Forte calor e pouca chuva nos reservatórios

04/11/2019 às 09:16
por Redação

Atualizado 05/11/2019 às 17:25

Oferecimento
Economizar água se faz necessário todos os dias. Veja a previsão para os próximo dias

Forte calor e pouca chuva. Como está a situação dos reservatórios em São Paulo?

 

Segundo dados apresentados no site da Sabesp, o nível de volume de água armazenada na represa Billings chegou a 34,43%. A queda iniciou a partir de 11 de maio quando o nível era de 88,28%, o segundo maior do ano ficando atrás do dado colhido em 12 de abril (89,75%). Em 1º de outubro, o nível estava em 52,77%. Embora os números estejam corretos, a Sabesp esclarece que não utiliza água diretamente da Billings para abastecer a população da Região Metropolitana de São Paulo. A captação para abastecimento é feita no Rio Grande, que é separado da Billings por barragem. Após a captação, a água é tratada e só então distribuída à população. Nesta terça-feria (05/11), o índice do manancial de abastecimento Rio Grande é de 81.4%. (Veja no quadro abaixo).    

    

 

O sistema Guarapiranga, é o segundo maior sistema de água da Região Metropolitana, localizado nas proximidades da Serra do Mar. Sua água é proveniente da represa Guarapiranga (formada pelos rios Embu-Mirim, Embu-Guaçu, Santa Rita, Vermelho, Ribeirão Itaim, Capivari e Parelheiros) e da Represa Billings (Rio Taquacetuba). Tem capacidade de produção de até 16 mil litros de água por segundo e abastece 4,9 milhões de pessoas das Zonas Sul e Sudoeste da Capital. 

 

Quando essa matéria foi escrita inicialmente, o Guarapiranga apresentava um volume de 68,4% e hoje no dia 05/11 apresenta um leve queda em relação a domingo (03/11) . Veja abaixo o quadro da situação dos mananciais no dias 03 e 05/11 em São Paulo:

 

mananciais

 

Já hoje dia 05/11, fizemos uma atualização e observamos que o volume do Guarapiranga caiu um pouquinho e está com 67,4%.

 

mananciais_2 

Previsão próximos dias

 

O forte aquecimento e o avanço de áreas de instabilidade pelo estado de São Paulo vão ajudar a espalhar nuvens carregadas que provocam pancadas de chuva de até forte intensidade. Não dá para descartar o risco de temporais. De acordo com os meteorologistas da Climatempo, os maiores volumes de chuva deverão ser observados na faixa que vai do Vale do Ribeira ao Vale do Paraíba, incluindo Sorocaba, Região metropolitana de São Paulo e o litoral.

 

A tendência para semana é de chuva acontecendo todos os dias no estado, principalmente na faixa leste paulista. Por conta disto, a temperatura não sobe muito e o calorão vai diminuir um pouco em relação ao último fim de semana.   

 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

16°
min

26°
max

0mm / 0%