Brasil instável

09/12/2016 às 16:54
por Josélia Pegorim

Atualizado 10/12/2016 às 19:20

Oferecimento
Metade da média de chuva do mês em poucos dias

O penúltimo fim de semana da primavera promete ser com cara de verão no Brasil. Isto significa ter ao mesmo tempo o sol, calor e sensação de abafamento durante dia e à noite e também muitas pancadas de chuva, especialmente à tarde e noite.

 

Tempestades da sexta-feira, 9 de dezembro

 

Foi impressionante a quantidade de chuva que caiu sobre Cotriguaçu, no noroeste de Mato Grosso na sexta-feira, 9 de dezembro. Entre 13h e 15h (hora de Brasília) choveu 80,6 mm! Em 1 hora foram 60 mm! O acumulado entre 19h do dia 8 e 19h do dia 9 chegava a 121,2 mm, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Em São Carlos, no interior de São Paulo, voltou a chover forte na tarde da sexta-feira. O acumulado de24h, entre 19h do dia 8 e 19h do dia 9 de dezembro somava 94,4 mm.

E a chuva não deu trégua nesta sexta-feira em Amambaí, no sul de Mato Grosso do Sul. Foram 91,4 mm acumulados entre 3h e 19h

Na Zona da Mata Mineira, uma verdadeira tempestade caiu sobre Juiz de Fora. Choveu 44,8 mm apenas entre 16h e 17h da sexta-feira. O acumulado de 24h, entre 19h do dia 8 e 19h do dia 9 de dezembro foi de 83,2 mm.

A chuva caiu muito forte sobre Apuí, no sudoeste do Amazonas.O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 47,0 mm em apenas 1 hora, entre 18h e 19h, pelo horário de Brasília. Rio Branco, capital do Acre, acumulava cerca de 60 mm na madrugada em apenas 2 horas de chuva.

 

Estes são apenas alguns exemplos de como a atmosfera sobre o Brasil está instável, com grande potencial para provocar chuva

 

Umidade alta e calor

O ar quente e úmido predomina por quase todo o país e facilita a formação das grandes nuvens com potencial para provocar fortes pancadas de chuva, com raios e ventos forte.

A chuva é desejada e aclamada por muitos, mas temos que estar atentos porque a atmosfera sobre o Brasil está e vai continuar instável nos próximos dias, bastante favorável a chuva.

Os temporais podem ocorrer sobre todas as Regiões do Brasil. A previsão é de que ainda chova muito sobre quase todo o país até o Natal. Muitas áreas, de todas as regiões, poderão acumular mais de 150 mm em 15 dias o que, em muitos casos, representa mais da metade da média normal de chuva para dezembro.

O mapa mostra a estimativa de chuva até o dia 24 de dezembro. Os tons de verde representam pelo menos 100 mm acumulados em 15 dias.

 

 

A chuva volumosa de novembro sobre o Sudeste deixou o nível dos rios e dos córregos elevado. Não é preciso mais chover três dias sem parar, como no feriado prolongado de 15 de novembro, para que ocorram enchentes e deslizamentos de terra. Desde aquela chuvarada, o tempo não ficou seco por muitos dias. As pancadas de chuva continuaram e os solos estão com bastante umidade, o que facilita o escorregamento. Além disso, nesta situação, os solos já não conseguem absorver muita água. Assim, com a chuva já não precisa ser tão volumosa e prolongada para causar as enchentes e deslizamento. Os efeitos desastrosos podem surgir até com chuvas moderadas.

 

Confira como será a chuva no Brasil até o dia 24 de novembro

 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

16°
min

21°
max

35mm / 80%

Natal - RN

25°
min

31°
max

2mm / 90%