Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Vai esfriar mais nesta quinta-feira

27/04/2016 às 11:56
por Josélia Pegorim

Atualizado 27/04/2016 às 20:44

O ar frio de uma grande e forte massa de ar polar entrou com muita força sobre o Brasil nesta quarta-feira. O frio aumentou muito e bateu recordes para 2016 em todas as capitais da Região Sul, em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, em Cuiabá, capital de Mato Grosso, em Porto Velho, capital de Rondônia e em Rio Branco, capital do Acre.

A presença do ar polar intenso, chuva, falta de sol e ventos moderados no decorrer desta quarta-feira mantiveram as temperaturas baixas e a sensação de muito frio durante todo o dia. Porém, ainda deve esfriar mais nesta quinta-feira. O centro da massa polar, que é a região mais fria, permanece entre o Brasil, a Argentina e o Paraguai  e nesta posição, o ar polar chega com mais força ao Brasil.

A atuação desta massa polar ainda será muito forte sobre o Brasil até o sábado mantendo o frio intenso à noite. O Sul do Brasil e o sul de Mato Grosso do Sul terão geada nesta quinta e na sexta-feira.

 

Duplo recorde de frio Porto Alegre, Florianópolis, em Campo Grande e em Cuiabá.

Mas com a persistência do ar polar intenso no decorrer da tarde, recordes de menor temperatura máxima e tarde mais fria do ano também foram batidos em Porto Alegre, Florianópolis, em Campo Grande e em Cuiabá. Assim, estas capitais tiveram duplo recorde de frio registrando as menores temperaturas máximas e menores mínimas até agora.

No caso das capitais do Sul, do Acre e de Rondônia, as temperaturas mínimas registradas nesta quarta-feira não foram menores do que os recordes de 2015. Mas nas capitais Campo Grande e Cuiabá, as temperaturas foram menores do que os recordes de frio observados em 2015. Todos os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia, considerando as medições das estações meteorológicas convencionais para as capitais do Sul, Cuiabá e Rio Branco, e automáticas para Campo Grande e Porto Velho, pois não há mais medição com aparelhos convencionais nestas capitais.

 

Porto Alegre (RS): 9,5°C (2015: 4,5°C em 16 de junho)

Máxima de 15,6°C (menor do ano, tarde mais fria)

 

Florianópolis (SC): 12,0°C (2015: 6,1°C em 16 de junho)

Máxima de 21,3°C (menor do ano, tarde mais fria)

 

Curitiba (PR): 6,9°C (2015: 1,9°C em 16 de junho)

Máxima de 18,8°C (não foi recorde, pois a menor máxima é 18,2°C em 13 de março)

 

Rio Branco (AC): 15,6°C (2015: 15,2°C em 20 de junho)

 

Porto Velho (RO): 18,2°C (2015: 16,3°C em 1 setembro)

 

Cuiabá (MT): 14,1°C (2015: 15,0°C em 23 de julho)

 

Campo Grande (MS): 7,5°C (2015: 9,0°C em 5 de julho)

Máxima de 17,3°C (menor do ano, tarde mais fria)

 

A presença do ar polar intenso, chuva, falta de sol e ventos moderados no decorrer desta quarta-feira mantiveram as temperaturas baixas e a sensação de muito frio. Porém, ainda deve esfriar mais nesta quinta-feira. O centro da massa polar, que é a região mais fria, permanece entre o Brasil, a Argentina e o Paraguai  e nesta posição, o ar polar chega com mais força ao Brasil.

A atuação desta massa polar ainda será muito forte sobre o Brasil até o sábado mantendo o frio intenso à noite. O Sul do Brasil e o sul de Mato Grosso do Sul terão geada nesta quinta e na sexta-feira.