Você sabe explicar o que é o efeito da ilha urbana de calor?

23/06/2020 às 14:02
por Redação

Oferecimento
Os efeitos das diferentes temperaturas entre áreas urbanas e rurais.

 

A ilha urbana de calor não é um fenômeno recém-descoberto. Usando simples termômetros de mercúrio, observadores do tempo notaram por cerca de dois séculos que as cidades tendem a ser mais quentes do que as áreas rurais que as cercam.

 

Da mesma forma, pesquisadores têm notado que a magnitude das ilhas de calor pode variar significativamente entre cidades. No entanto, eles são capazes de filtrar esses efeitos das tendências de longo prazo. No geral, o efeito da ilha de calor urbana não contribuiu muito para o nosso mundo em aquecimento. Outras atividades humanas, principalmente a queima de combustíveis fósseis, são os principais culpados.

 

Crédito: Mapa feito por Robert Simmon, usando dados do Programa Landsat.

Saiba mais em Climate Kids da NASA.

 

Essas imagens do satélite Landsat da NASA / USGS mostram os efeitos de resfriamento das plantas no calor da cidade de Nova York. À esquerda, as áreas do mapa verde escuro têm vegetação densa. Observe como essas regiões correspondem às regiões roxas escuras - aquelas com as temperaturas mais baixas - à direita.

 

O que é uma Ilha Urbana de Calor?

Uma ilha urbana de calor ocorre quando uma cidade vivencia temperaturas muito mais quentes do que as áreas rurais próximas.

 

Por que isso acontece?

Uma área urbana é uma cidade. Uma área rural está fora no campo. O calor e a luz do sol atingem a cidade e o campo da mesma maneira. A diferença de temperatura entre áreas urbanas e áreas rurais menos desenvolvidas tem relação com o quão bem as superfícies em cada ambiente absorvem e retêm calor.

 

Se você viajar para uma área rural, provavelmente descobrirá que a maior parte da região é coberta por plantas. Grama, árvores e terras agrícolas, até onde os olhos podem ver.

 

As plantas absorvem a água do solo através de suas raízes. Então, elas armazenam a água em suas hastes e folhas. A água eventualmente se move para pequenos orifícios na parte debaixo das folhas. Lá, a água líquida se transforma em vapor e é liberada no ar. Esse processo é chamado de transpiração. Ele atua como o ar condicionado da natureza.

 

Quando você visita uma cidade grande, não vê muitas plantas. Ao invés disso, você verá calçadas, ruas, estacionamentos e prédios altos. Essas estruturas são geralmente compostas de materiais como cimento, asfalto, tijolo, vidro, aço e telhados escuros.

 

O que os materiais de construções urbanas têm em comum?

Antes de tudo, materiais como asfalto, aço e tijolo geralmente têm cores muito escuras - como preto, marrom e cinza. Um objeto escuro absorve todos os comprimentos de onda da energia da luz e os converte em calor, assim o objeto fica quente. Por outro lado, um objeto branco reflete todos os comprimentos de onda da luz. A luz não é convertida em calor e a temperatura do objeto branco não aumenta visivelmente. Assim, objetos escuros - como materiais de construção - absorvem o calor do sol.

 

Para esfriar as ilhas urbanas de calor, algumas cidades estão “suavizando”  suas ruas. Isso é feito cobrindo ruas de asfalto pretos, estacionamentos e telhados escuros com um revestimento cinza mais refletivo. Essas mudanças podem reduzir drasticamente a temperatura do ar urbano, especialmente durante o calor do verão.

 

Plantar jardins em telhados urbanos também pode ajudar a refrescar a cidade! De fato, um estudo em Los Angeles, na Califórnia, calculou que mudanças como essas seriam suficientes para economizar cerca de 100 milhões de dólares por ano em custos de energia!

 

Os materiais de construção urbana são outra razão pela qual as áreas urbanas retêm o calor. Muitos materiais de construção modernos são superfícies impermeáveis. Isso significa que a água não pode fluir através de superfícies como um tijolo ou um pedaço de cimento, como faria através de uma planta. Sem um ciclo de fluxo e evaporação da água, essas superfícies não têm nada para resfriá-las.

 

Para ajudar a resfriar a ilha de calor, os engenheiros podem usar materiais que permitirão que a água flua. Esses materiais de construção - chamados materiais permeáveis ​​- promovem a captação e o fluxo da água, que esfria as regiões urbanas.

 

O que isso significa?

As ilhas urbanas de calor são uma das maneiras mais fáceis de ver como o impacto humano pode mudar nosso planeta. Afinal, calçadas, estacionamentos e arranha-céus não existiriam se os humanos não estivessem lá para construí-los. E, apesar dessas estruturas serem essenciais para a vida na cidade, as ilhas de calor que elas criam podem ser perigosas para os seres humanos.

 

No verão, a cidade de Nova York fica cerca de 4ºC mais quente do que as áreas rurais. Isso não parece muito, mas essas temperaturas mais altas podem fazer com que as pessoas se desidratem ou sofram de exaustão pelo calor. As temperaturas mais altas também exigem mais energia para operar ventiladores e aparelhos de ar condicionado. Isso pode levar a quedas de energia e um sério perigo para a saúde pública.

 

Mas existem coisas que podemos fazer para ajudar a refrescar as cidades. E os satélites da NASA podem ajudar a descobrir onde essas cidades estão mais quentes.

 

Satélites de observação da Terra, como Landsat e Suomi-NPP, podem observar a vegetação e temperatura da superfície da Terra. Os cientistas podem usar essas informações para rastrear pontos de acesso em cidades do planeta. Os cientistas da NASA, com suas visões globais de satélite, estão trabalhando para entender as ilhas urbanas de calor e ajudar os planejadores urbanos a construir cidades mais eficientes em termos energéticos, mais frias e mais seguras.

 

Este conteúdo é uma tradução e adaptação de textos da NASA. Para acessar a publicação original, clique aqui.

FASES DA LUA

  • Nova
    20/07
  • Crescente
    27/07
  • Cheia
    05/07
  • Minguante
    12/07

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    20/06
  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12