Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Plataforma permite entender realidade da Amazônia Legal

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Foto: iStock

4 min de leitura

 

Por Angélica Queiroz (O Mundo Que Queremos)

 

 

Foto: visão aérea de parte da floresta amazônica (iStock)

 

Já pensou em usar dados para compreender as relações entre os diferentes temas da região da Amazônia Legal de forma intuitiva? O projeto Amazônia 2030 acaba de lançar, em parceria com o Departamento de Economia da PUC-Rio, o Data Zoom Amazônia, a primeira plataforma interativa de visualização e cruzamento de dados da região. São informações sobre nove estados do Brasil – Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins –, que podem ajudar a planejar o desenvolvimento socioeconômico da região amazônica.

 

Conheça alguns projetos de bioeconomia para a Amazônia

 

A ferramenta possibilita ao usuário cruzar dados e compreender relações entre diferentes temas, o que diminui o trabalho manual e a necessidade de tabelas, facilitando e agilizando pesquisas acadêmicas e o trabalho de jornalistas. São três assuntos principais: meio ambiente, economia e social, com subdivisões em outros quatro temas: desmatamento, comércio exterior, mercado de trabalho e desenvolvimento.

 

 

“O nosso objetivo é que o usuário conte histórias com base nos dados. A ideia é estimular as pessoas a olharem uma série de bases e descobrir como elas podem se relacionar. Buscamos simplificar o acesso aos microdados da Amazônia Legal e desenvolver uma plataforma de visualização de dados que seja aberta, acessível, interativa e parametrizável”, afirma Gustavo Gonzaga, coordenador do projeto Data Zoom.

 

O site reúne bases de diferentes fontes, como o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mas a ideia é ser sempre atualizado com dados desses e de outros parceiros.

 

Ajudar as cidades amazônicas na adaptação às mudanças climáticas

 

 

Sobre o Amazônia 2030

 

Como desenvolver a Amazônia, aproveitando de forma sustentável os recursos naturais? Para responder a essa pergunta, quatro reconhecidas organizações de pesquisa brasileiras se juntaram para fazer o mais completo plano de ações para a Amazônia dar um salto de desenvolvimento humano e econômico preservando seus recursos naturais até 2030. Trata-se do projeto Amazônia 2030.

 

O projeto é uma iniciativa conjunta do Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e do Centro de Empreendedorismo da Amazônia, ambos situados em Belém, com a Climate Policy Initiative (CPI) e o Departamento de Economia da PUC-Rio, localizados no Rio De Janeiro

 

Pesquisadores têm gerado conhecimento a partir das experiências dos povos da floresta, empresários, empreendedores e agentes públicos. Esses documentos reúnem recomendações práticas, que poderão ser aplicadas por agentes privados e públicos.

 

 

+ mais notícias