Racionamento aumenta no DF

22/02/2017 às 17:48
por Angela Ruiz

Oferecimento
Calorão persiste no CO

Não para de chover no Mato Grosso. Há dias fortes áreas de instabilidade se formam e espalham nuvens carregadas sobre o estado. A região do Parecis é onde a situação está mais grave por conta do alto volume de chuva acumulado, principalmente nas áreas agrícolas, nas últimas quatro semanas.

 

A elevação da temperatura e a umidade alta sobre todo o Mato Grosso facilita a ocorrência de pancadas típicas de verão, que por vezes acontecem de forma moderada a forte. Pelo menos, até sábado (25), a tendência é que este padrão meteorológico de chuvas fortes ainda ocorram com frequência sobre o Mato Grosso.

 

Para Goiás e Distrito Federal a tendência é de aumento da umidade no fim de semana de Carnaval. A previsão indica chuva no Planalto Central o que pode aliviar um pouco a preocupação com o racionamento de água. Vale lembrar que essa chuva não vai resolver o problema da estiagem, mas vai contribuir para aliviar o calorão.

 

Racionamento aumenta no DF 

Nesta quarta-feira (22) a Caesb – Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal anunciou que a região central de Brasília, abastecida pelo reservatório de Santa Maria, vão ficar um dia sem água a cada seis dias. O racionamento está previsto para começar na próxima segunda-feira de Carnaval (27).

 

As primeiras regiões a entrar no rodízio na segunda-feira (27) são: Lago Norte, Varjão, Granja do Torto, Jardim Botânico, SAAN, SOF Norte. Na terça-feira de Carnaval (28), entram em racionamento a Asa Norte e o Noroeste. Na quarta-feira (01), Taquari, Paranoá, SMDB, Lago Sul e Itapoã. Nestas localidades, o abastecimento é interrompido às 8h, e só começa a ser retomado 24 horas depois.

 

 

Calor demais e chuva de menos no MS 

Na tarde desta última quarta-feira (22), às 16 horas, horário de Brasília, três cidades do Mato Grosso do Sul registraram temperaturas muito altas. São elas: Água Clara com 36,7°C, Bela Vista com 36,5°C e Três Lagoas com 36.1°C. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Com relação à chuva, de todos os estados do Centro-Oeste, é Mato Grosso do Sul que vem registrando desde o início da semana pancadas de chuva de forma mais irregular e mal distribuída. Para os próximos dias, não há expectativa de mudanças significativas. O tempo quente vai continuar predominando sobre o estado e as chuvas ocorrem de forma isolada.

 

Acompanhe a previsão para o Centro-Oeste

 

A meteorologista Josélia Pegorim analisa a distribuição e o volume de chuva estimado para diversas áreas do Brasil nos próximos 15 dias, até 9 de março de 2017. Assista:

 

CIDADES RELACIONADAS

Brasília - DF

20°
min

28°
max

10mm / 90%