Posts com a Tag ‘Sao Luiz Gonzaga’

+ aumentar e diminuir fonte -
Calor e pancadas de chuva sobre o Sul
quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Uma acentuada queda da pressão atmosférica gerou áreas de instabilidade que espalharam nuvens carregadas sobre o Uruguai, no nordeste da Argentina, no Sul do Brasil e sobre o Paraguai. A linha de cumulonimbus que se formou sobre o Uruguai provocou chuva intensa no Chuí, no sul do Rio Grande do Sul no fim da manhã. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 30 mm entre 11h e 13h. Sobre Santiago, no oeste do Rio Grande do Sul, foram 34 mm em apenas 1 hora, entre 15 e 16 horas que causaram vários alagamentos. Logo depois, entre 16h e 17h, choveu 33 m sobre São Luiz Gonzaga . Em Santo Augusto choveu 25 mm entre 18h e 19h e em Frederico Westphalen choveu 28 mm entre 19h e 20h.

A animação mostra a nuvens carregadas avançando sobre  Rio Grande do Sul.

Nesta quinta-feira, novas áreas de instabilidade crescem o Sul. Uma frente fria fraca passa pelo oceano e não causa grande queda da temperatura na Região. A chuva deve aumentar no fim de semana.

Veja a previsão para o Sul. Acompanhe o deslocamento das nuvens carregadas pelas imagens de satélite.

Temporais continuam no Sul – risco de granizo
domingo, 10 de novembro de 2013

Fortes áreas de instabilidade se formaram no fim de semana entre a Argentina, o Uruguai e o Sul do Brasil. Como já era esperado, houve uma queda muito acentuada da pressão atmosférica, o que é característico da formação de áreas de tempestade.

Estas áreas de instabilidade ainda atuam sobre o Sul nesta segunda-feira, se organizam como uma frente fria  e vão provocar mais tempestades nos três estados, com chuva intensa, ventania e granizo.

O mapa mostra a pressão do ar nos aeroportos às 18h (hora de Brasília) do domingo. Valores de pressão atmosférica abaixo de 1000 hPa são típicos de tempestades. O centro de baixa pressão de furacões e tufões são abaixo de 1000 hPa.

A sequência de imagens de satélite mostra o crescimento e o deslocamento das áreas de nuvens carregadas sobre entre a Argentina e o Uruguai e que em seguida avançaram sobre o Rio Grande do Sul. Note que foram dois eventos de temporais.

O Instituto Nacional de Meteorologia registrou rajadas de vento de 90 km/h em Teutônia, ás 16h, hora de Brasília. Entre 8h e 9h, rajadas de 89 km/h e 87 km/h ocorreram em Quaraí e às 10h uma rajada de vento alcançou 87 km/h em Dom Pedrito. Todas estas cidades ficam no Rio Grande do Sul e as rajadas ocorreram devido a presença das nuvens muito carregadas que se desenvolveram com a baixa pressão do ar e o calor. A temperatura no domingo atingiu 36°C em São Luiz Gonzaga (RS), 35,7°C em Urussanga (SC) e 37,4°C em Diamante do Norte (PR). Houve queda de granizo na região serrana do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

O Inmet registrou quase 100 mm de chuva sobre Santana do Livramento entre 6h e 18h do domingo. No mesmo período, Dom Pedrito acumulou 90 mm, Bagé 53 mm e Canguçu 47 mm. 

As manchas em vermelho intenso e rosa forte indicam sinais extremos do radar meteorológico associados com chuva intensa e potencial para granizo.

Mais calor e menos umidade no Sul do Brasil
terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Umidade do ar baixa

Uma massa de ar seco vem predominando sobre o Sul do Brasil. Os níveis de umidade do ar baixaram ainda mais nesta terça-feira, alcançando índices abaixo dos 20% na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai. Em Quaraí, a umidade relativa do ar atingiu apenas 16%, por volta das 15 horas, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia. Muitas áreas do interior gaúcho, do oeste de Santa Catarina e do Paraná, registraram durante a tarde níveis de umidade entre 20% e 30%, que são baixos esta época do ano.

Com a umidade do ar baixa, poucas nuvens estão se formando sobre a Região Sul e o sol aparece forte praticamente o dia todo. Este ar seco vai predominar sobre o Sul do Brasil até a sexta-feira e até lá, a chance de alguma chuva é remota. As condições para chuva vão aumentar no próximo fim de semana, quando uma nova frente fria chega a região.

Mais calor

O Sul do Brasil está quente e vai esquentar mais ainda até o fim da semana. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou nesta terça-feira 34,8ºC em Porto Alegre, a segunda temperatura mais alta de 2013. Em Florianópolis, a temperatura máxima das 16 horas foi de 29,7ºC e em Curitiba, de 24,9ºC. Em São Luiz Gonzaga, no oeste gaúcho, a temperatura chegou aos 37ºC.

Até o fim da semana, antes de chegar a nova frente fria, os termômetros vão se aproximar um pouco mais dos 40ºC em algumas áreas do Sul do Brasil.

