Umidade aumenta em SP nesta semana

17/09/2017 às 17:32
por Bruno Maon

Atualizado 18/09/2017 às 08:26

Oferecimento
Calor continua

A cidade de São Paulo completou neste domingo 26 dias sem chuva. A última vez que choveu de forma significativa foi entre 20 e 21 de agosto, com 28 mm acumulados na estação meteorológica do Mirante de Santana, segundo dados do INMET. Além da ausência de chuva, o ar muito seco tem incomodado. Na última sexta-feira (15) a estação do INMET registrou a menor umidade relativa do ano: apenas 19%, às 15h.

 

As temperaturas muito acima da média para esta época do ano também tem espantado os paulistanos. Do dia 1 até hoje (17), a média das temperaturas máximas na capital está em 29,6°C. O normal para este mês é de 23,9°C de acordo com a Climatologia de 1961 a 1990. Isso significa que estamos com tardes 5,7°C mais quentes que o normal. E esse valor seria anormal até mesmo para fevereiro, o mês mais quente do ano, que tem média das temperaturas máximas em 28,0°C. Se acabasse ontem(17), esse seria o mês de setembro mais quente já registrado na cidade desde pelo menos 1961. Até então o setembro mais quente foi o de 2004, que teve média das temperaturas máximas de 28,7°C (4,8°C acima do normal). 

 

Previsão para hoje(18) 

 

Neste início de semana o calor continua, no entanto, o aumento da umidade nas camadas mais altas da atmosfera vai ajudar a formar alguma nuvens carregadas sobre a capital e cidades do centro-sul e leste do estado. A segunda-feira começou com névoa na cidade de São Paulo e também no litoral, mas logo nas primeiras horas da manhã, essa névoa se dissipou e o sol voltou brilha forte. A temperatura sobe rápido e volta a fazer calor à tarde. Apesar do aumento de umidade nos altos níveis da atmosfera, aqui na superfície praticamente nem sentiremos essa mudança. O que vamos perceber é o aumento de nuvens a partir do meio da tarde. Algumas dessas nuvens devem ficar carregadas o suficiente para provocar pancadas bem isoladas de chuva.

 

Chuva em alguns pontos na tarde de hoje 

Como a brisa marítima deve soprar sobre a zona sul da capital e da Grande SP a partir do meio da tarde, afastando as nuvens mais carregadas dessas áreas, a expectativa é que as pancadas ocorram entre as zonas norte e leste da cidade e da região metropolitana. Pelo interior do estado, as regiões com maior probabilidade de chuva são as de Sorocaba, de Avaré e de Itapeva. Embora ocorram de forma bem rápida e isolada, essas pancadas podem vir até com moderada intensidade e acompanhadas de trovoadas em alguns pontos.

 

SP_SãoPaulo_PeterGatzBirle_10092016_nuvens_sol

Foto: Peter Gatz Birle, São Paulo/SP

 

Tendência

 Na terça-feira (19) o dia começa com sol na capital, a temperatura novamente sobe rápido e faz calor à tarde. Como ainda teremos umidade nas camadas mais altas da atmosfera, persistem as condições de pancadas rápidas e isoladas a partir do meio da tarde, concentradas na zona norte da capital e em cidades mais ao norte da Grande São Paulo. No interior as pancadas neste dia podem atingir também, além das regiões de Sorocaba, Itapeva e Avaré, as regiões de Bauru, Campinas, Pirassununga, Vale do Paraíba e Serra da Mantiqueira.

 

Vale destacar que a maioria dos bairros da capital, bem como a maioria das cidades das regiões citadas acima, deverão passar os dois próximos dias sem chuva. As pancadas serão muito rápidas e isoladas, do tipo que atingem um bairro, e outro não. Além disso essas pancadas não terão força o suficiente para aliviar o calor e nem para melhorar de forma efetiva a qualidade do ar e o quadro de estiagem que já afeta há várias semanas grande parte do estado.

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

15°
min

21°
max

0mm / 0%