Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

ESPECIAL INVERNO 2016

publicidade

Previna-se da asma e outras doenças respiratórias

12/04/2016 às 14:45
por Redação
Atualizado 15/04/2016 às 12:11

O frio e a baixa umidade do ar são grandes vilões das doenças respiratórias

Com o tempo seco é importante cuidar ainda mais da saúde de seus pulmões para evitar a asma e outras doenças respiratórias. A resistência que cada pessoa tem no dia a dia para realizar suas atividades depende de como ela cuida de seu pulmão e também do coração e músculo.


Para se movimentar, o ser humano utiliza os músculos que precisam do oxigênio, absorvido pelo pulmão por meio da respiração. Levado ao sangue, esse oxigênio é bombeado pelo coração para todo o organismo. Assim, os três sistemas - respiratório, cardiovascular e muscular - dependem um do outro. "Infelizmente, dentre esses três sistemas tão importantes, o respiratório, comandado pelos pulmões, é o que menos tem atenção em relação a cuidados preventivos", afirma Dr. Jefferson Luiz Gross, Diretor do Núcleo de Pulmão e Tórax do A.C.Camargo Cancer Center.


asma é uma doença pulmonar caracterizada pela inflamação crônica das vias aéreas, que ficam mais estreitas e dificultam a respiração. Além disso, tosse, chiado no peito e falta de ar, que aparecem de forma cíclica, com alternância de períodos de melhora e piora, estão entre os principais sintomas da doença.

Uma vez inflamadas, as vias aéreas ficam mais sensíveis e as crises de asma podem ocorrer por diversos fatores ambientais, como alterações climáticas, ou quando a pessoa tem contato com poeira, mofo, pólen, cheiros fortes, pelos de animais, gripes ou resfriados, fumaça, ingestão de alguns alimentos ou medicamentos.

Tempo seco influencia diretamente a saúde dos pulmões. É um período em que aumenta, também, a incidência das doenças respiratórias em geral. "Isso acontece porque o frio somado à baixa umidade do ar e à maior concentração dos poluentes constitui cenário ideal para a proliferação de doenças respiratórias, que fica ainda mais favorável em ambientes fechados com aglomeração de pessoas", diz Dr. Jefferson.

Entre as doenças respiratórias que, ao lado da asma, acometem os pulmões estão: bronquite crônica, câncer de pulmão, doença pulmonar obstrutiva crônica e enfisema pulmonar. Além dessas, há 14 diferentes tipos de enfermidades respiratórias, por exemplo, broncopatias, pneumopatias, laringopatias, doenças torácicas, nasais e da traqueia.

Dificuldade de respirar, sem qualquer motivo aparente ou depois de uma caminhada ou esforço físico, dor de garganta, tosse seca com expectoração de secreção ou sangue e fadiga permanente são alguns dos sinais de alerta em relação a doenças pulmonares. Nesses casos é preciso procurar um médico pneumologista para uma avaliação detalhada. Não se podem negligenciar os sintomas, achando que se trata apenas de uma tosse ou cansaço rotineiro.

Entre os principais vilões das doenças respiratórias estão o tabagismo e a poluição do ar. "Os malefícios das substâncias do cigarro, principal fator de risco para câncer de pulmão, e a baixa qualidade do ar contribuem para o avanço das doenças respiratórias", diz o especialista.

Dados da Organização Mundial da Saúde revelam que existem no mundo cerca de 300 milhões de asmáticos, 210 milhões de pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica e 100 milhões com distúrbio respiratório do sono.

Cuidar da saúde dos pulmões é essencial para prevenir essas doenças. Para isso, além de não fumar, fique atento a algumas dicas importantes:


Fonte:
A.C. Camargo

Dr. Jefferson Luiz Gross - CRM 68099

Diretor do Núcleo de Pulmão e Tórax