Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Há risco de mais tornados esta semana?

25/11/2015 às 00:38
por Josélia Pegorim

Atualizado 25/11/2015 às 14:21

Na semana passada, entre os dias 19 e 20 de novembro foram confirmados três tornados no Sul do Brasil: em Santa Catarina, na cidade de Treze Tílias e na zona rural de Chapecó (SC) e em Marechal Cândido Rondo, no oeste do Paraná.

 

 

 

 

 

 

A queda de árvores e de postes com um temporal que ocorreu no dia 23 de novembro em Amambaí, no sul de Mato Grosso do Sul, levantou suspeitas de que um tornado também pudesse ter passado pela região. A chuva voltou a cair de forma torrencial sobre a região nesta terça-feira. Foram 90 mm entre 6 e 9 horas segundo o Instituto Nacional de Meteorologia.

 

 

 

A formação das nuvens extremamente carregadas que geraram os tornados da semana passada esteve diretamente relacionada com uma queda da pressão atmosférica muito acentuada entre o norte da Argentina e o Paraguai. O centro de baixa pressão persistiu por vários dias gerando sucessivas ondas de temporal sobre o Sul do Brasil e que se deslocaram também sobre os estados de São Paulo e de Mato Grosso do Sul.

 

Tornados em SC e PR - 21 novembro 2015

 

 

 

O centro de baixa pressão atingiu valores um pouco abaixo de 1000 hPa. Em qualquer lugar do planeta, valores de pressão desta ordem são associados a tempestades severas. Os meteorologistas redobram a atenção quando encontram um centro de baixa pressão intenso, abaixo de 1000 hPa, porque sabem que este tipo de situação meteorológica gera temporais severos, nuvens extremamente carregadas que podem conter tornados. Vale lembrar que fenômenos atmosféricos como tornados, furacões, tufões e ciclones tropicais são regiões onde a pressão do ar fica muito baixa, em geral abaixo de 1000 hPa.

 

 

A situação observada esta semana é semelhante à semana passada. Um novo centro de baixa pressão bastante intenso persiste sobre o Paraguai e o norte da Argentina formando vários aglomerados de nuvens muito carregadas associadas com tempestades severas. Foi o que se viu nestes últimos dois dias e o que ainda se verá por toda a semana no centro-sul do Brasil.

 

 

Com a presença deste centro de baixa pressão, não se pode descartar que novos tornados apareçam até o fim da semana nos estados do “corredor de tornados” do Brasil: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

 

 

No mapas animados, a letra B indica o centro de baixa pressão do ar. A imagem de satélite mostra aglomerados de nuvens muito carregadas (manchas vermelhas) que se formam novamente na noite de 24 de novembro entre o Paraguai, o Paraná e o Mato Grosso do Sul. Muitas áreas de instabilidade como estas serão formadas no decorrer da semana atingindo também os demais estados do Sul.

 

 

 

Confira o comentário da meteorologista Josélia Pegorim

 

 

 

Não confunda tornado com furacão!

CCM e os sistemas severos na construção civil