Capitais do Sul, SP e MS registram madrugada mais quente do ano

18/01/2018 às 13:03
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Entenda como a nebulosidade interfere na temperatura à noite

A madrugada do dia 18 de janeiro foi a mais quente deste ano nas capitais dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

 

Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a temperatura mínima em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, foi de 23,6°C e igualou o valor do dia 6 de janeiro.

Em Florianópolis, capital de Santa Catarina, a mínima nesta quinta-feira foi de 24,6°C. O recorde anterior de maior temperatura mínima era de 23,8°C, em 15 de janeiro.

Na capital paulista, São Paulo, a madrugada mais quente do ano foi com a temperatura mínima de 22,2°C. O recorde anterior era 21,6° em 2 de janeiro.

 

Em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, a temperatura mínima nesta quinta-feira foi de 22,0°C, a maior de 2018 até agora. O recorde anterior era de 21,8°C em 1 de janeiro.

 

Nuvens ajudam a reter o calor

A madrugada desta sexta-feira ainda será bastante abafada nos estados do Sul do Brasil, em São Paulo e em Mato Grosso. Além do ar quente que já predomina sobre estes estados, a nebulosidade durante a noite e madrugada ajuda a reter o calor. Noites com muitas nuvens são mais abafadas (ou menos frias, no caso do inverno).

No fim de semana, com a entrada de ventos frescos de origem polar sobre o Sul e sobre São Paulo, as madrugadas devem ser menos abafadas.

 

Entenda como a nebulosidade interfere na temperatura.

 

 

Noite com muitas nuvens faz a temperatura na madrugada aumentar

 

 

Em noite com poucas nuvens, a temperatura na madrugada

é menor do que na noite com muitas nuvens.

 

Foto de Marcos Lima, Porto Alegre (RS): eclipse lunar em 26/2/17

CIDADES RELACIONADAS

Florianópolis - SC

15°
min

21°
max

5mm / 90%

São Paulo - SP

12°
min

25°
max

0mm / 0%