ALERTA

1 notificações

Três frentes frias em uma semana

07/03/2017 às 15:38
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Ar polar só refresca

Sem o bloqueio atmosférico que predominou em fevereiro, provocado pela Alta Subtropical do Atlântico Sul, as frentes frias estão conseguindo chegar ao Brasil desde o início de março.

Todas as frentes frias, sejam no Hemisfério Sul ou no Hemisfério Norte, estão sempre associadas a uma massa de ar polar. Se não fosse assim, não poderiam ser chamadas de frentes frias.

Porém, nem sempre o ar polar que chega ao Brasil é forte ou consegue entrar no interior do continente.

 

O que é uma frente fria?

 

Numa situação normal, as massas polares mais fortes, mais frias, começam a chegar ao Brasil no decorrer do mês de maio. Mas em casos especiais, podemos ter massas polares fortes chegando do Brasil mesmo no verão ou, como ocorreu no ano passado, no final de abril. Mas aquela foi uma situação pouco comum.

 

Fim de abril de 2016: a frente fria mais esperada do ano

 

O ar está muito quente sobre o Brasil, como é comum nesta época, e para realmente esfriar uma parte do centro-sul do país seria necessária uma massa polar forte e de preferência que tivesse um deslocamento continental para que o ar polar entrasse no interior do país. O ar polar se mistura como o ar quente e faz a temperatura baixar nas áreas que estavam muito quentes.

 

 

 

Nas próximas 48 horas teremos duas massas polares atuando na costa do Sul e do Sudeste do Brasil, mas não poderemos dizer que vai esfriar, apenas refrescar em algumas áreas.

Estas massas polares são fracas e se juntam para fazer uma massa de ar de origem polar moderada. O ar mais frio atua especialmente sobre o mar, mas ventos frescos chegam a algumas áreas do interior do Sul e do Sudeste nos próximos dias.

Outra frente fria entra no Sul do Brasil na sexta-feira e avança pelo litoral do Sudeste no próximo fim de semana.

 

Então, por enquanto, não podemos falar em esfriar, mas só refrescar. Veja mais informações no vídeo.