Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Noite com muita chuva e ventania no RS

01/11/2016 às 11:05
por Maria Clara Machado

Atualizado 01/11/2016 às 19:03

Fortes áreas de instabilidade avançaram da Argentina e do Uruguai para o Rio Grande do Sul nesta terça-feira e provocaram tempestades sobre o estado. Muitas cidades do interior gaúcho amanheceram debaixo de chuva e grandes volumes foram acumulados em poucas horas pela manhã e no começo da tarde..

No fim da tarde, novos aglomerados de nuvens muito carregadas avançavam novamente sobre o Rio Grande do Sul trazendo chuva forte, com muitos raios e ventania.

Na imagem de satélite, as manchas vermelhas representam nuvens de temporal que avançam sobre o Rio Grande do Sul.

 

A Climatempo alerta para mais chuva de forte intensidade e volumosa por todo o Rio Grande do Sul no decorrer da noite desta terça-feira.  Na Grande Porto Alegre, região serrana do estado e norte gaúcho também há previsão de temporais. 

A população deve ficar muito atenta para as intensas rajadas de vento que podem alcançar velocidades em torno de 90 km/h e causar destelhamento, queda de árvores e de placas de anúncios.

 

 

 

 

Nuvens de Tempestades

 

A pressão atmosférica teve uma acentuada queda na tarde de 1 de novembro de 2016 entre o norte da Argentina, o Paraguai, o Brasil e o Uruguai. Valores abaixo de 1000 hPa foram registrados em vários locais. Na região de Uruguaiana, o aeroporto local mediu 998hPa às 16h e às 17h. Nuvens muito carregadas se formaram entre o Uruguai e a província argentina de Entre Rios e avançaram para o Rio Grande do Sul.

Em Uruguaiana, a passagem destas nuvens provocou ventos de 98 km/h às 17h no aeroporto local. A chuva intensa e a ventania fizeram a temperatura cair de 30°C, às 16h, para apenas 19°C, às 17h. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 11,6 m de chuva neste intervalo.

As fotos mostram a visão do horizonte poucos antes das nuvens de tempestade chegarem a Uruguaiana no fim da tarde de 1/11/2016

 

 

 

Na imagem de satélite colorizada, as nuvens de temporal aparecem como manchas em tom de vermelho escuro.

 

 Mais de 100 mm em 8h em Alegrete (RS)

 A chuva não dá trégua ao Rio Grande do Sul e continuava a cair forte e volumosa no começo da tarde desta terça-feira em muitas áreas do estado. Em Alegrete, no sudoeste gaúcho, choveu 106 mm apenas 8 horas, entre 6h e 14h, pela medição do INMET - Instituto Nacional de Meteorologia.

Confira os maiores volumes de chuva acumulados no estado até 14 horas, segundo o INMET.

 

 

Vento forte

Os grandes cumulonimbus que passam sobre o Rio Grande do Sul nesta terça-feira também provocam fortes rajadas de vento.

Em Uruguaiana uma rajada chegou aos 98 km/h às 17 horas no aeroporto local.

Em Canguçu, duas rajadas alcançaram 84 km/h às 12h e às 13h, pela medição do INMET. Em Quaraí, uma rajada chegou aos 76 km/h às 9h. Em Alegrete a rajadas de vento também aumentaram e já passaram dos 70 km/h. Em Quaraí, uma rajada chegou aos 76 km/h às 9 horas, no horário de Brasília. 

 

Baixa pressão

Outra coisa que chama atenção e a pressão do ar muito baixa observada no meio da tarde na região de Uruguaiana. O aeroporto local media 998 hPa às 15h. Este valor de pressão é muito baixo e é um fator importante na formação das nuvens de temporal.


Veja os maiores acumulados de chuva na manhã de 01/11/2016


"Toda essa instabilidade vinda da Argentina será reforçada por um novo sistema de baixa pressão atmosférica no Uruguai que dará origem a uma frente fria, por isso a situação é de alerta para temporais e ventos fortes em todo o estado do Rio Grande do Sul", avisa a meteorologista Fabiana Weykamp. 


O risco de temporais também vai aumentar sobre Santa Catarina e o Paraná. Ventos fortes foram sentidos pela manhã na região de Foz do Iguaçu. Às 10 horas, as rajadas chegaram a 64 km/h. O oeste dos dois estados poderão ter chuva a qualquer hora, com risco de chuva forte. Em outras áreas e nas capitais, Florianópolis e Curitiba, a chuva acontece a partir do meio da tarde e há chance de temporais localizados.  


No feriado de finados, a chuva tende a espalhar por quase toda a Região Sul. O avanço da frente fria vai provocar mais temporais nesta quarta-feira (2). Apenas no centro-sul gaúcho a chuva tende a enfraquecer. 

Confira a previsão para o feriado de Finados