Belo Horizonte em emergência

14/12/2016 às 12:25
por Josélia Pegorim

Atualizado 14/12/2016 às 23:15

Oferecimento
Chuva continua sobre MG nesta quinta

O prefeito de Belo Horizonte decretou estado de emergência na cidade por causa dos estragos causado pela chuva muito volumosa desta quarta-feira, 14 de dezembro

Volumes de chuva extremamente elevados, acima de 100mm em 24h, caíram sobre a região da Grande Belo Horizonte e outras áreas próximas da capital mineira causando alagamentos, deslizamentos de terra e enchentes.

A tabela mostra os locais onde acumulados superaram os 100 mm entre 22h do dia 13 e 22h do dia 14 de dezembro, segundo a medição do CEMADEN.

 

Em Brumadinho, o total de chuva acumulado o centro da cidade em 14 dias já superava os 350 mm, volume que representa mais do que a média normal para dezembro que é de aproximadamente 330 mm.

Em Belo Horizonte, no Taquaril, choveu cerca de 240 mm até o dia 13. Somando a chuva do dia 14, o total acumulado no mês já estava em torno dos 300 mm. A média de chuva para Belo Horizonte fica em torno de 220 mm.

Locais onde o volume de chuva superava os 90 mm entre 10h do dia 13 e 10h do dia 14/12/16.

 

 

A chuva forte e volumosa foi provocada por nuvens muito carregadas que já estavam sobre diversos locais de Minas Gerais desde a terça-feira, mas se intensificaram particularmente sobre a Grande Belo Horizonte.

A sequência de imagens entre 1h da madrugada e 10h da manhã de 14/12/16 mostra claramente a persistência das nuvens muito carregadas sobre a Grande Belo Horizonte, que são representadas por manchas vermelhas e azuladas.

 

 

Chuva deixa MG em perigo

As áreas de instabilidade que estão sobre a Região Sudeste são reforçadas por uma frente fria, mas que tem forte intensidade para os padrões de dezembro. Tecnicamente esta frente fria atingiu o litoral do Rio De Janeiro nesta quarta-feira e até a noite da quinta-feira, 15, alcança o litoral norte do Espírito Santo e o extremo sul da Bahia.

O ar polar desta frente fria é forte e o impacto deste ar frio com o ar quente e úmido que predomina sobre a Região Sudeste estimula a formação de muitas nuvens e mais chuva.

 

A população de Minas Gerais deve ficar muito atenta para as condições meteorológicas nas próximas 24 horas. A situação é de alerta porque ainda há risco de chover forte nesta quinta-feira em muitas áreas do centro, leste, sul e oeste de Minas Gerais, incluindo as cidades da Grande Belo Horizonte e da Zona da Mata Mineira que já receberam muita chuva desde o começo desta semana.

 

 

 

 

Excesso de chuva

A chuva desta semana aumenta o risco de enchente, grandes alagamentos e deslizamento de terra.

A situação é bastante preocupante porque a maioria das regiões de Minas Gerais, incluindo a Grande Belo Horizonte, recebeu um grande volume de chuva em novembro e já tiveram enchente. A chuva volumosa desta semana cai sobre solos que já estão muito úmidos e até encharcados, portanto mais vulneráveis aos efeitos desastrosos da chuva. Os rios também ficaram com níveis elevados depois da chuvarada de novembro.

 

CIDADES RELACIONADAS

Rio de Janeiro - RJ

19°
min

29°
max

20mm / 67%

Belo Horizonte - MG

17°
min

27°
max

10mm / 67%