ASAS diminui chuva em parte do CO

23/12/2016 às 17:29
por Josélia Pegorim

Atualizado 23/12/2016 às 17:54

Oferecimento
Mas ainda há risco de temporais

A chuva vai dar uma relativa trégua ao estado de Mato Grosso nesta última semana de 2016. Isto não quer dizer que vai parar de chover e nem que não vai chover forte nos próximos dias. A frequencia da chuva vai diminuir por causa da intensificação de um sistema de alta pressão atmosférica sobre parte do Brasil conhecido como Alta Subtropical do Atlântico Sul.

 

Os mapas mostram a estimativa de chuva para o Centro-Oeste. Os maiores acumulados para cada período de cinco dias são representados pelos tons de verde.

 

Entenda porque a alta pressão reduz a chuva.

 

 

Pouca chuva em GO e no DF

Esta alta pressãoreduziu as condições para chuva sobre o Distrito Federal e sobre o estado de Goiás nos últimos dias. Assim, o primeiro fim de semana do verão será com pouca chuva nestas áreas. Neste sábado, não deve chover em Goiânia e nem em Brasília. O sul de Goiás pode ter pancadas de chuva a qualquer hora.

No  domingo, dia de Natal, do Distrito Federal e o norte goiano devem continuar secos, mas Goiânia e as outras áreas de Goiás voltam as ter pancadas de chuva a partir da tarde. Pode até chover forte, mas a chuva não será generalizada.

 

Confira a previsão climática para o verão 2016

 

Muita chuva em MS

O estado de Mato Grosso do Sul terá muita chuva no primeiro fim de semana do verão. As áreas de instabilidade que já estão sobre o estado serão reforçadas pela passagem de uma frente fria sobre o Sul do Brasil. Há risco de chuva forte durante o fim de semana, inclusive em Campo Grande.

 

 

Chuva causa problemas na soja em MT

A chuva frequente e generalizada que vem caindo sobre o Mato Grosso desde o começo de novembro já começou a causar transtornos para os agricultores especialmente do centro-norte de do estado. Com o excesso de chuva, a umidade tem estado elevada nas lavouras de soja, o que estimula a propagação de fungos e atrapalha execução dos cuidados básicos diários.

Em Guarantã do Norte choveu 165,8 mm entre 10h do dia 22 e 10h de 23 de dezembro. Segundo Instituto Nacional de Meteorologia, foi o maior volume de chuva no Brasil neste período. Apesar dos frequentes eventos de chuva forte, a chuva de dezembro ainda estava abaixo da média na maioria das áreas do estado até a manhã do dia 22. Isto é explicado porque a média de chuva normal para dezembro é muito alta em Mato Grosso, em geral superando os 300 mm.

CIDADES RELACIONADAS

Natal - RN

22°
min

31°
max

2mm / 90%

Campo Grande - MS

16°
min

29°
max

0mm / 0%