Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Tempo mudou em São Paulo

26/09/2015 às 08:00
por Aline Tochio

Atualizado 26/09/2015 às 13:00

Depois de uma semana de temperaturas extremas no Estado de São Paulo, o calorão finalmente deu uma trégua. Uma frente fria finalmente conseguiu romper o bloqueio atmosférico e avançou por São Paulo nesta sexta-feira, trazendo o retorno da chuva e o alívio no calor. Muitas cidades do Estado tiveram temporais, inclusive a região metropolitana da capital.

 

 Você pode acompanhar a passagem das áreas de chuva sobre o seu bairro na capital paulista e sobre a Grande SP pelos radares Climatempo-USP

 

Neste sábado as temperaturas ficaram mais agradáveis. Em São José do Rio Preto fazia apenas 26ºC ao meio-dia, enquanto no mesmo horário de sexta fazia 36ºC. A umidade também aumentou bastante. Nesse mesmo horário, a cidade registrava 61% de umidade, contra 27% na sexta-feira. Na região oeste, várias pancadas de chuva atingiram Presidente Prudente. O aeroporto da cidade chegou a registrar rajadas de vento de 46 km/h neste sábado. Também ao meio-dia o aeroporto local registrava 21ºC, com chuva e raios, e 88% de umidade relativa, contra 35ºC e 34% do mesmo horário da sexta-feira.

 

A Grande SP também sentiu a queda da temperatura. Na quinta-feira (24) a máxima chegou a 35ºC na capital; na sexta-feira baixou para 30ºC ao meio-dia, e neste sábado fazia 23ºC, também ao meio-dia. No domingo o sol aparece mais forte no Estado e a temperatura volta a subir, porém sem valores extremos. Na capital a máxima deve voltar para a casa dos 30ºC. Por causa do aquecimento e da umidade, que agora está mais elevada, há previsão de pancadas de chuva a partir da tarde, que podem vir na forma de temporais.

 

Menos calor e mais umidade na próxima semana

A primavera começou com temperaturas extremas no Estado e umidades muito baixas, mas nessa próxima semana esse quadro muda. Não há expectativa de que a massa de ar seco volte a ganhar força em São Paulo, pelo menos nos próximos dias. Portanto teremos ar quente e úmido favorecendo a formação de nuvens, além da passagem de algumas frentes frias pelo litoral. Por isso a previsão é de chuva mais frequente, principalmente no oeste, sul e leste paulistas. O aumento da nebulosidade e a ocorrência de chuva não permitem que a temperatura extrapole e atinja valores extremos novamente.