Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Risco de ressaca no Sudeste

17/11/2016 às 11:29
por Josélia Pegorim

Atualizado 18/11/2016 às 21:10

Mar agitado e ressaca

O mar fica mais agitado na costa do Sul e do Sudeste do Brasil e também no litoral da Bahia no período de 18 e 21 de novembro de 2016. A passagem da ex-tempestade subtropical Deni e formação de outra baixa pressão ao largo da costa de São Paulo e do Rio de Janeiro geram ventos fortes que forçam a elevação das ondas.

 

Alerta de ressaca

A Marinha do Brasil alerta que ainda há risco de ressaca entre Laguna (SC) e São Sebastião (SP) até 00 UTC de 20/11/16 (22h de 19/11/16), noite deste sábado, 19 de outubro. As ondas podem alcançar até 3,0 metros. Veja o alerta original abaixo

 

AVISO NR 1621/2016

AVISO DE RESSACA

EMITIDO ÀS 1530 HMG - QUA - 16/NOV/2016

RESSACA ENTRE LAGUNA (SC) E SÃO SEBASTIÃO (SP) A PARTIR DE 180000 HMG. ONDAS DE SE 2.5/3.0 METROS.

VÁLIDO ATÉ 200000 HMG.

 

Durante o dia 19 de novembro, sábado, o mar fica muito agitado  descartar também há risco de ressaca entre o litoral norte de São Paulo e a região dos Lagos, no litoral do Rio de Janeiro.

A Marinha emitiu alerta de ressaca para a região entre São Sebastião (SP) e o Cabo de São Tomé (RJ) no litoral do estado do Rio de Janeiro, com ondas que podem atingir 3,0 metros, mas com séries maiores. O alerta vale até a manhã do domingo, 20. Confira o alerta original da Marinha.

 

AVISO NR 1625/2016

AVISO DE RESSACA

EMITIDO ÀS 1700 HMG - QUI - 17/NOV/2016

RESSACA ENTRE SÃO SEBASTIÃO (SP) E CABO DE SÃO TOMÉ (RJ) A PARTIR DE 181200 HMG. ONDAS DE SW/S 2.5/3.5 METROS.

VÁLIDO ATÉ 201200 HMG.

 

 

Confira imagens da maior ressaca de 2016 no fim de outubro

 

O mar também fica muito agitado na costa do Espírito Santo no decorrer do sábado, 19 de novembro, até a madrugada do domingo,  com ondas que podem atingir 2,5 metros.  Parte do swell chega com direção sudeste na costa capixaba, levando as grandes ondas para o litoral. Veja o alerta original da Marinha.

AVISO NR 1644/2016

AVISO DE RESSACA

EMITIDO ÀS 1430 HMG - SEX – 18/NOV/2016

RESSACA ENTRE GUARAPARI (ES) E REGÊNCIA (ES) A PARTIR DE 190000 HMG. ONDAS DE S/SE 2.5 METROS.

VÁLIDO ATÉ 200600 HMG.

 

Durante a tarde e noite do dia 19 de novembro, o mar fica agitado no sul da Bahia e as ondas aumentam. O mar segue agitado no dia 20, domingo, com ondas de até 1,5 metros no litoral, mas podendo chegar a 2,5 metros em alto-mar.

 

Este swell tem direção predominante de sul e passa rapidamente pela costa do Sudeste. A pior situação ocorre durante o dia 19.  Durante o dia 20 de novembro, domingo, o swell se afasta para alto-mar e as ondas diminuem até a noite em toda a costa do Sul e do Sudeste. Ainda pode haver ressaca na madrugada no litoral do Rio de Janeiro e do Espírito,  mas as ondas diminuem à tarde e não há mais risco de ressaca. Porém, mas o mar continua agitado no litoral do Sudeste.

 

 

 

 

Tempestade subtropical Deni

A tempestade subtropical Deni que se formou sobre o mar no feriado de 15 de novembro, entre São Paulo e Rio de Janeiro, perdeu força e já se afastou para alto-mar.

Na carta meteorológica de 12 UTC de 16/11/16 (10h em Brasília) elaborada pela Marinha do Brasil, Deni ainda aparecia como uma tempestade subtropical e o valor mínimo de sua baixa pressão era de 998 hPa.

Carta sinótica da Marinha de 12 UTC de 17/11/16 ( 10h de 16/11/16)

 

 

Na análise de 00 UTC de 17/11/16 (22h de 16/11/16), a baixa pressão do sistema ainda estava com 998 hPa, porém mais afastado do continente e não era mais considerado uma tempestade subtropical, apenas uma baixa pressão forte.

 

Carta sinótica da Marinha de 00 UTC de 17/11/16 ( 22h de 16/11/16)

 

 

Entenda a diferença entre ciclone subtropical, ciclone tropical e ciclone extratropical

 

A baixa pressão associada com a ex-tempestade subtropical Deni continua se deslocando sobre o oceano nas próximas 24 horas e não terá mais influência no litoral do Sudeste. Mas outra baixa pressão se forma no decorrer desta sexta-feira, 18, perto do litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro. Na animação de mapas, a letra B representa esta nova baixa pressão que se intensifica nas próximas 48 horas, mas sobre o oceano, afastada da costa brasileira

 

 

 

Entenda como se formou a tempestade subtropical Deni