Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

O que gerou as grandes ondas no litoral de SC?

17/10/2016 às 15:58
por Josélia Pegorim

O domingo, 16 de outubro,teve sol forte e calor de até 36°C no litoral sul de Santa Catarina, mas terminou em temporal, com ventos que passaram dos 100 km/h. O Instituto Nacional de Meteorologia, em Laguna, na região do cabo de Santa Marta, uma rajada de vento chegou aos 105 km/h às 18 horas e em seguida, as 19 horas , outra rajada alcançou aos 92 km/h.

 

Quem estava na praia de Balneário Rincão foi surpreendido por uma grande e rápida elevação das ondas, que invadiu a faixa de areia, arrastou carros e tudo que estava na frente, causando um grande prejuízo.

A Defesa Civil de Santa Catarina confirmou que o fenômeno que ocorreu no litoral sul de Santa Catarina foi um "tsunami meteorológico". O que aconteceu no litoral sul de Santa Catarina foi mais parecido com uma forte e curta ressaca, uma grande maré alta. Porém, a semelhança com o nome do fenômeno usualmente chamado de tsumani gerou grande confusão e assustou o público em geral.

 

O que chamamos de "tsunami meteorológico" é uma rápida e grande onda gerada pela atuação de intensas rajadas de aglomerados de nuvens cumulonimbus que passam sobre uma região litorânea. Linhas de instabilidade contém estes aglomerados e podem gerar um "tsunami meteorológico.

A agitação marítima provocada por este fenômeno ocorre numa região bastante restrita, apenas onde por onde estão passando as nuvens cumulonimbus.

A animação mostra as nuvens muito carregadas que passaram pelo sul de Santa Catarina e provocaram a ventania.

 

 

 

 

Este fenômeno é muito diferente do fenômeno tsunami mais conhecido, que é uma grande e poderosa onda, com uma força extrema, que é gerada a partir de abalos sísmicos subaquáticos, que podem ser provocados por um vulcão submarino ou o movimento de placas tectônicas. A grande onda (que á tradução da palavra japonesa tsunami) avança de alto-mar para a praia, invadindo o continente a dentro por dezenas de quilômetros.

 

O tsunami meteorológico também não pode ser confundido com o swell que são conjuntos de grandes ondas que viajam quilômetros sobre a superfície oceânica. A chegada destas ondas à praia causa as ressacas e grandes prejuízos materiais.

 

O swell é provocado pela ventania gerada por ciclones extratropicais, tufões, furacões ou grandes sistemas de alta pressão atmosférica. O swell é gerado por sistemas meteorológicos de grande escala, que atuam por vários dias, e não por uma tempestade que persistente por algumas horas.

 

Veja a explicação da meteorologista Josélia Pegorim