Inverno quente em Palmas

31/08/2016 às 16:38
por Angela Ruiz

Oferecimento
Temperatura ficou acima da média

Com o sol de quase primavera/verão, sem chuva e sem ar polar, Palmas vai terminar o Inverno quente. Mas isto é normal. Tecnicamente julho, Agosto, Setembro e Outubro são os meses mais quentes do ano na capital do Tocantins.

 

A temperatura neste inverno ficou muito acima da média Climatológica, tanto as máximas quanto as mínimas, explica a meteorologista Michele Fernandes, da Climatempo

 

Em Junho a temperatura média (mínima e máxima observadas) foram de 22,7°C e 35,9°C, enquanto a normal climatológica é de 16,4°C e 32°C, respectivamente. Em Julho, a média de mínima ficou em 21,6°C e de máxima 37,4°C, enquanto a normal é de 15,4°C e 32,4°C. Em Agosto, até agora, a temperatura média mínima registrou média de 23,1°C e média máxima de 38,9°C, sendo que o normal é 16,6°C e 34,5°C, respectivamente.

 

A justificativa para este não "resfriamento" seria a influência do El Nino entre 2015 e o início deste ano, informa Fernandes.

 

 

Além de quente Palmas também tem estado muito seco. Segundo dados da estação convencional do Inmet - Instituto Nacional de Meteorologia, neste mês de Agosto a umidade relativa do ar ficou igual e/ou abaixo de 30% em praticamente quase todo o mês, o que caracteriza estado de atenção. Nos dias, 10 e 11 de Agosto, a umidade caiu ainda mais chegando a 17%.

 

O nível mínimo de umidade no ar recomendado pela Organização Mundial da Saúde para a saúde humana é de 60%. O problema não está apenas num valor momentâneo muito baixo, mas na persistência da situação de secura no ar, com muitas horas consecutivas de um ar com umidade abaixo dos 60%.

 

Na manhã desta quarta-feira o aeroporto local reportou muita fumaça pela cidade de Palmas e a qualidade do ar piorou o que prejudica a população, principalmente crianças e idosos. Ontem (30), uma área de queimada atingiu uma linha de transmissão de energia no Tocantins e o fogo atingiu as subestações de Miracema do Tocantins e Rio dos Bois, na região central do estado. O problema deixou 12 estados com abastecimento de energia prejudicado, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

 

Nesta quarta-feira (31), a empresa de energia fez um alerta e disse que realiza todos os anos uma campanha educativa contra as queimadas.

 

Segundo dados do sistema de Monitoramento de Queimadas e Incêndios do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe), 8.647 focos de queimadas foram registrados no Tocantins até esta terça-feira (30). O Tocantins é o segundo no ranking de queimadas do país, atrás apenas do Mato Grosso, que registrou 16.367 focos no mesmo período.

CIDADES RELACIONADAS

Palmas - TO

21°
min

34°
max

0mm / 0%