Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Baixa pressão traz temporais para o centro-sul

08/03/2016 às 20:18
por Josélia Pegorim

Atualizado 09/03/2016 às 12:39

A população da Região Sul do Brasil deve ficar atenta para o aumento da chuva quarta-feira. Nuvens carregadas voltam a se espalhar sobre os três estados e são esperadas fortes pancadas de chuva nesta quarta-feira, especialmente durante a tarde e à noite.  Há risco também de ventania, com rajadas de vento que podem ficar entre 70 km/h e 90 km/h.

 

Nas últimas 6hs já foram registrados grandes volumes de chuva em várias áreas gaúchas:

49,6 em Palmeira das Missões / RS

32.2 em Santa Rosa / RS

25.6 em Soledade / RS

24.2 em Porto Alegre

 

Vai no Maroon 5 em Porto Alegre? Confira a previsão especial!

 

Na tarde e noite desta terça-feira, a chuva caiu forte sobre o sul e o leste do Paraná incluindo Curitiba. Em Inácio Martins choveu 52 mm entre 15h e 21h.

A região de Curitibanos, em Santa Catarina também teve chuva forte acumulado 42 mm de chuva apenas entre 20h e 22h.

 

 

Nova baixa pressão no litoral da Região Sul

Uma nova queda acentuada da pressão atmosférica ocorre no litoral da Região Sul do Brasil nos próximos dias aumentando o risco de chuva forte e volumosa em várias áreas do centro-sul do Brasil. A nova área de baixa pressão começa a se organizar na noite desta quarta-feira no litoral entre São Paulo e Santa Catarina, mas vai ganhar força na quinta-feira. Durante o sábado, 12, esta baixa pressão se desloca rapidamente para alto-mar, afastando-se do Brasil, e a costa sul do país ficará sob a influência de uma massa de ar polar, que é um sistema de alta pressão.

Na atmosfera, a queda da pressão atmosférica em regiões onde há calor e grande disponibilidade de umidade no ar, como se observa atualmente em quase todo o Brasil, facilita a formação e o crescimento de grandes nuvens carregadas que provocam temporais. A proximidade com uma área de baixa pressão aumenta a chance de chuva generalizada.

 

As condições meteorológicas nos próximos dias serão parecidas com as da semana passada, quando também houve a formação de outra baixa pressão que foi responsável por acumulados de mais de 100 mm, em 24 horas, em várias regiões do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Rajadas de vento da ordem de 100 km/h ocorreram na serra gaúcha.

 

A meteorologista Josélia Pegorim explica a situação meteorológica esperada para os próximos dias e alerta para o risco de chuva forte.