Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Mar muito agitado no Sul e no Sudeste

25/10/2016 às 19:27
por Josélia Pegorim

Atualizado 28/10/2016 às 20:56

O mês de outubro termina com a passagem de um potente ciclone extratropical pela costa do Uruguai e do Sul do Brasil. Os fortes ventos provocados por este ciclone geraram um intenso swell que espalha grandes ondas pela costa das Regiões Sul e Sudeste do Brasil. Além disso, outro forte swell ocorrer na costa norte do país, entre o Amapá e Pernambuco.

O swell dos últimos dias de outubro 2016 na costa do Sul e do Sudeste poderá ser um dos mais intensos e destrutivos deste ano, que já surpreende pela quantidade elevada de eventos de grande agitação marítima. Do fim de abril até agora foram nove situações de mar agitado.

Este intenso ciclone extratropical se organizou no dia 26 de outubro e influencia a costa sul/sudeste do Brasil até o dia 30 de outubro.

 

Na sequência de imagens de satélite é possível ver o ciclone extratropical já formado e girando no mar entre o litoral do Uruguai e do Rio Grande do Sul. Repare na nebulosidade (manchas verdes e amarelas) que faz um movimento circular, se retorcendo como uma cauda de escorpião. As bandas de nuvens giram acompanhando o giro dos ventos em torno do centro de baixa pressão atmosférica do ciclone extratropical. Os ventos rondam no sentido horário. A primeira sequencia é do dia 28 de outubro e a segunda do dia 27 de outubro de 2016.

 

 

 

 

 

Na carta sinótica analisada pela Marinha do Brasil com dados de 12 UTC (10 horas, em Brasília) de 28/10/16, a baixa pressão deste ciclone estava com 990 hPa. Na carta de de 00 UTC (22 horas de 28/10/16, em Brasília) de 29/10/16, o centro da baixa pressão era de 980 hPa.  Na carta com dados de 12 UTC (10 horas, em Brasília) de 29/10/16, o valor mínimo da baixa pressão foi de 986 hPa. Estes valores são muito baixos. Quanto mais baixa a pressão atmosférica mais intensos são os ventos.

No dia 27 de outubro e 2016, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou rajadas de 111 km/h em Chuí e de 110 km/h em Rio Grande, duas localidades no Rio Grande do Sul. O aeroporto de Maldonado, no Uruguai, registrou rajada de até 120 km/h por causa deste ciclone.

 

 

 

 

Mar muito agitado e ressaca no Sul e no Sudeste

Os fortes ventos do ciclone extratropical deixam o mar muito agitado e geram um forte swell que espalha grandes ondas e ressaca para a costa do Sul e do Sudeste entre os dias 27 e 30 de outubro de 2016.

As grandes ondas começaram a ser observadas no litoral do Rio Grande do Sul durante o dia 27 e avançam rápido para o litoral de São Paulo e para o centro-sul do Rio de Janeiro no decorrer do dia 28 de outubro.

Na manhã de 27 de outubro, uma boia da Marinha localizada a cerca de 100 km da costa mediu ondas de 3,0m na região de Rio Grande, no litoral sul do Rio Grande do Sul. Por volta das 20 horas, as ondas já alcançavam cerca de 5,0m. Na manhã de 28 de outubro, às 10h22, houve um pico de 9,5 m e às 19h07, a altura das ondas baixou para 8,9 m.

A boia de Santos, localizada a cerca de 250 km da costa começou a sentir a chegada do swell na manhã de 28 de outubro e pouco antes do meio-dia registrava 2,8 mm de altura de onda, com tendência a subir mais.  Às 19h06, a altura das ondas atingiu 4,8m.

 

O mar fica muito agitado no fim de semana.

No sábado, 29 de outubro, fortes ressacas poderão ocorrer do Rio Grande do Sul ao norte do Rio de Janeiro. A altura das ondas começa a baixar no decorrer do domingo, 30, mas o mar ainda estará muito agitado. É provável que este seja o swell mais intenso deste de 2016.

 

Lua Nova

A proximidade com a passagem pela Lua Nova vai colaborar para elevar a maré, potencializando o risco de ressacas.

A Lua passará pela fase Nova no dia 30 de outubro.

 

Confira a maré na sua praia.

 

Mar agitado no Nordeste e no Norte

Grandes ondas também vão atingir o litoral norte do Brasil e parte da costa leste do Nordeste, mas geradas por perturbações atmosféricas que ocorrem no Atlântico Norte.

