Posts com a Tag ‘Sudeste’

+ aumentar e diminuir fonte -
Produção de cana diminui em períodos secos
segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Com o tempo seco os produtores de cana-de-açúcar de SP ficam preocupados! Muitos acabam tendo que abandonar as suas próprias chácaras. Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos dias em todo o Brasil.

 

Temporal em Buenos Aires, ar seco no Brasil, calor no Sul
domingo, 24 de agosto de 2014

Uma Baixa Pressão sobre o nordeste da Argentina provocou pancadas de chuva e trovoadas em Buenos Aires na manhã deste domingo e o sistema avança lentamente para o Uruguai. Sendo de baixa pressão, este sistema é responsável por conduzir ar quente e seco continental para o Sul e Sudeste, contribuindo para baixa umidade relativa e elevação de temperatura durante o dia. O sistema deve avançar sobre o sul e oeste do Rio Grande do Sul entre a tarde e o final do dia, provocando pancadas de chuva, dando origem a um sistema frontal que deverá afastar para o mar. Massa de ar de origem polar deverá atuar sobre o Sul na terça-feira, provocando nova queda de temperatura.

Centro-sul do Brasil ainda terá nevoeiro
quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A quinta-feira vai amanhecer cheia de nevoeiros entre o Sul e o Sudeste do Brasil. No inverno é comum a observação do fenômeno por causa do resfriamento durante a madrugada.

A presença de uma circulação em sentido anti-horário (anticiclone) de ventos em níveis médios da atmosfera vai trazer o ar mais frio e mais seco desses níveis aqui para a superfície, movimento chamado de subsidência. Isso faz com que as noites e madrugadas sejam frias e esse resfriamento aumenta a umidade relativa do ar durante a noite (tecnicamente, a temperatura do ar se aproxima da temperatura do ponto de orvalho). O aumento da umidade relativa favorece a formação dos nevoeiros no final da madrugada e no começo da manhã.

Essa situação será observada nesta quinta-feira entre Santa Catarina e Rio de Janeiro. Ou seja, aeroportos podem ter sua visibilidade reduzida e até suas atividades prejudicadas nas capitais Florianópolis, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro, e nas áreas entre o Vale do Itajaí e o Sul e Zona da Mata de Minas Gerais.

Sol e calor na cidade de São Paulo
quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Atualizado em 20/08/2014 às 15h30

O sistema de alta pressão atmosférica em níveis médios (500hPa) garante o predomínio de sol durante grande parte do dia em São Paulo. As manhãs ainda seguem com a presença de nevoeiro, que se dissipa rápido com a presença do sol e a elevação da temperatura.

Imagem do canal do infravermelho realçada

As temperaturas já estão mais agradáveis durante as tardes, mas as madrugadas ainda seguem com os termômetros um pouco baixos e alguma sensação de frio.

A presença do bloqueio atmosférico, impede a passagem de sistemas mais organizados pelo Sul e pelo Sudeste. Na Região Metropolitana de São Paulo o sol já vai aparecendo mais e a nebulosidade diminuindo. Com o maior período de sol, as temperaturas vão aumentando. No entanto, a presença do ar seco faz a umidade relativa do ar cair.

Modelo de previsão do tempo - Ventos e geopotencial em níveis médios (500hPa)

 

Neste fim de semana o tempo firme persiste em São Paulo. As temperaturas sobem e faz calor à tarde. As máximas podem chegar aos 30°C.

As mudanças nas condições do tempo virão na próxima semana. A aproximação de uma frente fria vai mudar o céu de São Paulo. O tempo firme dará lugar à nebulosidade e o frio irá predominar ao invés do calor.

O meteorologista César Soares comentou a previsão de mudança para o Sudeste na próxima semana no Climatempo News. Confira no vídeo abaixo.

