Fevereiro começou com temporais em SP

01/02/2017 às 08:02
por Redação

Atualizado 01/02/2017 às 22:46

Oferecimento
Balanço da chuvarada de 01/02/2017

Janeiro de 2017 terminou em tempestades e fevereiro começou com temporais, palavras sinônimas que significam muita chuva.

Os maiores volumes de chuva nesta quarta, 1 fevereiro, até por volta das 20h30, caíram sobre cidades da Grande São Paulo. Na contabilidade do CEMADEM– Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais - Santana de Parnaíba teve quase 100 mm em 6 horas de chuva.

Pelo CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo - choveu 70 mm em Itaquera, entre 21h do dia 31/1 e 21h do dia 1/2, mas 49,4 mm caíram entre 16h e 17h desta quarta-feira.

Rios voltaram a subir para cotas de emergência pelo interior de São Paulo e é preocupante a situação no Vale do Ribeira onde o rio Ribeira do Iguape transbordou.

Na cidade de São Paulo, o temporal da tarde e noite do primeiro dia de fevereiro de 2017 deixou rias alagadas e fez com que vários rios e córregos transbordassem.

Em Sorocaba, o dilúvio que caiu na tarde e noite do dia 31 de janeiro transformou muitas ruas e avenidas da cidade em grandes e caudalosos rios.

Confira quanto choveu em 24h em bairros da cidade de São Paulo, segundo o CGE

 

 

 

Veja os maiores volumes de chuva registrados em 6 horas pelo CEMADEN no estado de São Paulo

 

 

 

Ribeira do Iguape transborda no sul de SP e rio Tietê entra em alerta em São Paulo

Às 20h55, as áreas de chuva sobre a Grande São Paulo já haviam diminuído muito em relação ao observado às 19h. A chuva se concentrava sobre bairros das zonas leste e norte da cidade de São Paulo. Mas ainda chovia por todo o Grande ABC e nos municípios do leste da Grande São Paulo como Suzano, Mogi das Cruzes, Arujá.

Radares meteorológicos ainda detectavam chuva generalizada sobre a Baixada Santista e no litoral norte de São Paulo.

 

 

Pelo interior do estado, por volta das 21h, outra área de instabilidade organizada continuava avançando do oeste para a região central do estado de São Paulo, mas é pouco provável que esta chuva chegue a Grande São Paulo. Os radares meteorológicos detectavam chuva forte na região de Monte Aprazível, Tanabi, Getulina, Marília, Pompéia e Echaporã.

 

 

O temporal que caiu sobre São Paulo na primeira tarde de fevereiro de 2017 deixou ruas alagadas e fez com que o nível de vários córregos e rios se elevassem novamente para cotas de emergência e até de extravasamento.

Com os temporais desta semana pelo interior de São Paulo, rios que haviam baixado para níveis normais no fim de semana, voltaram a subir e a transbordar.

Segundo o CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura - o rio Itaquera Mirim, na região de Guaianases, zona leste da capital, transbordou às 17h58. O córrego Perus, em Perus, na zona norte, também transbordou às 17h45. 

A região de Perus e de Guaianases permaneciam em alerta para alagamentos às 19h e as outras regiões da capital em atenção, segundo o CGE.

Os radares Climatempo-USP detectavam chuva generalizada sobre a cidade de São Paulo às 18h55.

 

Confira a situação dos rios na Grande São Paulo e também pelo interior.

