Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Abril começa com chuva e frio precoce

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

O mês de março terminou com uma mudança significativa da posição da precipitação no Brasil. A chuva acima da média foi verificada no Sul e em partes de São Paulo e de Mato Grosso do Sul, área que passou por estiagem intensa durante todo o verão.

 

Por outro lado, os Estados do Rio De Janeiro (noroeste fluminense), Espírito Santo (sul do Estado), Minas Gerais, Bahia, Piauí, Maranhão, Goiás, leste de Mato Grosso e sudeste de Goiás terminaram o mês com precipitação abaixo da média histórica. Inclusive, não chove intensamente há pelo menos 30 dias no interior do Espírito Santo e em boa parte de Minas Gerais, gerando um novo núcleo de estiagem no Brasil.

 

Após estiagem, chuva aumenta no Sul

 

Durante esse mês de abril, a gangorra da chuva permanecerá sobre o Sul do Brasil por conta de padrões favoráveis verificados na temperatura do oceano Atlântico. As maiores anomalias (ou seja, onde a chuva fica acima da média) serão vistas no norte de Santa Catarina e no leste do Paraná. Também há um núcleo secundário de chuva acima da média sobre a metade norte do Rio Grande do Sul.

 

No Sudeste, também há previsão de chuva acima da média sobretudo ao longo do litoral do Estado de São Paulo, Vales do Paraíba e Ribeira, Serra da Mantiqueira e Costa Verde Fluminense, que aliás, nestes primeiros dois dias de abril, a chuva no Litoral Norte paulista e na Costa Verde já ultrapassaram a média do mês. A chuva acima da média também será vista e diminuirá os efeitos da estiagem no sul do Espírito Santo, leste, sul e oeste de Minas Gerais. Apenas áreas do norte e noroeste de Minas Gerais permanecerão sob chuva abaixo da média, embora com anomalias mais modestas que as registradas em março.

 

precipitacao_anomalia_mensal_reanalise_2022-04-01

 

No Centro-Oeste, a chuva permanecerá abaixo da média na maior parte da Região. Destacamos anomalias mais significativas no centro e oeste de Mato Grosso e no norte de Goiás. A chuva acima da média será vista sobretudo no nordeste de Mato Grosso do Sul, sudoeste de Goiás e no sul de Mato Grosso.

 

O Nordeste também receberá chuva abaixo da média e justamente nesta Região veremos as maiores anomalias negativas de precipitação no Brasil com destaque para áreas do sul do Maranhão e do Piauí e no litoral de Alagoas e de Pernambuco. Por outro lado, choverá mais que o normal no sul da Bahia e na costa norte da região, entre o Rio Grande do Norte e o Maranhão.

 

Por fim, o Norte receberá chuva acima da média em sua grande porção, com significativa anomalia no litoral do Pará e do Amapá. As exceções serão Roraima, Tocantins, leste do Pará e o sul dos Estados do Acre e de Rondônia, onde fica abaixo da média. 

 

Abril será mais frio que o normal

 

Há previsão de quedas sucessivas de temperatura a partir de agora, tanto que o mês de ABRIL será mais frio que o normal no Sul. A temperatura também ficará mais baixa que o normal em boa parte do Sudeste, Centro-Oeste e Norte. Somente Tocantins, Maranhão e Piauí terão calor significativo e acima da média histórica. As ondas de frio tendem a ser precoce neste ano. 

 

+ mais notícias