Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Tufão Chan-Hom avança pelo sudeste da China

10/07/2015 às 21:33
por Josélia Pegorim

Dois grandes tufões são monitorados no oceano Pacífico Noroeste: Chan-Hom e Nangka.

O tufão Chan-Hom avançava nesta sexta-feira pela costa sudeste da China. A ventania e a chuva torrencial já eram sentidas em terra, na região da província de Zhejiang. Ondas gigantes chegaram às praias.

 

 

Pelas informações da imprensa internacional, a passagem deste tufão pela ilha de Okinawa, parte do território do Japão, deixou dezenas de feridos. A Agência Meteorológica do Japão (JMA) informou que os ventos chegaram aos 180 km/h em uma das localidades de Okinawa. Milhares de imóveis ficaram sem energia elétrica e mais de uma centena voos foram cancelados.

 

 

Chan-Hom segue para a Coreia

O mapa mostra a previsão de deslocamento do tufão Chan-Hom feita pela JMA. Neste sábado, o sistema passa por Shangai e avança pelo sudeste da China a caminho da Coreia do Sul.

Na análise meteorológica feita às 21 UTC de 10 de julho de 2015 (18h, hora de Brasília), o JMA estimava que Chan-Hom estava com ventos constantes de aproximadamente 157 km/h (85 nós), com rajadas de até 222 km/h (120 nós). O sistema deve se manter forte pelo menos até a o fim da tarde de sábado, 11 de julho, mas com rajadas diminuindo para até 150 km/h (80 nós). A pressão atmosférica mínima no centro era estimada em 940 hPa.

 

Tufão Nangka

O tufão Nangka é avaliado como muito forte. Às 21 UTC de 10 de julho de 2015 (18h em Brasília), o sistema ainda se deslocava por águas oceânicas do Pacífico Noroeste sem atingir diretamente ilhas habitadas.

Na análise meteorológica feita às 21 UTC de 10 de julho de 2015 (18h, hora de Brasília), o JMA estimava que Chan-Hom estava com ventos constantes de aproximadamente 176 km/h (95 nós), com rajadas de até 250 km/h (130 nós). A pressão atmosférica mínima no centro era estimada em 935 hPa.

 

 

 

Tufões são fenômenos meteorológicos genericamente de ciclones tropicais. Na região onde há um tufão, a pressão atmosférica fica muito baixa, abaixo dos 1000 hPa. Tufões são iguais aos furacões. O processo de formação na atmosfera é o mesmo. O que muda é apenas o nome. No Pacífico noroeste, os ciclones tropicais são chamados de tufões. No Atlântico Norte e no Pacífico Leste, na costa do México, são chamados de furacões.

 

Entenda como se formam os furacões e tufões e também a origem destes nomes.

 

Explicando o Tempo: saiba tudo sobre ciclones subtropicais no Brasil