A agitação marítima que avança pelo Sul e pelo Sudeste chega bastante enfraquecida ao sul da Bahia no dia 30 de outubro. Mas as grandes ondas ficarão e alto-mar e não devem chegar ao litoral

 

 

Ache as melhores ondas no Climasurf

 

Confira a previsão detalhada da altura e da direção das ondas de 28 a 30 de outubro de 2016. Estas previsões são atualizadas diariamente.

Ondulação

S: de sul; SE: de sudeste; L: de leste; NE: de nordeste;

 

 

 

 

LITORAL DA REGIÃO SUL E DA REGIÃO SUDESTE 

 

Sábado - 29/10/16 - alerta de mar muito agitado e ressaca do RS até o RJ, altura do Farol de São Thomé;

No RS e em SC, ondas em torno de 4,0m, com ondulação de S/SE; ressaca;

No litoral do PR, ondas em torno de 3,0m, com ondulação de S/SE; ressaca;

No litoral de SP, ondas em torno de 4,0; com ondulação de SW/S; ressaca;

No litoral do RJ, até Farol de São Thomé, ondas de 3,5, a 4,0m, com ondulação de SW/S; ressaca;

No litoral norte do RJ: ondas de 2,5m a 3,0m, com ondulação de SW; risco de ressaca;

No litoral do ES: ondas de 1,5 m a 2,0 m, mar agitado, com ondulação virando para S ainda pela manhã, mas sem ressaca;

ATENÇÃO: em mar aberto, em águas oceânicas, as ondas poderão alcançar alturas entre 7,0m e 9,0m. Navegantes, o mar estará muito perigoso! Fique alerta aos avisos especiais da Marinha do Brasil.

 

Domingo - 30/10/16 - as ondas começam a diminuir, mas ainda há risco de ressaca na costa das Regiões Sul e Sudeste

No litoral do RS, de SC, do PR e SP, ondas de 2,5 m a 3,0m na madrugada e manhã, diminuindo no decorrer da tarde, com ondulação de S; ainda há risco de ressaca

No litoral do RJ, até Arraial do Cabo, ondas de 3,0m a 3,5m na madrugada de manhã, com ressaca, com ondulação de S; as ondas diminuem no decorrer da tarde;

No litoral norte do RJ: ondas em torno de 2,5m, com ondulação de S; risco de de ressaca

No litoral do ES: ondas de 1,5 m a 2,0 m, mar agitado, com ondulação de S; não há condições para ressaca, pois a direção das ondas será predominante de sul (S), passando paralela à costa;

 No dia 31 de outubro, o swell se afasta de vez, as ondas baixam rapidamente e não há mais risco de ressaca nas praias do Sul e do Sudeste.

 

LITORAL DA REGIÃO NORDESTE E DA REGIÃO NORTE

 

 O forte swell que avançou do Atlântico Norte para a costa norte do Brasil teve seu pico no dia 28 de outubro. A tendência é de diminuição das ondas nos próximos dias.

 

Sábado - 29/10/16 - as ondas diminuem no decorrer do dia em toda a costa do Norte e do Nordeste

Do MA ao litoral de PE, ondas em torno de 1,5m na madrugada e manhã, com ondulação de NE, diminuindo até a noite;

No litoral de AL, SE e no litoral norte da BA, ondas em torno de 1,0m, com ondulação de L,  diminuindo à noite;

De Salvador ao litoral sul da BA, ondas em torno de 1,0m, com ondulação de L; na região de Caravelas e Porto Seguro, as ondas aumentam para 1,5m à noite com ondulação de SE para S;

No litoral do AP e do PA, ondas em torno de 0,5 a 1,0m, com ondulação de NE;

 

Domingo - 30/10/16 - as ondas diminuem no decorrer do dia em toda a costa do Norte e do Nordeste

Do MA ao litoral norte da Bahia, até Salvador, ondas em de 0,5m a 1,0m, com ondulação de NE do MA ao CE e ondulação de L do RN ao norte da BA;

No litoral sul da BA, ondas em torno de 1,0m, com ondulação de SE; na região de Caravelas e Porto Seguro, as ondas ficam em torno de 1,5m com ondulação de SE;

No litoral do AP e do PA, ondas em torno de 0,5 a 1,0m, com ondulação de NE;