Veja como vai ficar o mar no fim de semana
terça-feira, 19 de agosto de 2014

atualizada 22/08/2014

Nesta sexta-feira a agitação marítima diminui bastante na costa do Sul e de São Paulo. No litoral do Rio de Janeiro a agitação ainda é intensa, mas a tendência é de diminuição da altura das ondas a partir da tarde. Pela manhã ainda são esperadas ondas de até 2 metros. No litoral do Espírito Santo o mar se agita e ondas devem chegar a 2 metros em muitas praias do centro-sul capixaba, inclusive na região de Vitória. Nas praias da Bahia, de Sergipe e de Alagoas o mar sobe no decorrer do dia e são esperadas ondas de até 1,5 metro a partir da tarde.

O fim de semana ainda começa com mar agitado na costa leste do Nordeste. As ondas devem passar de 1,5m na faixa litorânea, entre Sergipe e a Paraíba. No Sudeste a agitação marítima diminui bastante.

Veja o que diz o meteorologista César Soares:

Umidade relativa do ar cai no Centro-Norte
terça-feira, 19 de agosto de 2014

Atualizado em 20/08/2014 às 16h20

O ar seco provoca a queda da umidade relativa do ar em diversas áreas do centro-norte do Brasil. A cidade de Alta Floresta em Mato Grosso já registra valores de 20% o que já é considerado estado de alerta, segundo informações da Organização Mundial da Saúde. Em Porto Velho (RO) a condição é mais crítica, com valores de umidade relativa do ar de 17%. Em Manaus (AM) a tarde está ensolarada, com temperatura alta e umidade baixa. Às 15 horas os termômetros registravam 37 graus no aeroporto internacional Eduardo Gomes, onde a umidade relativa do ar era de apenas 27%.

Um grande e forte sistema de alta pressão em níveis médios da atmosfera (cerca de 5km de altura) se estabeleceu na região do Cone-Sul da América do Sul. Este sistema apresenta uma circulação de vento no sentido anti-horário do ponteiro dos relógios e tem como característica o predomínio de correntes de ar subsidente (correntes de ar que apresentam movimento descendente dos níveis médios da atmosfera em direção à superfície), especialmente em sua porção mais central. O sistema bloqueia as frentes frias no extremo sul do continente e dificulta a formação de instabilidades sobre grande parte do continente.

Modelo de previsão do tempo - Ventos e geopotencial em níveis médios (500hPa)

 

Até o fim de semana esta grande massa seca facilita a elevação da temperatura e a queda acentuada de umidade no período da tarde. Tal condição de tempo quente e seco deverá ser observada em praticamente toda a Região Sul, nos estados do Sudeste e do Centro-Oeste, no sul da Amazônia, no sul do Pará, no Tocantins, no oeste da Bahia, no centro-sul do Maranhão e do Piauí.

Com a persistência do tempo seco, aumenta o risco de surgimento de novos focos de queimadas. É o que aconteceu na divisa entre o Amazonas e o Pará. Na imagem de satélite é possível ver a presença de fumaça.

Imagem de satélite no canal do visível - Destaque para a área com fumaça

 

Somente na última semana de agosto é que o tempo muda no centro-sul do País e deve voltar a chover com o avanço de uma forte frente fria pela América do Sul.

 

O meteorologista César Soares comentou a presença do bloqueio atmosférico no Climatempo News. Confira no vídeo abaixo.


Quer saber mais sobre subsidência de ar e inversão térmica? Clique aqui e confira o Explicando o Tempo com a Maria Clara!

Nebulosidade aumenta no setor leste do Sudeste
segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Massa de ar seco predomina sobre grande parte do país mas algumas áreas do Sudeste ainda ficam sujeitas ao aumento de nebulosidade nesta segunda-feira, principalmente Vale do Paraíba paulista, estados do Rio, do Espírito Santo e Zona da Mata mineira, que podem ter chuva fraca durante o dia. Além da Alta Pressão sobre o mar mantendo vento de leste, trazendo umidade para o continente, há uma pequena Baixa Pressão ao largo da costa paulista que mantêm condições para a instabilidade.

Mar agitado e ressaca no Sul e no Sudeste
terça-feira, 12 de agosto de 2014

A frente fria que está mudando o tempo no centro-sul do Brasil está associada a um grande ciclone extratropical que se aprofunda no oceano, ao largo da costa da Argentina. Este sistema de baixa pressão provoca vento forte e força o mar a subir bastante também nas regiões costeiras. As ondas grandes chegam ao Sul do País a partir desta quarta-feira (13).