 

Situação em 01/02/2017, às 21h00

Rio Tietê em Guarulhos (Jardim Guaracy): cota de atenção, baixando

Rio Tietê São Paulo (ponte do Limão): cota de alerta, estável

Rio Tietê São Paulo (ponte Dutra): cota de atenção, baixando

Rio Tietê São Paulo (ponte do Piqueri): cota de atenção, subindo

Rio Tietê São Paulo (barragem móvel - montante): cota de atenção, subindo
Rio Tietê São Paulo (barragem móvel - jusante): cota de alerta, subindo

Rio Aricanduva em São Paulo (Shopping): cota de alerta, baixando

Ribeirão dos Couros, em S. Bernardo do Campo (Ford): cota de atenção, baixando
Ribeirão dos Meninos
em São Paulo (Clube São José): normal (transbordou às 17h40)

Córrego Água Espraiada em São Paulo (piscinão Jabaquara): cota de atenção, baixando

 

Nível dos rios no interior de SP

Região de Campinas e de Piracicaba

Situação em 01/02/2017, às 21h10

Rio Atibaia em Atibaia: cota de emergência, estável

Rio Atibaia em Itatiba (Bairro da Ponte): cota de atenção, baixando

Rio Atibaia (acima de Paulínia) em Paulínia: cota de alerta, estável

Rio Capivari em Campinas: cota de emergência, baixando

Rio Capivari (Sabesp) em Monte Mor: cota de alerta, estável

Rio Piraí (captação DAEE) em Salto: cota de emergência, baixando

 

Região do Vale do Ribeira

Situação em 01/02/2017, às 21h10

Rio Ribeira de Iguape em Sete Barras: transbordando desde o fim da manhã, baixando

Rio Ribeira de Iguape em Jacupiranga: transbordando , subindo

Rio Ribeira de Iguape em Registro: cota de atenção, subindo

 

O rio São Lourencinho transbordou em Miracatu e deixou ruas alagadas.

 

 

Segundo o SAISP - Sistema de Alerta e Inundações de São Paulo , o córrego Lajeado, na zona leste, região de Itaquera (rua Manuel Barbalho de Lima) transbordou às 16h50 e o rio Verde (rua Cunha Porã), região do Itaim Paulista, também na zona leste transbordou às 16h30.

Pela medição do CGE, entre 16h e 18h choveu 49,4 mm em Itaquera, 29,2 mm no Itaim Paulista, 40,4 mm em São Mateus, 20,2 mm em Santo Amaro e 20,4 mm no Riacho Grande (São Bernardo do Campo).

Na Vila Mariana choveu 27,4 mm entre 15h e 16h. Neste mesmo período choveu 22,5 mm na Vila Prudente.

Segundo o CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura - às 17h45 haviam 4 pontos na cidade com alagamento intransitável.

 

Na região da Climatempo voltou a chover forte às 17h45.

 

Temporal em São Paulo

Nuvens carregadas se espalham sobre a Grande São Paulo e provocam chuva forte. Por volta das 15h30, a chuva caía muito forte e com vento na região da Climatempo, no bairro da Vila Mariana. Na região do aeroporto de Congonhas, a temperatura às 15h era de 25°C.

Às 16h, o aeroporto de Congonhas registrou uma rajada de vento de 51 km/h. Por causa da chuva forte, a visibilidade baixou para 3000 metros e temperatura baixou para 19°C.

 

Nuvens escuras sobre a região da Climatempo por volta das 15h

 

Acompanhe a chuva pelos radares Climatempo-USP

 

 

Chuva forte na Grande SP

As áreas de instabilidade que estão sobre São Paulo voltam a se intensificar e as nuvens carregadas crescem novamente em várias regiões do estado provocando mais chuva.

Os radares Climatempo-USP começaram a detectar chuva moderada a forte na região central da cidade de São Paulo pouco antes das 14h. Acompanhe a chuva pelos, pois estão aumentam rápido e se espalham pela Grande São Paulo.

 

 

Chuva forte no litoral de SP

Nuvens carregadas também crescem no litoral sul de São Paulo e sobre a Baixada Santista e provocam chuva forte. Segundo o CEMADEN – Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais  - entre 13h30 e 14h30 choveu 17,8 mm em Itanhaém (Jardim Coronel).

 

 

Rios transbordam no interior de SP

Com a chuva volumosa que caiu na tarde e noite o dia 31 de janeiro, o nível dos rios voltou a subir.

Confira como estava o nível de alguns rios em 1/2/17 de acordo com o SAISP - Sistema de Alerta e Inundações de São Paulo.

