2012

Como já vinha sendo previsto desde a semana passada, grandes áreas de instabilidade se formaram na Bahia, no Sudeste e no Centro-Oeste, com a passagem de uma frente fria que agora está parada sobre a Bahia.

Nas últimas 24 horas, a chuva foi bastante volumosa em áreas de Mato Grosso, Distrito Federal, do norte de Minas Gerais e no sul da Bahia. Entre 10 horas de segunda e 10 horas desta terça-feira, 6 de novembro, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 89,9 milímetros de chuva sobre Rondonópolis (MT), 75,1 milímetros na região de Janaúba (MG),  64,2 milímetros em Pedra Azul (MG). Em Vitória da Conquista, no sul da Bahia, choveu quase 117 milímetros entre 16h de ontem e 16 horas desta terça-feira. Vai chover mais até o fim da semana nestes estados e outras cidades também poderão registrar chuvas intensas.

 

 

Chuva em Rondonópolis – MT
sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Nuvens carregadas cobrem a região de Rondonópolis e provocam chuva fraca a moderada. A temperatura está em 21 graus.

Chuva volumosa sobre Mato Grosso
quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Em Mato Grosso, o excesso de calor e a umidade alta formaram grandes áreas de nuvens carregadas que provocaram a chuva forte. A chuva foi mais volumosa na região de Rondonópolis. O Inmet registrou quase 75 milímetros entre 10 horas do dia 24 e 10 horas de 25 de janeiro.Em Matupá choveu 62 milímetros no mesmo período. O total acumulado em Rondonópolis desde o início do mês já está em torno dos 320 milímetros. Janeiro é época de muita chuva sobre o Mato Grosso e chuvas volumosas e fortes são comuns por todo o estado. As pancadas de chuva continuam frequentes nos próximos dias por todo o Mato Grosso, mas até a sexta-feira, o risco de temporais é maior no sul do Estado, inclusive sobre a Grande Cuaibá, e também nas áreas próximas da Bolívia.

Rondonópolis (MT): mais de 150 mm de chuva em 24 h
terça-feira, 10 de janeiro de 2012

De ontem para hoje, a chuva caiu forte e volumosa sobre Rondonópolis, uma das maiores cidades de Mato Grosso, perto da divisa com o sul de Goiás. Segundo a medição do Inmet – Instituto Nacional de Meteorologia, entre 10 horas do dia 9 e 10 horas desta terça-feira choveu 153 milímetros. Esta quantidade é muito elevada e corresponde a pelo menos 50% da média normal de chuva para região.

Todo o Estado de Mato Grosso está com tempo úmido, com muita nebulosidade e condições para a chuva nesta terça-feira, mas não houve registro de chuvas volumosas em outras áreas do Estado, como aconteceu em Rondonópolis. Na capital, Cuiabá, o céu estava nublado por volta das 11 horas (de Brasília) e chovia fraco.

Muita chuva em Rondonópolis – MT
terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Nuvens bastante carregadas se formaram sobre a região de Rondonópolis. Segundo o INMET choveu cerca de 40 mm nas últimas 3h. Faz 22 graus.