Calor escaldante no Rio Grande do Sul

16/12/2017 às 17:47
por Bruno Maon

Atualizado 17/12/2017 às 01:24

Oferecimento

A tarde deste sábado ficou entre as mais quentes do ano no Rio Grande do Sul. O fluxo de ar quente vindo de norte, induzido pela aproximação de uma frente fria que avança da  Argentina para o Brasil nas próximas 24 horas, contribuiu para o calor intenso. O sol forte e o ar seco também ajudaram a aumentar ainda mais a temperatura no estado.


Uruguaiana registrou a maior temperatura do Brasil neste sábado: 39,6°C, de acordo com as medições da estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Quaraí (38,6°C), Santa Maria (38,6°C), São Vicente do Sul (38,5°C), Campo Bom (38,3°C), São Borja (38,0°C), Alegrete (37,7°C), São Luiz Gonzaga (37,7°C), Bagé (37,6°C) e São Gabriel (37,6°C) ficaram entre as mais quentes do país no sábado, 16 de dezembro, considerando a rede automática do INMET. 

 


A capital, Porto Alegre, teve 36,2°C. Foi a maior temperatura dentre todas as capitais brasileiras nesta tarde de sábado. Na estação automática do INMET, a umidade relativa chegou a apenas 30% por volta das 17 h.

 

Frente fria muda o tempo

Neste domingo, com a rápida passagem da frente fria, o Rio Grande do Sul volta a ter chuva. Na região de fronteira com o Uruguai pode chover já pela manhã. Nas demais áreas, chove apenas a partir da tarde. O dia ainda começa muito abafado em todo o estado, condição que favorece ainda mais a ocorrência de temporais durante a tarde.

A chegada de uma fraca massa de ar frio afasta as instabilidades do estado na segunda-feira e garante um amanhecer com temperaturas mais amenas. Mas o refresco é passageiro, pois já durante a tarde de segunda volta a fazer calor em praticamente todo o Rio Grande do Sul.

 

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Porto Alegre - RS

11°
min

26°
max

0mm / 0%