Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ciclone extratropical provoca ventania entre o RS e o RJ

21/07/2015 às 12:07
por Josélia Pegorim

Fortes rajadas de ventos começaram a ocorrer na noite de segunda-feira, 20 de julho, e se intensificaram na madrugada desta terça-feira, em áreas do Sul do Brasil.

Na região do cabo de Santa Marta, no litoral de Santa Catarina, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou sucessivas rajadas entre 74 km/h e 96 km/h, entre 3 horas da madrugada e 10 horas da manhã. No morro da Igreja, em Bom Jardim da Serra, na região serrana catarinense, uma rajada chegou aos 73 km/h às 8 horas.

 

Estes ventos são associados um sistema de baixa pressão que se intensifica no decorrer desta terça-feira, 21 de julho, entre o litoral entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina formando um novo ciclone extratropical na costa Sul do Brasil.

 

 

 

O sistema desloca-se rapidamente para alto-mar, afastando-se do Brasil, mas os ventos fortes gerados por este ciclone vão deixar o mar agitado.

 

 

 

Capitais do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro sentem os ventos do ciclone

Rajadas de vento moderadas a fortes devem ocorrer durante a terça e em parte da quarta-feira na faixa litorânea entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro. As capitais Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro podem ter ventos fortes por causa deste ciclone extratropical. As rajadas mais intensas podem alcançar velocidades entre 70 km/h e 100 km/h no litoral e em regiões de altitude elevada, como a região serrana entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Nas outras áreas, as rajadas mais intensas podem alcançar velocidades de até 70 km/h. Isto pode ocorrer, por exemplo, em São Paulo e em Curitiba.

 

Entenda porque o ciclone extratropical provoca ventos fortes com a explicação da meteorologista Josélia Pegorim.

 

 

 

O ciclone extratropical se afasta rapidamente para alto-mar e o mar fica muito agitado.

Confira alerta de ressaca no litoral do Sul e do Sudeste