Dois furacões podem se chocar no Pacífico Leste

25/07/2017 às 23:37
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Efeito Fujiwhara deve ser observado com Hilary e Irwin

Hilary e Irwin são dois furacões que nasceram esta semana sobre águas do Pacífico na costa oeste do México. Hilary é mais velho e virou furacão no início da manhã do dia 24 de julho. Irwin se tornou um furacão no começo da manhã do dia 25 de julho. 

Irwin está mais organizado do que Hilary e mostrava o olho relativamente bem formado nesta terça-feira, 25. Porém, no começo da noite desta terça, Hilary continuava mais rápido e com ventos mais fortes do que Irwin.

 

Olhando uma imagem de satélite dá para perceber como Hilary é maior. Embora Irwin esteja com olho definido, a pressão de Hilary era mais baixa no começo da noite de 25 de julho.

 

 

Foto do satélite GOES-13, 25/07/217
 

Choque de dois furacões

Os furacões Irwin e Hilary vão interagir nos próximos dias. Isto significa que parte de um furacão "encosta" no outro, que um pode absorver o outro formando um só sistema. Se as forças dos furacões forem equivalentes, os dois furacões giram em torno de um ponto central entre eles. Se um furacão for mais forte do que o outro, o mais fraco passa a orbitar ao redor do mais forte e em geral, o mais fraco é absorvido pelo mais forte. A interação entre dois furacões é conhecida como efeito Fujiwhara.

A animação feita pela NOAA ( National Oceanic and Atmospheric Administration), dos Estados Unidos, com os mapas de previsão de água precipitável do modelo atmosférico GFS (Global Forecast System), mostra a simulação da interação Fujiwhara entre os furacões Hilary (direita) e Irwin (meio) e a dissipação da depressão tropical Greg (esquerda). Quanto mais escuro for o azul, maior é a quantidade de água precipitável. A animação é feita para o período de 25 de julho a 1 de agosto de 2017. Veja como Hilary gira ao redor de Irwin e depois os dois se fundem.

 

 

 

 

Às 21 UTC (18 horas em Brasília) de 25 de julho, pelas informações do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), Irwin estava com ventos sustentados de 140 km/h e a pressão mínima no centro de sua baixa pressão atmosférica foi estimada em 983 hPa. Este furacão se movimentava para oeste com velocidade de deslocamento de 11 km/h.

 

O furacão Hilary tinha ventos sustentados de 165 km/h e velocidade de deslocamento de 19 km/h movendo-se para oeste/noroeste. A pressão atmosférica mínima no centro de sua baixa pressão era de 974 hPa.

 

Efeito Fujiwhara

A interação entre dois furacões, que são chamados genericamente de ciclones tropicais, é conhecida como efeito Fujiwhara ou interação Fujiwhara. O nome é em homenagem ao meteorologista japonês Sakuhei Fujiwhara (1884-1950) que descreveu este efeito em 1921.

O efeito Fujiwhara também pode acontecer entre ciclones tropicais, que são os tufões e os furacões, entre ciclones extratropicais, entre tempestades tropicais e furacões, entre tempestades tropicais e tufões. De forma geral, o efeito Fujiwhara é a interação entre dois vórtices ciclônicos e pode ocorrer no Hemisfério Norte e no Hemisfério Sul, em qualquer oceano.

Uma das ocorrências mais recentes do fenômeno foi em 2014, no Pacífico Nordeste, quando o furacão Karina mudou de direção e interagiu com o furacão Lowell e depois foi absorvido pelo furacão Marie.

Em agosto de 2012 foi observada a interação Fujiwhara entre os tufões Tembin e Bolaven.

 

 

Saiba mais sobre tufões, furacões e ciclones tropicais

 

Oceano Pacífico está muito agitado

 

CIDADES RELACIONADAS

Brasília - DF

16°
min

26°
max

5mm / 83%