Ventania passa dos 100 km/h no Sul do Brasil

25/06/2019 às 16:05
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Baixa pressão atmosférica perde força nesta quarta-feira. Vento enfraquece e frio aumenta muito na Região Sul.

Como previsto, rajadas muito fortes de vento voltaram a ocorrer sobre a Região Sul do Brasil por causa do deslocamento de uma frente fria entre o Paraguai, o norte da Argentina e o Sul do Brasil.  O estado de Mato Grosso do Sul e também São Paulo, mas de forma menos acentuada, sentiram os efeitos das forte área de baixa pressão atmosférica desta frente fria.

 

 

Em Bom Jardim da Serra, na serra catarinense, diversas rajadas passaram dos 90 km/h desde a meia-noite até 15 horas do dia 23 de junho. Oito rajadas superaram os 100 km/h.

Confira as rajadas de vento mais fortes registradas pelo Instituto Nacional de Meteorologia entre 22h de 24/6/19 e 14h de 25/6/19

 

 

VENTANIA NO SUL DO BRASIL

Velocidades observadas entre 21h de 24/06/19  e 14h 25/06/19 (INMET)

Cidade

UF

V (km/h)

Hora

Bom Jardim da Serra/Morro da Igreja

SC

110

entre 2h e 4h

Soledade

RS

82

entre 12h e 13h

Passo Fundo

RS

78

entre 12h e 13h

Santa Maria

RS

76

entre 6h e 8h

Palmeira das Missões

RS

76

entre 12h e 13h

 

Em Mato Grosso do Sul, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou diversas rajadas entre 60 km/h e 64 km/h até 14 horas (Brasília).  As mais intensas foram de 64 km/h em Rio Brilhante e de 62 km/h em São Gabriel do Oeste.

Em São Paulo, uma rajada chegou aos 54 km/h em São Miguel Arcanjo, no sul do estado, e também na cidade de São Paulo, na região do aeroporto de Congonhas.

 

Por que o vento aumentou?

O que fez com que as rajadas fossem muito fortes, mesmo sem presença de nuvens carregadas, foi a acentuada diferença da pressão atmosférica na região entre o  Paraguai, o norte da Argentina e o Sul do Brasil. As áreas de baixa pressão atmosférica associadas a esta frente fria eram estimadas em menos de 1000 hPa na manhã da terça-feira, 25 de junho.

 

 

Previsão da pressão atmosférica na América do Sul em 25/6/19 às 9h (Brasília)

 

 

Em Meteorologia, qualquer centro de baixa pressão atmosférica próximo ou abaixo de 1000 hPa é considerado perigoso. A grande diferença de pressão atmosférica numa região pequena causa o vento forte.

 

A tendência é de que a baixa pressão atmosférica entre o Paraguai e o Brasil fique menos intensa na noite desta terça-feira. Isto vai fazer com que o vento já enfraqueça. Ainda ocorrem rajadas no Sul, mas não tão intensas como de manhã.

 

 

Pressão atmosférica estimada para 25/6/19, 21h (Brasília)

 

 

Vento enfraquece na quarta

Nesta quarta-feira, 26 de junho, a diferença da pressão atmosférica na região que abrange o Sul do Brasil, o Paraguai e o Norte da Argentina já não será intensa. A pressão atmosférica aumenta de forma generalizada com a entrada do centro de alta pressão atmosférica de origem polar. A baixa pressão atmosférica associada ao ciclone extratropical desta frente fria se afasta pelo oceano se distanciando a América do Sul no decorrer do dia.

 

 

Pressão atmosférica prevista para 26/6/19, 12h (Brasília)

 

Frio e chuva

 Esta alta pressão está associada a uma massa de ar frio que causa acentuada queda da temperatura no Sul do Brasil nesta quarta-feira, 26 de junho.

Áreas de instabilidade da frente fria provocam chuva em todas as regiões do Paraná e de Santa Catarina, mas no Rio Grande do Sul só deve chover um pouco na madrugada e manhã na serra e no planalto.

Tem previsão de geada para toda a fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai, Na quinta-feira, 27, a geada poderá ocorrer em todo o Rio Grande do Sul, inclusive na Grande Porto Alegre

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

11°
min

24°
max

0mm / 0%

Passo Fundo - RS

11°
min

25°
max

0mm / 0%

FASES DA LUA

  • Cheia
    16/07
  • Minguante
    24/07
  • Nova
    02/07
  • Crescente
    09/07

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    23/09
  • Verão
    22/12
  • Outono
    20/03