Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Como será a chuva da primavera no centro-norte de MG?

15/09/2015 às 15:16
por Josélia Pegorim

Atualizado 15/09/2015 às 15:18

Pelo quarto ano consecutivo, por diferentes motivos, praticamente todas as áreas da Região Nordeste do Brasil tiveram seu período de chuva prejudicado. No começo de 2015, as águas do oceano Atlântico na costa norte do Nordeste reduziram a atividade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), um dos principais sistemas meteorológicos que produzem chuva volumosa e frequente sobre o norte do Nordeste. A chuva da ZCIT é fundamental para estados como o Maranhão, o Piauí o Ceará, o Rio Grande do Norte e a Paraíba.

No inverno, época mais chuvosa na costa leste do Nordeste, a temperatura da água do Atlântico já não estava tão fora do normal como no início do ano, mas mesmo assim, as Ondas de Leste quase não apareceram e a chuva mais uma vez falhou. Como a ZCIT, as Ondas de Leste também são sistemas meteorológicos típicos da costa leste do Nordeste, responsável por chuvas volumosas entre o leste do Rio Grande do Norte e o litoral da Bahia.

 

 

A situação do centro-norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, até mesmo do norte do Rio de Janeiro é semelhante. Os eventos de chuva em 2015 até agora foram poucos. O calor e a seca predominam desde o início do ano. Regiões como o vale do rio Doce, vale do Mucuri, vale do Jequitinhonha e o noroeste de Minas Gerais puderam contar com chuvas relativamente fartas em fevereiro e em maio.

 

 

Estamos entrando na primavera e a estação já terá forte influência do El Niño. Este fenômeno, caracterizado pelo aquecimento anormal das águas do oceano Pacífico, também terá influência sobre o Brasil no próximo verão. O que esperar da chuva da primavera? Qual o efeito deste fenômeno no regime de chuva do Nordeste e do centro-norte de Minas Gerais.

Confira a entrevista com o meteorologista Alexandre Nascimento.

 

 

 

 

Sul em alerta para temporais