No Rio Grande do Sul o mar sobe bastante ao longo do dia e são esperadas ondas de até 2,5 metros.  Na quinta-feira, a altura das ondas diminui um pouco, mas o mar ainda fica agitado, com ondas entre 1,5 e 2 metros.

Em Santa Catarina o mar também sobe bastante e o dia deve terminar com ondas de até 3 metros, com risco de ressaca no litoral sul catarinense. Na quinta-feira, a agitação marítima ainda é significativa e muitas praias ainda devem ter ondas de 2 a 2,5 metros .

Para o litoral do Paraná a expectativa é de ondas chegando a 2 metros no final de tarde à noite. Na quinta-feira, a altura das ondas diminui um pouco, mas o mar ainda fica agitado, com ondas por volta de 1,5 metro

No Sudeste a agitação marítima aumenta a partir da tarde da quarta-feira e se estende ao longo da quinta-feira (14)

No litoral de São Paulo, as ondas sobem bastante e o dia termina com ondas de até 2 metros. Na quinta, as ondas seguem grandes e devem ficar entre 1,5 e 2 metros.

Nas praias do Rio de Janeiro, o mar se agita no final do dia e as ondas atingem 1,5 metro na noite da quarta-feira. Na quinta, as ondas sobem bastante, devendo atingir até 3 metros e há risco de ressaca.

Na sexta-feira (15) a altura das ondas diminui, mas no sábado, o mar volta a subir bastante, principalmente na costa do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. Nos dois Estados as ondas devem passar de 2 metros.

Centro-sul passará por onda de frio nesta semana
segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Após a passagem de uma frente fria pelo Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil o ar polar encontrará condições favoráveis para avançar sobre as regiões e trazer o frio.

As temperaturas caem bastante principalmente sobre o Rio Grande do Sul e serra catarinense nesta quarta-feira. O ar polar também incentiva o tempo mais aberto ao longo das noites e madrugadas o que favorece a temperatura a cair. Há o risco inclusive para geada e de forma generalizada.

Mapa de previsão de geada entre a noite de quarta-feira (13) e a madrugada de quinta-feira (14)

Entre a noite de hoje e a madrugada de quarta-feira (13) já há condições para geada. Com a intensificação do ar polar a área com risco de geada amplia sobre a Região Sul, há inclusive o risco para Curitiba.

As temperaturas caem bastante inclusive no Sudeste, há a possibilidade de recordes de frio de 2014 serem batidos.

Semana começa com sol e umidade baixa no RJ
segunda-feira, 11 de agosto de 2014

O ar seco volta a predominar sobre o Sudeste do Brasil no início desta semana. O sol já brilha forte no Rio de Janeiro e incentiva a temperatura a subir rápido. Na segunda-feira (12) a umidade relativa do ar já cai bastante em todo o Estado. O tempo aberto favorece a rápida elevação da temperatura e faz calor durante a tarde.

A subsidência do ar seco das camadas mais superiores da atmosfera, ou seja, o ar descendo das camadas mais altas para as camadas mais baixas, inibe a formação de nebulosidade e favorece a queda da umidade relativa do ar ao longo das tardes.

Imagem de satélite do canal do infravermelho realçado

 

No entanto, o tempo seco não ficará por muito tempo sobre o Sudeste. A terça-feira (12) ainda será de sol e calor no Estado do Rio de Janeiro, a umidade relativa do ar pode chegar às faixas de atenção. Já na quarta-feira (13) uma frente fria passará pelo Sudeste e vai organizar nuvens carregadas sobre todo o centro-sul fluminense. Há o risco de temporais principalmente sobre o Vale do Paraíba, Região Serrana e Grande Rio.

Durante a semana as áreas de chuva perdem intensidade e o ar polar começa a predominar. As temperaturas caem bastante ao longo das madrugadas e há a possibilidade de novos recordes de frio.


Confira a previsão completa para toda a Região Sudeste.