Centro-Oeste vai ficar mais seco

12/07/2017 às 14:46
por Josélia Pegorim

Atualizado 12/07/2017 às 21:46

Oferecimento
Grande massa de ar seco influencia todas as Regiões do país

Uma grande massa de ar seco atua sobre o Brasil e influencia áreas de todas as Regiões do país. Estados da Região Centro-Oeste ficaram entre os mais secos nesta quarta-feira. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, Campo Grande e Cuiabá foram as capitais mais secas do país nesta  com 29% de umidade no ar às 15 horas (Brasília). 

 
Em Mato Grosso do Sul, a menor umidade relativa do ar foi 24% em Coxim e em Sonora. Em Mato Grosso, o menor nível foi de 22% em São José do Rio Claro
 

 

Muitas áreas do Centro-Oeste voltaram a ter várias horas com umidade relativa do ar entre 21% e 30%. A mesma situação ocorreu em áreas do interior do Piauí, do Tocantins, de Goiás, no sul do Maranhão, em alguns locais de Rondônia, de Minas Gerais, de São Paulo e da Bahia. Na tarde do dia 11, a região de Cuiabá, capital de Mato Grosso, foi um dos locais mais secos no país. O nível de umidade mínimo foi de 22%. Pela orientação da Organização Mundial da Saúde, o nível mínimo de umidade do ar para o conforto e saúde humana é de 60%.

 

 

Efeitos do ar seco

Sol forte, falta de chuva e ar muito seco são características do inverno na Região Centro-Oeste. Com muitos dias consecutivos sem chuva, o ar fica naturalmente empoeirado e prejudica a saúde. Mas a situação piorou esta semana porque o vento também diminuiu. Chuva e ventos são os principais fatores que limpam a atmosfera, que dispersam os poluentes.

Outro efeito da baixa umidade é afastar a chance de alguma chuva. As nuvens não se desenvolvem porque falta umidade no ar.

A falta de chuva prolongada deixa a vegetação cada vez mais ressecada, o que facilita a proliferação dos focos de queimada.

 

 

 

 

Centro da massa de ar seco

O centro desta massa de ar seco está entre o Mato Grosso do Sul e o Mato Grosso e até o domingo se desloca para os estados da Região Sudeste. Mesmo assim, todo o Centro-Oeste ainda terá índices de umidade do ar muito baixos nos próximos dias. A população vai continuar enfrentando muitas horas consecutivas com umidade relativa do ar entre 21% e 30% e em algumas horas, o nível de umidade pode ficar até abaixo dos 20% em várias áreas.

 

 

 

 

Atenção MS e MT

A população de Mato Grosso do Sul e da parte do oeste e de sul de Mato Grosso deve ficar muito atenta para uma mudança radical do tempo de domingo, 16, para a segunda-feira, 17 de julho. O fim de semana será muito quente, mas a chegada de uma frente fria forte faz a temperatura cair muito na segunda-feira, 17.

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Cuiabá - MT

22°
min

35°
max

0mm / 0%

São Paulo - SP

12°
min

25°
max

0mm / 0%