Curitiba registra maiores temperaturas em maio em 17 anos

04/05/2019 às 19:48
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Calorão atípico observado neste início de maio já tem data para terminar

Por enquanto, o outono acontece só no calendário e já se passou mais de um mês da estação. Mas na prática, é o calor e a umidade do verão que ainda predominam sobre o Brasil. Esta situação atípica neste início de maio é observada também na região de Curitiba.

 

No sábado, 4 de maio, Curitiba teve a maior temperatura máxima e a maior temperatura mínima para este mês em 17 anos. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 18,4°C de temperatura mínima e 29,0°C de temperatura máxima.

Podemos dizer também que foram uma das maiores temperaturas para um dia de maio pelo menos desde 1961. Infelizmente há uma falha no ano de 2001 na série histórica de dados do Instituto Nacional de Meteorologia disponível para o público

 

Confira as maiores temperaturas máximas e as maiores mínimas em Curitiba para o período de 1961 a 2019, mas com a ressalva de não ter o ano de 2001 na série histórica



Maiores Temperaturas Mínimas

 

Data

T mínima (°C)

02/05/2018

18,4

02/05/2013

18,3

01/05/2013

17,9

03/05/2018

17,8

03/05/1989

17,7

01/05/1983

17,6

05/05/2000

17,6

20/05/2005

17,6

 

Maiores Temperaturas Máximas

 

Data

T Máxima (°C)

01/05/1995

29,4

03/05/1997

29,0

02/05/1997

28,8

12/05/2005

28,5

10/05/1972

28,3

25/05/2017

28,2

04/05/2013

28,1

13/05/1972

28,0

01/05/2000

28,0

04/05/2018

28,0



 

Foto de Wesley Martins, Curitiba (PR)

 

 

Muito acima da média

As temperaturas de Curitiba no início de maio de 2019 impressionam, pois estão extremamente acima da média Climatológica para o mês. Segundo o INMET, esta média calculada para o período de de 1981 a 2010 é de 21,1°C para máxima e 11,2°C para a mínima.

Veja o que ocorreu nos 4 primeiros dia de maio de 2019, de acordo com as medições do INMET, na estação meteorológica convencional.



Dia

T max (°C)

Anomalia

T max (°C)

T min (°C)

Anomalia

T min (°C)

1/5/19

22,7

+1,6

15,0

+3,8

2/5/19

25,5

+4,4

16,7

+5,5

3/5/19

27,8

+6,7

17,0

+5,9

4/5/19

29,0

+7,9

18,4

+6,2


Por que está tão quente?

A explicação para tanto calor está nas condições anômalas observadas já em abril e durante o verão de 2019. Há um aquecimento acima do normal ocorendo no oceano Pacífico Equatorial Leste, na altura da costa do Peru, caracterizando um evento El Niño, mas com fraco intensidade. Mesmo assim, este aquecimento está causando distorções na circulação de ventos sobre a América do Sul e as massas de ar frio que saem da Antártica não estão conseguindo avançar com força sobre a Argentina e o Chile. Além disso, o oceano Atlântico na costa do Brasil também tem estado quente, com temperatura acima do normal. Tudo isto está dificultando o resfriamento natural da atmosfera sobre o Brasil. 

Maio não deve ter frio intenso no Sul do Brasil, mas o ar frio polar vai conseguir passar sobre parte da Região algumas vezes diminuindo o calor tão intenso como se observa no início de maio de 2019.

 

 

Até quando vai o calorão?

Os curitibanos ainda vão conviver com o calor de verão em pleno outono por mais dois dias. Até a segunda-feira, 6 de maio, a temperatura máxima na capital do Paraná continua beirando os 30°C. As mínimas entre 17°C e 18°C também ficam muito acima do normal para uma madrugada de maio.

Mas a partir da tarde do dia 7 e principalmente do dia 8 em diante, Curitiba vai sentir um brusca queda da temperatura por causa da influência de uma frente fria. A combinação de chuva e muita nebulosidade com a entrada de ar frio de origem polar vão fazer a temperatura baixar e pelo menos durante a segunda semana de maio, as temperaturas ficarão mais próximas do padrão para maio em Curitiba.

CIDADES RELACIONADAS

Curitiba - PR

15°
min

26°
max

3mm / 90%