Mais chuva no Sul do Brasil
quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Depois de um novembro marcado por seca, com chuvas abaixo do normal, dezembro começou com chuvas regulares sobre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os temporais estão sendo freqüentes. Os volumes de chuva acumulados em 12 dias já superam a média de referência para o mês em várias áreas do centro, oeste e norte gaúcho, e áreas do planalto, serra e sul catarinense. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, a região de Cruz Alta, no planalto gaúcho, acumulou mais 52 milímetros de chuva entre 11 e 12 de dezembro. O total acumulado em 12 dias era de aproximadamente 190 milímetros, para uma média de 150 milímetros. Na região de São Luiz Gonzaga já choveu quase 200 milímetros, 12 dias, já superando um pouco a média normal de chuva de dezembro. Em Porto Alegre já choveu 79 milímetros, em 12 dias, o que corresponde a 78% do volume médio de chuva para dezembro.

Novas áreas de instabilidade passaram sobre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina nesta quarta-feira e provocaram mais chuva no Estado. Outra frente fria avança sobre o Sul nesta quinta-feira e aumenta ainda mais as condições para chuva. Há risco de chuvas volumosas e fortes em todo o Sul, mas principalmente para o oeste dos Estados.

S. Luiz Gonzaga (RS): mais de 60 mm em 4 horas
segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A chuva não para em São Luiz Gonzaga, no oeste  gaúcho, e continua forte. Em apenas  4 horas, entre 5 horas da madrugada e 9 horas da manhã, já choveu 63 milímetros, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia. Quase toda a chuva até agora caiu entre 7 e 8 horas, que teve um acumulado de 42 milímetros.

Temporal no oeste do Rio Grande do Sul
segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Nuvens muito pesadas cresceram no oeste do Rio Grande do Sul e estão provocando temporais na região. Segundo medições do INMET, em apenas uma hora, entre 07h e 08h (horário brasileiro de verão), choveu 42,2 mm em São Luiz Gonzaga, 24,8 mm em Santa Rosa e 19,8 mm em São Borja. Essas nuvens carregadas ainda provocam temporais neste momento em áreas do oeste, centro, norte e noroeste gaúchos.

Porto Alegre registra menor temperatura de 2012
terça-feira, 5 de junho de 2012

Porto Alegre registra menor temperatura de 2012

Esta terça-feira está sendo típica de inverno para os gaúchos, com frio intenso mesmo com a presença do sol. Porto Alegre registrou a temperatura mais baixa de 2012 até agora. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia fez 6,7ºC na madrugada, na região do Jardim Botânico, zona norte da cidade. O recorde anterior de frio era de 7,3ºC, em 14 de maio.

Às 15 horas, o aeroporto Salgado Filho registrava 15ºC. A tarde desta terça-feira poderá ser a mais fria do ano, até agora, com temperatura máxima ainda mais baixa do que a de ontem. A máxima registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia foi de 17,4ºC, a menor temperatura máxima do ano até agora.

 

Temperatura abaixo de zero e geada moderada no Sul

O ar polar voltou a entrar forte sobre o Sul do Brasil fazendo a temperatura despencar. O frio intenso provocou geada até de moderada intensidade em áreas do Rio Grande do Sul..

O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 0,4ºC abaixo de zero em Cambará do Sul. Geou com moderada intensidade em Cambará do Sul, Santa Maria, Bom Jesus e Santana do Livramento. A geada foi fraca em Caxias do Sul, São Luiz Gonzaga, Passo Fundo e Lagoa Vermelha.

Nos próximos três dias, o frio será muito mais intenso no Sul do Brasil e os três estados poderão registrar geadas de forte intensidade que causam danos às áreas agrícolas.

 

Calorão no Rio Grande do Sul
quinta-feira, 8 de março de 2012

Calorão no Rio Grande do Sul

O ar voltou a ficar muito quente sobre o Rio Grande do Sul e as temperaturas estão bastante elevadas desde o começo desta semana. Por volta das 11 horas desta quinta-feira, os aeroportos de Santa Maria e de Uruguaiana registravam 32ºC. Na capital, Porto Alegre, o aeroporto Salgado Filho registrava 29ºC.

Com o sol forte o dia todo, durante a tarde de hoje muitas áreas do Rio Grande do Sul voltarão a registrar um calor de quase  40ºC, como ocorreu na tarde de ontem. No aeroporto de Santa Maria, a temperatura ontem chegou aos 39ºC. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 36,5ºC em Porto Alegre, mas bem abaixo do recorde de calor para este ano que é de 39ºC, em 19 de fevereiro.

O oeste do Estado vem tendo dias extremamente quentes. Ontem, a temperatura em São Luiz Gonzaga alcançou 38 ºC e em Uruguaiana fez 37,9ºC, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia. No sul gaúcho, a região de Alegrete teve calor em torno dos 36ºC.

Calor diminui só amanhã

O ar muito quente e seco que vem predominando sobre todo o Sul do Brasil vem causando um bloqueio atmosférico, impedindo que as frentes frias avancem normalmente sobre a Região. As frentes frias estão sendo desviadas para o alto-mar ainda no extremo sul gaúcho provocando alguma chuva só nesta região do Rio Grande do Sul.

