Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Água da Paiva Castro mantém Franco da Rocha alagada

11/03/2016 às 21:15
por Josélia Pegorim

O município de Franco da Rocha, no norte da Grande São Paulo, foi um dos mais afetados pela chuva extremamente volumosa que caiu sobre a região entre a tarde do dia 10 e a madrugada de 11 de março de 2016. Pela medição dos pluviômetros do CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais) em 72 horas, das 20h do dia 9 às 20h de 11 de março de 2016 choveu de 140 mm a 150 mm sobre Franco da Rocha.  O volume mais elevado foi de 149,2 mm no Parque Paulista. Quase toda a chuva ocorreu na noite do dia 10 e madrugada do dia 11 de março.

A cidade ficou completamente alagada e para piorar a situação enfrenta o  escoamento forçado da represa Paiva Castro, que é parte do sistema Cantareira de abastecimento de água para a Grande São Paulo.

 

 

A SABESP começou a liberar o excesso de água da represa às 6 horas da manhã de 11 de março, o que está mantendo áreas de Franco da Rocha, incluindo a região da prefeitura, alagadas. Em nota oficial, a prefeitura de Franco da Rocha diz que "Apesar de preocupante, não existe motivo para pânico, não há nenhum risco de estouro ou abertura total das comportas."

 

 

Fim de semana com muitas nuvens

O fim de semana será úmido em toda a Grande São Paulo e a região de Franco da Rocha também terá muitas nuvens. Há possibilidade de rápidas aparições do sol, mas ainda pode chover um pouco no fim de semana. Porém, a população não deve temer que volte a chover forte. A chuva que ocorrer no sábado será fraca e de curta duração.  No domingo pode apenas garoar.

Ventos frios, de origem polar, vão soprar sobre a Grande São Paulo , especialmente a partir do fim da tarde do sábado e vão manter a temperatura amena.

 

 

Leia a nota oficial divulgada pela prefeitura de Franco da Rocha.

 

"NOTA OFICIAL da prefeitura de Franco Da Rocha

 

As chuvas atingiram a cidade de Franco da Rocha com muita violência durante a noite do dia 10 e a madrugada do dia 11 de março.

A Defesa Civil está de prontidão, monitorando as áreas de risco e avaliando os perigos. A orientação é para que as famílias que residem nestes locais saiam imediatamente de suas casas. O Centro Cultural Newton Gomes de Sá, na Avenida Sete de Setembro, e o Clube das Acácias, na Rua Raul Bressane Malta, 519, estão à disposição para abrigar as famílias.

Quem quiser prestar auxilio aos desabrigados com doações deve dirigir-se à Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, localizada na Avenida Coronel Domingos Ortiz, 499, e nos telefones 4800-7492, 4800-7493 ou 4800-7494.

Quem quiser se oferecer para ajudar como voluntário deve ligar no número 4800-6105.

A Prefeitura de Franco da Rocha está funcionando excepcionalmente na sede da Secretaria Municipal de Educação, na Rua Cinco de Maio, 97, Centro. Os números de telefones para emergências são 4800-6100, 4800-6104 e 4800-6107.

Por conta da forte tempestade, os trens e as linhas municipais de ônibus ainda estão com circulação prejudicada e várias estradas estão interrompidas. Além disso, as aulas na rede municipal de ensino foram suspensas. A Defesa Civil e todas as equipes da prefeitura estão nas ruas em estado de alerta máximo para atender a população.

Foram 154 milímetros de chuva em 4 horas ontem na cidade. Só para termos uma ideia, isso é o dobro do que choveu na grande enchente de 2011 que assolou o município.

A Sabesp está, desde as 6h da manhã, liberando a água da represa Paiva Castro no Rio Juqueri. A situação está controlada, mas deve manter a região da Prefeitura e a Estrada do Governo alagadas pelas próximas horas. Apesar de preocupante, não existe motivo para pânico, não há nenhum risco de estouro ou abertura total das comportas.

Temos desde a noite de ontem seis equipes da Defesa Civil Municipal, com apoio do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil Estadual, atuando para retirar pessoas de áreas alagadas e áreas em risco de desabamento. Estas equipes realizaram mais de 250 vistorias durante todo o dia.

Foram atendidas mais de 200 famílias que estão agora em casa de parentes ou amigos. Quatro famílias e outras cinco pessoas em situação de rua, que não tinham outro lugar para ir, estão instaladas nos abrigos da prefeitura.

Uma equipe de limpeza está atuando desde o início da tarde no centro da cidade. Amanhã, logo no período da manhã, teremos mais de 60 pessoas, com 8 retroescavadeiras e 6 caminhões pipas atuando para remover a lama e o lixo das ruas, de modo que as nossas vidas possam voltar ao normal o mais depressa possível.

Não há registro, até o momento, de nenhuma vítima fatal, feridos graves ou desaparecidos em

 

Franco da Rocha – SP, 11 de Março de 2016.

Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Franco da Rocha"

 

 

undefined