 

Vale do Ribeira - 13h50

​A situação ficou crítica de ontem para hoje na região do ​Vale do Ribeira.  A chuva volumosa elevou o nível do rio Ribeira de Iguape. Às 11h, segundo o SAISP, o rio Ribeira de Iguape estava na cota de emergência em Sete Barras e transbordou por volta do meio-dia. Às 13h50,  o rio ainda estava em transbordamento e o nível da água continuava a subir. Em Jacupiranga,  o Ribeira de Iguape estava na cota de emergência neste horário.

 

 

Região de Campinas e de Piracicaba -  13h50 de 01/02/17

Rio Capivari em Campinas: transbordando, subindo

Rio Capivari (Sabesp) em Monte Mor: cota de alerta, baixando

Rio Piraí (captação DAEE) em Salto: cota de emergência, subindo

Rio Corumbataí em Rio Claro: cota de atenção, baixando

Rio Atibaia em Atibaia: cota de alerta, baixando

Rio Atibaia em Itatiba (Bairro da Ponte): cota de atenção, baixando

Rio Atibaia (Desembargador Furtado) em Campinas: nível normal

Rio Atibaia (acima de Paulínia) em Paulínia: cota de alerta, baixando

Rio Jaguari em Jaguariúna: cota de atenção, subindo

 

Fevereiro começa com tempo instável

O mês de janeiro terminou instável em São Paulo, com o título de quarto janeiro mais chuvoso na cidade de São Paulo desde 1943, ano em o Instituto Nacional de Meteorologia começou a fazer as medições meteorológicas no Mirante de Santana, na zona norte da cidade.

 

Confira o balanço de chuva do mês de janeiro de 2017 na cidade de São Paulo

 

 

 

Fevereiro começa bastante úmido

Áreas de instabilidade já se espalharam na manhã desta quarta-feira e chove fraco em algumas áreas da região metropolitana. A tendência é que ao longo do dia o sol apareça em alguns momentos, mas sempre entre muitas nuvens. A chuva deve se intensificar à tarde,  e até o fim do dia há risco de chuva forte, que pode vir acompanhada de raios e rajadas de vento. Estas condições do tempo são esperadas para todo o estado, inclusive a capital paulistaTodas as áreas estão sujeitas a temporal no decorrer do dia.

 

 

Por que tanta chuva?

A meteorologista Fabiana Weykamp explica como a combinação da circulação de ventos em diferentes níveis da atmosfera mantém as condições para chuva em São Paulo.

"Em baixos níveis (850 hPa), a circulação dos ventos atua como uma fonte de umidade das áreas tropicais para o estado de São Paulo. Nos níveis médios (500 hPa), é a presença de um cavado que estimula a formação de nuvens carregadas."

 

 

Acompanhe a previsão do tempo para os próximos dias na Região Sudeste

 

 

 

E para deixar o tempo ainda mais instável, Fabiana cita ainda a presença de um VCAN - Vórtice Ciclônico em Altos Níveis - que também está numa posição que reforçar instabilidade sobre São Paulo. "A borda deste sistema (região que favorece a instabilidade) também influencia o tempo em São Paulo."

 

Quando a chuva diminui?

Nesta quinta-feira a chuva começa a diminuir pelo interior do estado, mas a faixa leste ainda deve ficar bastante instável. De forma geral, a partir de sexta-feira o sol aparece mais forte e a frequência da chuva diminui. A chuva não vai parar completamente, mas já não há expectativa para pancadas generalizadas, só deve chover de forma pontual no fim da semana.

 

CIDADES RELACIONADAS

Campinas - SP

20°
min

26°
max

22mm / 90%

São Paulo - SP

19°
min

26°
max

11mm / 90%

FASES DA LUA

  • Nova
    15/02
  • Crescente
    23/02
  • Cheia
    31/01
  • Minguante
    07/02

ESTAÇÕES DO ANO

  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    22/09