Nesta sexta-feira, uma frente fria estará passando ao largo do litoral gaúcho, mas sem força para causar chuva significativa. A previsão é de ocorram algumas poucas pancadas de chuva a partir da tarde no na serra, no planalto e noroeste gaúcho. Não deve chover na Grande Porto Alegre e nem nas demais regiões gaúchas.

Mesmo sem muita chuva, a passagem desta frente fria vai deixar ventos de origem polar sobre o Rio Grande do Sul, que vão aliviar o calor. Não dá para dizer que vai esfriar, mas apenas que o ar vai ficar menos quente.

O alívio do calorão será por pouco tempo. O fim de semana será quente e com pouca chuva para os gaúchos.

ar voltou a ficar muito quente sobre o Rio Grande do Sul e as temperaturas estão bastante elevadas desde o começo desta semana. Por volta das 11 horas desta quinta-feira, os aeroportos de Santa Maria e de Uruguaiana registravam 32ºC. Na capital, Porto Alegre, o aeroporto Salgado Filho registrava 29ºC.

Calorão no Rio Grande do Sul
quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O Rio Grande do Sul só esquentou desde o começo da semana, apesar da madrugada fria no domingo passado.A temperatura hoje já chegou aos 37ºC na região de Santa Maria e de Uruguaiana. Na região de São Luiz Gonzaga, o calor também foi de quase 37ºC. Às 4 horas da tarde, a região de Pelotas estava com 34ºC e em Porto Alegre, o aeroporto Salgado Filho estava com 35ºC.

O calor vai continuar intenso  nos próximos dias no Rio Grande do Sul e também em Santa Catarina e no Paraná. Uma massa de ar quente está ganhando força sobre o Sul do Brasil e vai manter a temperatura elevada durante todo o Carnaval.  Uma frente fria deve mudar o tempo na fronteira com o Uruguai na segunda-feira de Carnaval, mas até lá,  os termômetros devem ser aproximar dos 40ºC no interior do Rio Grande do Sul.

Florianópolis tem tarde mais quente desde março de 2006/Curitiba: segunda tarde mais quente de 2011
quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Como todo o Sul do Brasil, Florianópolis ferveu de novo sob o sol forte e o ar quente desta quarta-feira. A capital de Santa Catarina se despediu de uma fria primavera batendo o recorde de calor para 2011 e também dos últimos seis anos. A temperatura na tarde de 21 de dezembro de 2011 chegou aos 35,6ºC em Florianópolis, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet. Foi a tarde mais quente na cidade desde o dia 24 de março de 2006 quando o calor também chegou aos 35,6ºC.

Veja as maiores temperaturas em Florianópolis nos últimos anos

2011 (até 21 de dezembro): 35,6ºC

2010: 34,7ºC – 7 de fevereiro

2009: 34,8ºC – 30 de janeiro

2008: 33,2ºC – 11 de janeiro e 22 de maio

2007: 34,0ºC – 28 de dezembro

2006: 35,6ºC – 24 de março

Curitiba tem segunda tarde mais quente de 20011

O calor desta quarta-feira foi muito intenso também no Paraná. Segundo o Inmet, a temperatura em Curitiba chegou aos 32ºC fazendo da tarde deste 21 de dezembro a segunda mais quente de 2011. Até agora, o recorde de calor na capital paranaense é de 32,5ºC, em 30 de setembro.

No interior do Paraná, a temperatura chegou aos 39ºC em Cidade Gaúcha, no noroeste do Estado. Em Santa  Catarina, a maior temperatura registrada pelo Inmet foi de 37ºC em Indaial. Já no Rio Grande do Sul, a maior temperatura nesta quarta-feira foi de 39,7ºC, em São Luiz Gonzaga. Em Porto Alegre a máxima foi de 33,9ºC.

Verão começa com muito calor

Uma massa de ar quente ganhou força esta semana sobre o Sul do Brasil e vem deixando a temperatura muito elevada nos três estados. Este ar quente está espalhado ainda sobre o Paraguai, Uruguai e no centro-leste e norte da Argentina. Temperaturas de até 40ºC voltaram a ser registradas no Sul do Brasil, como já havia ocorrido ontem. Em Muitas localidades da no norte da Argentina, o calor superou os 40ºC.

O Sul do Brasil entra no verão com esse ar quente. A nova estação tem início às 3h30 da madrugada desta quinta-feira, 22 dezembro, pelo horário de Brasília. As temperaturas continuam muito elevadas e novas recordes de calor poderão ser observados na primeira tarde do verão. Mas também há risco temporais, especialmente no Rio Grande do Sul, com o forte contraste térmico provocado pela chegada de uma frente fria. A partir de sexta-feira, as áreas de instabilidade da frente fria se espalham mais pelo Sul do Brasil e há risco de temporais nos três estados. O calor diminui. O fim de semana do Natal será marcado por predomínio de céu nublado e chuva. Uma massa de ar polar moderada entra Região Sul e derruba a temperatura. Muita gente no Sul do Brasil vai dormir de cobertor neste Natal.