Março termina com ar polar no centro-sul do BR

27/03/2017 às 17:34
por Josélia Pegorim

Atualizado 28/03/2017 às 09:42

Oferecimento
Entenda os efeitos de uma grande massa polar

O centro-sul do Brasil termina o mês de março recebendo os ventos frios de uma grande e extensa massa de ar de origem polar. O ar fresco polar chega ao Sul, ao Sudeste e também sobre parte do Centro-Oeste do Brasil. Esta massa polar também influencia o Uruguai, parte do Paraguai e da Argentina esta semana.

O centro desta massa de ar polar fica sobre o oceano, ao largo do litoral da Argentina e do Uruguai, mas por ser forte, com pressão atmosférica elevada para esta época do ano, gera ventos moderados a fortes que levam o ar frio de origem polar do mar para o continente.

A presença destes ventos frios e constantes sobre o centro-sul do Brasil vai evitar que o ar esquente muito esta semana no Sul, sobre o Sudeste, especialmente em São Paulo, no Rio De Janeiro, no centro-sul de Minas Gerais e também em Mato Grosso do Sul e até no sul de Goiás.

Três efeitos importantes desta grande massa de ar polar

 

 

 

Temperatura

De forma geral, falar em frio é exagero. A influência do ar polar vai deixar as noites frescas e tardes menos quentes do que poderiam ser num dia de sol do fim de março. Só quem mora cidades serranas do Sul e do Sudeste vai sentir frio à noite e ao amanhecer.

Nas capitais São Paulo e Curitiba, a semana com variação de temperatura típica do outono: friozinho à noite e ao amanhecer e tarde amena.

 

Chuva na faixa litorânea

A circulação de ar marítimo provocada por esta grande massa de ar polar sobre o oceano vai colaborar para a formação de muitas nuvens baixas pelo litoral do Sul e do Sudeste. De Santa Catarina ao Espírito Santo, a faixa litorânea terá uma semana com muitas nuvens e possibilidade de chuva a qualquer hora, mas em geral com fraca intensidade.

A chance de chuva no litoral do Rio Grande do Sul é baixa e no litoral do Espírito Santo pode chover forte só nesta terça-feira

 

Névoa e nevoeiro

O resfriamento do ar vai facilitar a formação de névoa e nevoeiro matinais, típicos de outono, que vão deixa o céu nublado no começo da manhã em vários locais do Sul e do Sudeste.

 

Qual a diferença entre névoa e nevoeiro?

 

Saiba mais sobre esta massa de ar polar no vídeo

 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

16°
min

21°
max

35mm / 80%

Rio de Janeiro - RJ

19°
min

29°
max

20mm / 67%